Ultraman

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Próxima produção da Brazzers, com a participação do Ultraman e de um de seus vilões randômicos.

Ultraman (ウルトラマン - Urutoraman) é uma série japonesa de teucusaiazul de 1966, sendo a segunda série do gênero a sair em cores para a turma da japonesada, logo depois de Vingadores do Espaço, e que criou toda a febre dos Ultras que existe até hoje, tendo até uma versão ianque do mal inclusive. Depois dele veio um monte de outros ultras, tipo Ultraseven, Ultraeight (não tô zoando esse, depois vide Super-Elói), Ultraman Jack, Ultraman Ace, Ultra-Rapaz, ultrarromantismo, Ultragay, Ultraje a Rigor, Duracell Ultra, Ultracorno, UltraJohnnÿ, Ultrapassado, Ultrafodido, Ultragostosa, ops...

Também virou o pai dos seriados Giant Heroes, aqueles cretinos que esticavam mais que a dívida do teu pai ou a língua da tua mãe para derrotar monstrengos estúpidos do espaço sideral que destruíam cidades de papelão.

Historinha de produção e repercussão[editar]

Ultraman nasceu como uma quase continuação de Ultra Q e fez um sucesso tão grande que foi exportado pelo mundo todo, inclusive no Brasil passou em mais emissoras que o Programa Raul Gil: TV Tupi, Record, TVS (atual SBT), TV Corcovado, Band, Rede Manchete, CNT, Ulbra TV e Rede Brasil de Televisão. Ou seja, só a Globo que é burra demais e não passou essa série por lá.

A série virou também mangá e um jogo de videogame horroroso chamado Ultraman: Towards the Future (que também virou um seriado fake australiano horroroso tão horroroso quanto o jogo) e também uma "continuação" chamada O Regresso de Ultraman que na verdade é só a história do Ultraman Jack, mas como ninguém explicou isso direito pros babacas do Brasil, eles ficaram achando que essa porra era o mesmo Ultraman do passado, igual o que os retardados da Manchete fizeram com Spielvan, chamando ele de "Jaspion 2"...

Plot cretino que sei lá como deu certo e fez sucesso[editar]

Um alien babaca da Nebulosa M-79 acaba cruzando com a Terra enquanto caçava o primeiro de muitos gigantões aliens, um tal de Belumar, e batendo acidentalmente na nave do policial Shin Hayata, que acaba virando cosplay do John Mirolha e colidindo contra uma montanha. O alien de M-79, ao ver a bosta que fez, acaba penalizado e decide fundir seu corpo com o do Hayata, fazendo ele voltar a vida "mais ou menos" como se tivesse passado por uma possessão demoníaca ou como o Alien se infiltrando no seu corpo. Hayata então recebe do alienígena uma tal de cápsula beta que não foi fabricada pela Corporação Cápsula, e que juntamente com parte da essência do alienígena enfiada no traseiro do Hayata, o permite virar o Ultraman, o super-herói gigantão.

Daí para frente ele enfrenta uma pá de alienígenas gigantescos vindos de um monte de pardieiro pra Terra a fim de conquistar tudo ou devastar tudo ou tudo ao mesmo tempo agora, enquanto o Hayata se faz de amigo dos seus coleguinhas de corporação, sem obviamente contar a nenhum que ele passou a usar um uniforme avermelhado com um capacete que o deixa com olhos enormes e mais brilhantes que farol de milha.

No final da série ele enfrenta um cuzão chamado Zeton-Seijin que quase acaba com ele, mas ele acaba salvo de última hora por um miguxo chamado Zoffy (que também é da família Ultra, apesar de não usar o nome Ultra porque japonês adora botar uns nomes fofos de vez em quando nos seus personagens e foda-se se vai parecer meio gay a ideia ou não) pra resgatar o Ultraman, que se separa do Hayata, mas por sorte desse o Zoffy trouxe um cogumelo verde do Super Mario e assim ele não foi dessa para pior, e de vez em quando ainda reapareceria como Ultraman em um monte de sequências e filmes no futuro, e foda-se a coerência de que o alien que o deixava possuído igual Iori Yagami pelo Orochi fortão para caralho já tinha ido pra puta que pariu lá de onde ele veio...