Wedge Antilles

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Wedge cheio de hemorróida na Batalha de Exegol, 35 ABY

Babel fish.gifTraduzindo: Cuecão Antilhas
Babel Fish sobre Wedge Antilles
Cquote1.svg Você quis dizer: O único figurante de Star Wars que os fãs sabem o nome? Cquote2.svg
Google sobre Wedge Antilles

Wedge Antilles é um dos, senão o figurante mais prestigiado da franquia Star Wars. Como todo conteúdo da trilogia original que foi expandido ao ponto de se tornar cômico no Universo Extendido e no canon da Disney, ele foi de piloto coleguinha de classe do Luke que participou de algumas das batalhas importantes dos filmes para um dos caras mais picas e mais influenciadores de todo universo, cuja participação na guerra contra o Império literalmente salvou a galáxia meia-duzia de vezes.

Que nem o ator do C-3PO, Denis Lawson, o ator do Wedge, curte dinheiro e tem uma agenda bastante vazia, então ele tá sempre de volta em tudo que o personagem aparece, seja pra dublar, pra narrar audiolivro ou pra dar instruções de culinária alienígena. O maior mérito que pode ser atribuído a ele em relação a franquia é ser tio do Ewan McGregor, algo que levaria o moleque a um dia tentar o papel de Obi-Wan Kenobi e gerar uma galáxia inteira de memes.

Na Trilogia Original[editar]

Durante os três primeiros filmes, Wedge Antilles tem um tempo de tela equivalente há 2 minutos e 30 segundos, menos do que você dura no x5 com sua mão. Ele é pouco mais que um boneco de carne com um nome, sabemos que ele é um grande amigo de Luke e que ele pilota X-Wings... é isso. A esmagadora maioria do backstory do personagem (tipo 98%) seria desenvolvida nos anos seguintes, com os infinitos livros, CDs, videogames e qualquer que fosse o produto corporativo da semana baseado em Star Wars.

Antilles: Uma História de 3 Atores[editar]

Cquote1.svg Finja que você esqueceu o gás ligado em casa e tem 3 boletos pra pagar Cquote2.svg
George Lucas dirigindo o ator

Wedge Antilles tem uma participação tão grandiosa no primeiro filme que quase ninguém percebe que o personagem muda de ator de uma hora pra outra. O bróder original tinha uma cara emburrada e foi pago apenas pra ficar sentado em uma cena, constantemente irritado, e pra trocar algumas frases com o Luke. Aparentemente, ele era tão ruim nisso que demitiram ele com apenas 1 dia de filmagem e botaram outro cara, o ator atual, pra fazer o papel.

Mais tarde, no período turbulento e desgastante chamado Pós-produção, os produtores decidiram que seria melhor que o personagem tivesse um sotaque americano, então puseram um novo ator pra dublar as duas performances, resultando numa quimera cinematográfica composta por 3 corpos diferentes. Mais tarde, é claro, o "Falso Wedge" receberia um novo nome no canon e toda essa confusão seria explicada na quintologia de livros Diários de um Piloto: Sombras da República, a 12º série de livros de Star Wars que deixou de ser canônica ainda na primeira semana de seu lançamento.

No Universo Expandido/Canon da Disney[editar]

No material expandido ele obviamente fez muito mais coisas que definitivamente haviam sido planejadas desde o começo e não foram simplesmente inventadas pra vender boneco. Descobrimos que ele foi mais um dos órfãos de Corellia, que juntos totalizam cerca de 37% da população do planeta. Como o resto das crianças desdentadas, ele nunca teve porra nenhuma, mas ao invés de sonhar em se tornar um jogador de futebol ou algo do tipo, ele quis se tornar um piloto.

De alguma forma ele consegue arranjar vários bicos como piloto e mecânico em depósitos de combustível e fazendas locais até alguém do Império decidir recrutar ele pra fazer algo de útil. É nesse período que ele conhece mais meia-duzia de personagens que pertencem apenas ao canon estendido e que compactuaram da tradição Star Wars de terem nomes mono silábicos bizarros. Wedge se destaca entre seus colegas de turma, porque sim, e não demora muito para receber controle de um TIE fighter.

É mais ou menos ai que sua participação em Star Wars: Rebels começa. Ela é geralmente lembrada como um dos fanservices menos agressivos da série, muito em parte porque teve a sorte de ocorrer na temporada menos detestada dela, a terceira, e porque quem dubla ele é o Fred da iCarlen.

Galeria[editar]

Ver Também[editar]