Venom (filme)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Venom
Venom (BR)
Venenoso (PT)
Venom poster.jpg
Poster do filme
Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
2018 • Bem preto • 2 horas
Direção Desconhecido
Produção executiva Chefona da Sony
Elenco Tom Hardy como Venom
Gênero Filme de Homem-Aranha sem Homem-Aranha


Venom é um dos eventos do seriado What If...? da Disney+, mais precisamente o episódio que diz "E se a Sony fizesse um Homem-Aranha sem o Homem-Aranha?". E assim temos a história de um viciado em maconha e sua larica eterna.

Enredo[editar]

O protagonista do filme não é Peter Parker, nem Miles Morales. O protagonista é Eddie Brock, um jornalista imensamente inconveniente metido a Roberto Cabrini que foi escalado para entrevistar o dono da Umbrella Corporation, mas achava que estava no CQC e ao invés de entrevistá-lo fez foi diversas acusações sem provas. Como resultado por sua burrice, Brock foi demitido, perdeu a casa, perdeu a esposa, perdeu o dinheiro, e foi morar num cortiço na periferia da cidade.

Enquanto isso, o dono da Umbrella Corporation que era de fato um vilão, foi o responsável por enviar foguetes para o espaço para coletar gosmas espaciais, porque é isso que as pessoas fazem quando se deparam com formas de vida alienígenas, simplesmente as trazem para a Terra de modo seguro (o que inclui cair de nave numa floresta da Malásia, todo mundo morrer, e uma dessas formas alienígenas escapar e todo mundo deixar por isso mesmo). De qualquer forma, o vilão genérico lá que nem lembramos o nome mais, leva os simbiontes para laboratório e começa a realizar testes em humanos, afinal, por que não?

É nesse momento que a renomada bióloga, a Dra. Mia Khalifa, começa a ficar arrependida pelas dezenas de humanos que está matando nas suas experiências, então chama o falido Eddie Brock para tirar fotos no laboratório secreto da Umbrella, por que ela que trabalha lá e todos os dias está naquele laboratório sem levantar suspeitas não pode fazer isso sozinha, até porque seria difícil demais vazar essas fotos comprometedoras depois, necessitando ela de um jornalista desempregado para fazer esse serviço. É assim que Eddie Brock chega nos laboratórios secretos da Umbrella e durante essa invasão tem o contato com o simbionte. A médica disse explicitamente para ele não tocar em nada, só olhar e tirar fotos, mas muito esperto Eddie acaba ativando o modo autista para meter a mão em tudo que tivesse cor naquele laboratório, libertando o Venom e abrigando-o em seu corpo.

Enquanto isso, o simbionte fugitivo decide viajar de avião da Malásia para Hong Kong, com que dinheiro ele fez isso? Não se fazem ideia, mas pelo menos em Hong Kong entrou no corpo de uma garota que estava de passagem paga convenientemente indo para São Francisco.

Enquanto isso, Eddie é perseguido por capangas do vilão em diversas cenas clichês de luta e fuga, incluindo cenas em que ele come a cara de alguém, e não é minha culpa se a cena não tem sangue, mas a Sony achou que seria melhor que um filme sobre um monstro alienígena sanguinário e altamente violento fosse para crianças, então nada de sangue.

Venom prestes a comer a cabeça de mais um soldado genérico, tomando o cuidado para não derramar uma gota de sangue sequer.

Então o Venom continua fazendo coisas de Venom, como usar chicotes de chiclete preto para bater nos outros, até Eddie deixa as provas dos experimentos secretos (Fotos que não provam nada) na mesa de seu ex-chefe para depois enfrentar um exército. Até aquele momento Eddie não havia dito a Venom que ele não deveria matar então vários soldados genéricos perdem a vida sendo arremessados em paredes recebendo dezenas de sangramentos internos fatais mas sem sangue visível. É nessa hora que a ex-esposa de Brock adivinhou que Eddie estaria no prédio do seu ex-chefe e o encontra estuprando agentes genéricos, e ao invés de ligar para o FBI ou a CIA ao avistar um alienígena preto cortando cabeças, ele apenas o manda direto para o Hospital onde seu novo marido e futuro corno tira o Venom de dentro de Eddie, apenas para que ele mais tarde ele entre em um cachorro, provando que esse hospital não segue nenhuma exigência sanitária ao deixar um cachorro perambular pela clínica. Do cachorro ele salta para a mulher, e da mulher ela aproveita para enterrar a língua na garganta de Eddie para que Anne, no meio de uma transição simbiótica, continue beijando-o fervorosamente, enfim, Venom estuprou oralmente Eddie. E sim, existem outras formas de passar o simbionte para ele, então aquilo foi totalmente opcional.

Enquanto isso, a garota simbionte vinda da Ásia entra nas instalações do Dr. Manezão Genérico e transmite para ele o simbionte vilão, formando assim dois vilões, como diabos uma garota de 10 anos fez entrar num laboratório ultrassecreto sem ativar um alarme? O que aconteceu com os pais dela? Bem, nunca saberemos isso, pois a única coisa que é revelada é o plano imbecil do vilão, que é trazer para a Terra milhões dos seus amigos goma espacial sabor tutifruti. Mas o Venom decide intervir pois deseja ficar na Terra sozinho, e depois de uma longa sequência de ação e luta do Venom contra o Venom Marrom, sem sangue, Venom vence a luta sem sofrer os danos causados pelo barulho do lançamento de um foguete. E assim o filme acaba do nada.

Personagens[editar]

  • Eddie Brock / Venom (Tom Hardy) - Não é mais aquele cuzão que vemos nos filmes e desenhos do Homem-Aranha, mas sim apenas um jornalista investigativo inconveniente que acha que pode ficar acusando os outros sem provas. Acaba invadindo um laboratório secreto e sendo possuído por uma geleia preta alienígena, o Venom, que basicamente transforma ele num louco que sai comendo tudo o que está no caminho.
  • Anne Weying (Michelle Williams) - A esposa de Eddie Brock, uma baita interesseira, porque basta o marido ser demitido do trabalho que ela simplesmente pede divórcio, e poucos meses depois ainda vai namorar um médico renomado. Mas assim que descobre que o seu ex virou um homem super poderoso com a capacidade de escalar prédios e enfrentar exércitos sozinho, aí ela volta a ficar morrendo de amores por ele.
  • Carlton Drake / Riot (Riz Ahmed) - O vilão genérico que ninguém nem se lembra. É dele a ideia genial de trazer para a Terra milhões de simbiontes pelo simples motivo de porque sim. Acaba ele próprio sendo possuído por um, o Venom-cor-de-cocô, ou "Riot", mas termina morto como bom vilão de filme de super-herói.

Recepção[editar]

Venom é aquele tipo de filme que foi odiado por todos, mas que arrecadou milhões, gerando muitas dúvidas sobre como foi a sua real aceitação. Os fãs do personagem (nerds tetudos em geral) xingaram muito no Twitter alegando que o seu personagem favorito foi estragado pela Sony, como s eo Venom tivesse algum quadrinho realmente bom ou profundo sobre ele.

Já as pessoas normais foram assistir sem querer, achando que era um filme que fazia parte do Universo Cinematográfico da Marvel e que ele apareceria em Vingadores: Guerra Infinita. Ironicamente, embora os nerds pedantes tenham rido dessas pessoas bobas, alguns anos depois todos eles tiveram que assistir Venom por causa do filme Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa onde este Venom aparece.