Warner Bros. Interactive Entertainment

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Blackwater mercenario 320.jpg Este artigo é sobre um mercenário!

Não importa a merda que você peça, ele vai cobrar pelo serviço.

Clique aqui pra ver outros mercenários, mas primeiro, o dinheiro!


Warner Bros. Interactive Entertainment, ou simplesmente WBIE para encurtar, é uma softhouse obviamente desenvolvida e administrada pela Warner Bros., uma das maiores empresas na área do entretenimento lá da Terra do Tio Sam.

História[editar]

A reação do Batman ao saber que será o protagonista de mais um dos jogos horríveis da WBIE.

A WBIE é famosa por fabricar games de franquias já existentes pertencentes ao estúdio cinematográfico da Warner, o que significa portanto que eles não têm a menor criatividade para desenvolver algo próprio que preste. Uma vez que outra, eles também se apropriam de títulos já existentes lançados por outras companhias de videogame, o que só reforça ainda mais esta característica que foi acabada de citar. A empresa também gosta de enfiar microtransações e DLCs abusivas nos seus jogos, o que reforça a mediocridade dos mesmos.

Sua fundação ocorreu em 1995 após uma recusa da Acclaim em criar um jogo inspirado no filme cagado Batman: Eternamente, o terceiro longametragem oficial na cronologia do Homem-Morcego, que foi simplesmente uma grande merda por terem substituído o diretor e o ator principal. Logo, os caras da Acclaim não queriam se arriscar em fazer um jogo que fosse tão ruim quanto e empacasse nas prateleiras. Como já é de se concluir, a própria Warner então resolveu se aventurar e criar por conta própria o tal jogo do Batman, e assim saiu o primeiro de vários outros péssimos trabalhos da empresa neste segmento.

Na verdade, durante muitos anos a WBIE apenas licenciou franquias de outras empresas para o mundo dos games (e encheu de microtransações depois), e foi somente em 2003 que tiveram coragem o suficiente para lançar alguma coisa feita por eles mesmos, no caso o joguinho tosco Looney Tunes: Back in Action. A partir de então, uniram forças com outras softhouses decadentes para conquistar de vez o mercado gamístico, e logo após cortar os jogos e vender como DLC separada, como a Ubisoft e a EA Games.

O maior sucesso da produtora até hoje provavelmente é Injustice: Gods Among Us, que foi lançado para tantos consoles que teve que ser adaptado até mesmo para celular posteriormente.

Hoje, os jogos da empresa não passam de jogos lançados para consoles de última geração parecendo jogos lançados para celular, uma porcaria pior e mais abusiva do que a outra.

Porém ela sempre consegue críticas boas, porque paga os críticos para falarem bem sobre seus jogos debaixo dos panos, e também por causa dos jogadores parciais, e assim como a EA ou Ubisoft, se tivesse falido ninguém sentiria a falta (exceto os jogadores e críticos já mencionados, pois ficariam sem a sua verba).

Séries[editar]