Zootopia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Desinopselogo2.png

Este artigo faz parte do DesFilmes, a sua coletânea de filmes rejeitados.
Enquanto você lê, gente esquisita é torturada em um filme snuff

AmorFurries.jpg Este artigo foi escrito por furries!!

Por isso, é possível que ele contenha referências a raposinhas, Pokémons ou até mesmo Ursinhos Carinhosos sendo sodomizados por cavalos. Caso você tenha medo de furries, arme-se com um lança-chamas e NÃO leia a pagina abaixo.


Cquote1.svg Que cidade horrivi! Cquote2.svg
Alemão, vice-prefeito de Cu Pequeno em uma visita diplomática a Zootopia.

Zootopia (pronúncia em Portugal: Zootrópolis) é uma cidade localizada na Bélgica, caracterizada por ser a única cidade em que todos os mamíferos podem se mudar em viver em paz a lá Israel da face da Terra, sem a existência de humanos, apenas bichinhas. É uma cidade muito progressiva e moderna aonde todo o tipo de mamador pode viver em liberdade, igualdade e fraternidade (ou não).

História[editar]

O poster de Furrytopia.

O projeto para a construção dessa verdadeira Utopia, Zootopia foi concebida em Agosto de 1988, quando John Lasseter, bichinha mor da Clube dos Castores Anônimos, inspirou-se pelo filme moderadamente aborrecido Robin Hood (aquele filme animado onde Robin Hood era uma raposa), e decidiu construir um sítio contra os estereótipos furries... aonde todas as personagens são esteréotipos furries de fato. Demorou três anos a construir, porque houve muitas mudanças de planos, mas finalmente foi inaugurada em 2004.

Uma década após isso, Judy Hopps decidiu mover-se para a cidade para ser uma hômi, mas ninguém deixou porque Zootopia é muito racista. Felizmente, houve um rapto em que toda o mundo foi demasiado incompetente para resolver, por isso ela aliou-se à raposa malandra Nick Wilde e juntas descobriram o plano secreto de (SPOILERS) Bellwether para infectar todas as bichinhas carnívoras com AIDS e revoltar a população herbívora contra elas para iniciar o sonho dos reacionários americanos, uma guerra racial. Felizmente, as nossas heroínas salvaram o dia e o centro de polícia chega com a cena do crime ainda viva.

Bichinhas importantes[editar]

