Um Jogo de Você

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Capa de Um Jogo de Você. A falta de criatividade por fora é um indicador do que você vai achar dentro desse livro

Um Jogo de Você, nome em referência ao joguinho que a DC Comics fez com você que comprou esses gibis, é a quinta saga de The Sandman. Fugindo um pouco do costume anterior de ter histórias empolgantes e envolventes, aqui Neil Gaiman nos presenteia com a saga mais chata, maçante, enfadonha, aborrente já posta num papel jornal, offset ou couchê, tanto é que eu só vim criar esse artigo em 2020, três anos depois de ter feito os das sagas anteriores, porque foi o quanto deu pra adiar falar dessa atrocidade literária.

Sinopse[editar]

Por motivos que nem o livro de Destino contém, Neilzinho resolveu botar na geladeira Sonho, Morte, enfim, todos os personagens que tinha feito The Sandman uma história cativante nos volumes anteriores. Aqui ele sempénemcabeçamente resolveu dar a chance de brilhar para Barbie, uma personagem quaternária de A Casa de Bonecas. Uma típica branca loira sem-graça e sem sal americana, daquelas que aparecem todo ano em filme da Brazzers, Barbie está se divorciando de seu marido Ken (olha quanta coincidência criativa), e resolve lidar com isso da forma mais conveniente possível pro escritor: se refugiando nos próprios sonhos, é claro.

Porém, com uma personagem sem graça é claro que seus sonhos não seriam diferentes. No Sonhar, Barbie é uma princesa perfeita rodeada de bichinhos falantes que a adoram, tipo a Branca de Neve nos filmes da Disney (já denotando o grau de insossidão do que vamos encontrar aqui) e usando a Florentina Porpentina, um amuleto dado a ela por um lhasa apso gigante (eu sei, nada aqui faz sentido nenhum), Barbie é teletransportada de volta a esse mundo de amor, de aventura e de magia. Mas como nem tudo são flores, nem bichinhos, pra que a história tenha um pouco de conflito Barbie descobre que seus sonhos foram habitados por um misterioso vilão chamado Cuco, uma das criaturas mais assustadores dos quadrinhos: uma guriazinha com dois sacos escrotais onde deveriam estar suas bochechas.

Daí se seguem várias aventuras para Barbie e seus amigos, com perseguições, perdas, traições e descobertas que eu não vou contar aqui; primeiro porque eu não quero dar spoiler e segundo porque eu quero que sofram como eu, afinal se eu consegui aguentar essa joça, você também pode.

Recepção[editar]

Quando foi lançada no finalzinho de 1991, Um Jogo de Você foi um choque para todos, pois ninguém imagina que uma história tão... peculiar quanto Sandman pudesse um dia chegar a esse nível de insuportável. Foi a primeira saga com protagonistas femininas liderando o enredo, o que talvez tenha contribuído pra ruindade do mesmo, ou não, vamos deixar que os leitores tirem suas próprias conclusões.

A saga marcou o mundo das HQs também por ser uma das primeiras a abordar o drama pirocal do público transexual: Wanda, uma beldade ruiva com surpresinha. Como todos membros de minorias sempre morrem em histórias de suspense/terror, Wanda não chega viva ao final da história, mas proporciona a cena abaixo, uma das mais icônicas dos quadrinhos:

Morte e Wanda se despedindo dos leitores ao encerrar Um Jogo de Você, trazendo alívio a todo o público que curte finais felizes, principalmente eu por estar livre dessa tortura e finalmente poder ir pra próxima saga.

E assim seguimos para...

Precedido por
Estação das Brumas
Rsmith.jpg
Saga de The Sandman

Novembro de 1991 - Maio de 1992
Sucedido por
Fábulas e Reflexões
v d e h
O incompreensível mundo do Universo D.C.