Yoko Wakana

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Tropadele.gif Este artigo é protegido pelo BOPE!

Este artigo é da Tropa de Elite e faz coisas que assustam o Satanás. É bom você não ser traficante, membro do CV, playboyzinho maconheiro ou da tropa dos corruptos, ou o 07 vai pegar a vassoura!

Cquote1.svg Você quis dizer: Yoko Wakanda Cquote2.svg
Google sobre Yoko Wakana
Cquote1.svg Vou te castigar severamente, rapazinho! Cquote2.svg
Yoko Wakana sobre Sousuke Sagara
Cquote1.svg Ela me ama Cquote2.svg
Sousuke Sagara sobre Yoko Wakana
Cquote1.svg Quem? Cquote2.svg
Você sobre Yoko Wakana

Yoko Wakana é uma personagem doida que usa drogas e que não serviu pra nada e talvez nem você se lembre. Ela é legal e até que é bonitinha mas sua personalidade de psicopata faz qualquer um pensar que ela é uma versão japonesa da Suzane von Richtofen, mas é só você oferecer um lança perfume que ela amansa na hora e ainda vai ter um abraço e um cheiro bem gostoso, e se você for pobre vai ganhar 600 reais de auxílio emergencial.

Sobre Ela[editar]

Parado aí, meu bem!

É uma policial doida e ex-integrante das Farc, começou a cheirar pó com 11 aninhos e ganhou muita grana vendendo maconha nos semáforos pra ajudar a família de drogados. O seu comportamento doentio se deve ao uso constante de ervas, chegando a lembrar o da tua mãe ou da tua mulher, ou seja, digno de espanto. Odeia assiduamente pessoas que agem fora da lei (exceto se essa pessoa botar ela no colo e der maconha pra ela cheirar) e sempre quer dar um castigo beeeem severo para elas, como depilar testículos com cera ou obrigar o indivíduo a assistir o Caldeirão do Huck.

Onde ela entra na história[editar]

Ela aparece quando Sagara rouba uma bicicleta usada de um camelô e sai com Chidori em disparada para não chegar atrasado pra entrega do trabalho de literatura sobre Dom Casmurro e O Ateneu, mas Yoko em sua viatura fala para eles pararem, mas o que se viu foi uma perseguição cinematográfica e louca entre Yoko totalmente maluca (imagina o desespero da outra policial que estava no carro rezando pro pneu do carro estourar) e os dois encrenqueiros. Sagara e Chidori conseguiram despistá-la, e ela terminou com o carro todo amassado numa batida e o concerto foi mais caro do que .

¿Isso é um demônio?

Depois ela reaparece quando Chidori vai até a delegacia do Capitão Nascimento, e ela aparece para resolver o caso de um suposto maníaco sexual da zona leste que estaria enrabando pessoas no calar da noite, ela estava tão doida pra desvendar o caso que nem dormia, ficava com olheiras enormes parecendo um cadáver. Sagara ajudou elas em segredo, dentro de um bonta que parecia um coelho viado, pois Yoko lembrava exatamente do seu rosto, e não do de Chidori. Quando ela viu o bonta, pensou que era o tal maníaco (que na verdade tinha um disfarce de pônei bem gay), depois de um "combate" desgastante com tiros, granadas e mísseis, conseguiram derrubar o verdadeiro "maníaco", que vinha correndo feito leopardo com dor de barriga atrás de Chidori. Depois disso, descobriram que o maníaco não era um estuprador, era apenas um mongoloide que ficava fazendo um penteado de rabo de cavalo em mulheres à força e que ficava repetindo a palavra pônei igual a um doido quando tinha o disfarce. Yoko já calminha, diz que ele vai ficar preso e que vai ser comido pelos detentos negões do Carandiru.

Yoko ao ouvir o nome de Sagara.
v d e h
ARTIGO COMPLEMENTAR
v d e h
Jornal2.jpg
Não entende este artigo? Acha que é humor privado? Antes de fazer alguma besteira nesta página, leia o artigo Full Metal Panic para ter sentido e volte aqui para entender e achar engraçado (ou não).
Jornal2i.JPG