  • Judy Hopps: coelinha da roça que quer ser uma policial, com sucesso, resolvendo o cruel plano malvado da Bellwether e ficando heroína. Francamente não há muito mais a dizer sobre ela além da sua gama de artes no e621.
  • Nick Wilde: Umraposo ladrão. Queria ser uma menina escoteira, mas foi violado por bullies herbívoros e por isso desistiu de ser um. Era parceiro de Finnick, com qual cometiam muitos crimes escandalosos como roubar vibradores de elefante e convertê-los em vibradores de hamster. Antes ele pareceria ser membro da ANCAP, pois adorava sonegar impostos. Eventualmente ajudou Judy a resolver o crime e agora são a dupla mais furry, juntos. Originalmente era para ser o protagonista do filme, mas em vez disso se tornou um co-protagonista.
  • Bogo: um vaco que é líder do centro policial de Zootopia. Não gostava da Judy e tentou despedi-la, mas não conseguiu. Muito brutamonte, ocasionalmente usa óculos, desmascarando o vazio interno.
  • Benjamin Clawhauser: um gatuno que era pra ser uma chita mas é irreconhecível por ser mais gordo que curitibano. Come donuts e é balofo, repetindo o clichê do policial americano. Tem o canudo melado pela Shakira, e vive fazendo edits nos vídeos musicais dela.
  • Leodore Lionheart: Ex-presidente de Zootopia, é um leão que possivelmente plagia o rei Mufasa. Foi preso suspeito de fazer parte da conspiração da ovelha abaixo.
  • Dawn Bellwether: uma Isabelle versão ovelha, vice-prefeita da cidade, ela parecia ser uma inocente e desajeitada secretária tradicional mas é na realidade a vilã principal, articuladora de uma conspiração, uma guerra entre predadores e presas, mas foi impedida pela Judy.
  • Finnick: uma raposinha que era o parceiro de Nick Wilde nos seus crimes, mas ela a deixou pela Judy. Costumava usar fato de bebé para enganar bichas maiores a darem-lhe os seus vibradores, e de vez em quando ouve música francesa.
  • Mrs Otterson: lontra burra que perdeu o marido. É ela a quem Zootopia tem de agradecer por causar o heroísmo de Judy. Parece a Rapunzel e a Anna de Arendelle mescladas em uma lontra..
  • Flash: a preguiça mais rápida (em relação as outras preguiças) que trabalha como servidor público. Sua lentidão é extinta quando ele decide fazer cosplay de Paul Walker.
  • Yax: vaca imundo e hippie, vive sem roupa e coberta de merda. É a dono de um resort nudista.
  • Mr. Big: o Vito Corleone versão sorex, líder da máfia. Tentou congelar a Judy e a Nick Wilde, mas não o fez porque a filha dele teve sexo com a Judy antes e decidiu poupá-la.
  • Gideon Grey: ex bullie que em tempos atrás violava Judy quando era pequena, mas agora virou parceiro de negócio com a famíliad dela. Provavelmente OTP com Clawhauser.
  • Gazelle: A verdadeira estrela do filme. Sempre rodeada de tigres, como o efeito indesejado delas serem o centro da atenção e não ela. Lançou o single "Try Everything".

Distritos[editar]

Para melhor acolher a população de Furries, Zootopia é dividida em diversos periferias Distritos, veja abaixo alguns exemplos:


  • Downtown: O centro econômico da cidade e o único que realmente parece ser minimamente confortável de se viver, é onde boa parte da população vive e onde o prefeito Haddad Lionheart se situa.


  • Tundralandia: Um lugar frio e deprimente pra cacete inspirado na região sul do Brasil, habitado majoritáriamente por figurantes que ninguém se importa e por um gambá mafioso de 10cm de altura ironicamente chamado de MR.Big, a importância desse lugar no filme é aparecer durante o começo junto com os outros distritos e depois ser quase o local de morte dos protagonistas e de um personagem secundário que ninguém se importa se morre ou vive


  • Distrito Florestal: Sem dúvida um dos piores lugares pra se morar, baseado na cidade de Manaus, esse lugar sofre permanente com chuvas criadas por irrigadores no topo do distrito (Haja água pra cuidar desse lugar), e possui quase nenhum comércio visível, tirando a Oficina do Kauan Desu que não é mostrada no filme, mas que se localiza no meio do distrito, sendo o único lugar que não chove pois Kauan usava toda a água do local pra preparar seus sucos de laranja, isso, somando a demora que Kauan tinha para pagar impostos, pois não queria mais trabalhar nessa porra também não, só queria relaxar, fez com que o governo se irrita-se e cortasse a água daquele local.


  • Praça Saara: Literalmente o distrito mais sem importância do filme, ele aparece na cena que introduz os distritos da cidade e é utilizado somente em algumas cenas sem muito importância, a não ser descrobimos o tráfego de maconha picolé gigante do Nick Wilde, é baseado no nordeste brasileiro, mais precisamente o sertão, e é aparentemente uma merda para se viver, provavelmente mais merda que o distrito florestal.

Racismo[editar]

Dublagem em Zootopia.

Apesar do slogan de igualdade, Zootopia em sua essência é uma cidade extremamente racista na qual presas são forçadas a ter empregos baseados na sua espécie. É um problema extremamente grave, especialmente para as carnívoros que são a minoria contra os herbívoros, e não podem se quer ter empregos honestos. O que nos faz questionar o que os carnívoros comem agora que são civilizados? Se tornaram vegetarianos?

Ver também[editar]

v d e h