Vaia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.svg Você quis dizer: Uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuhhhhhhhhhhhh..! Cquote2.svg
Google sobre Vaia
Cquote1.svg Vocês não sabem do que nós somos capazes! Cquote2.svg
Dilma após ser vaiada.

Alguém sábio, sempre se recolhe para pensar o que deve ser melhorado após uma vaia, diferente de outros bichos que insistem em que estão certos.

Cquote1.svg Quem tem boca vaia Roma(ou o Vaticano). Cquote2.svg
Forma incorreta do ditadinho popular.

Vaia é quando um grupo de pessoas faz vários us em uníssono sempre que está óbvio que algo está uma bosta, nessas horas a porcaria fica clara até para os seres mais desplugados e sem noção. O u deve ser um exercício deliberado de fôlego, pois precisa ser contínuo, do contrário parecerá outra expressão, tipo os indígenas fazendo a dança da chuva quando dão vários us, porém descontínuos e seguidos. Nessas horas os índios sim, estão contentes, bem ao contrário de quando se vaia.

Uuuuuuuuuuhhh...[editar]

Cada um vaia com os mecanismos que possui. O que vale é a colaboração.

Os us se reúnem para deixar a letra mais contínua e expressiva, de modo que vários pareçam um só, bem prolongado. Quem tiver mais fôlego se expressa melhor ainda, pois consegue soltar o u por mais tempo antes de tomar fôlego para mandar o próximo. O u das vaias é o melhor de todos, ele adora ser usado para vaias, sabendo que saíra da forma mais expressiva e prolongada de todas, não deixando nada a desejar a um(a) cantor(a) de Ópera e, isso sendo qualquer pessoa, até gago consegue pois antes mesmo de sair do aparelho fonador, o u sai do fundão da alma, querendo ficar marcado na memória auditiva do vaiado.

O u da vaia sabe que sua função será a mais valente de toda e qualquer palavra da qual ele participe e, o melhor de tudo: Sozinho, sem nenhuma outra letra ele vai traduzir todo o sentimento de quem vaia, economizando milhares e milhares e palavras, que quando se vaia, as reclamações são muitas, mais ainda quando elas têm toda razão de ser. E apenas com u, o vaiado ainda que inconscientemente vai saber bem do que se trata: Se for falta de caráter e competência, mais descaso e propaganda enganosa, mais desvio de verba, por exemplo no caso de um político, por mais que ele diga que não há porque essa gente reclamar tanto - o u ficará em seu cérebro lembrando que há sim toda razão de ser.

Já um artista que não faz jus ao nome de artista(seja ator ou atriz, cantor(a), apresentador(a), etc, por um tempo consegue com sua jactância alimentada por fãs que não têm noção do que é realmente arte, algumas vezes por pouca idade(já que criança não conhece muita coisa), outras vezes por idiotice em fazes mais avançadas mesmo, esse artista hora ou outra vai se dar conta que aquele u que entrou-lhe no cu ouvido, queria dizer que, ele tinha muito o que melhorar. Talvez pelo menos sabendo que há muito que melhorar, esse artista poderá mesmo melhorar e oferecer algo de verdade a quem vê/ouve/lê.

Sem razão[editar]

Uma risada amarela é bem mais vistosa do que reclamação, após uma vaia.
Palhacinha vaiando porque no circo só contratam palhaços(homens), ou homens(palhaços).

Em 90% dos casos a vaia tem razão de ser, nos outros 10% são casos mais isolados em que, a plateia é que não manja dos paranauê mesmo e precisa ser menos impulsiva, esperando ao menos quem se apresenta, molhar o bico. Uma plateia precipitada algumas vezes pode se arrepender, mas nem sempre o faz: Isso porque, embora em uníssono o Q.I de todos cresça, há sempre alguns grupinhos que são mais filhos da puta, ou mais imbecis mesmo, e esses são menos propensos ao crescimento do que a maioria.

Na maioria das vezes a vaia tem razão, ao menos em algum item, portanto quem é vaiado, deve considerar a vaia como aquilo que se chama de crítica construtiva e, como já dito, o subconsciente de quem é vaiado dialoga diretamente com o u poderoso que possui o chackra a energia de vários seres que sabem do que reclamam. Quem escuta pode sim, saber em que precisa melhorar, ainda que tenham seus protetores teimosos e seus fãs alienados e ainda, seu puxa-sacos.