The Pumaman

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Marvel-avengers-alliance.jpg Este artigo é um(a) super-herói(na).

O texto a seguir é sobre alguém que voa, tem poderes, salva donzelas e prende bandidos. Se vandalizar este artigo, eles te levarão à Justiça.

Para conhecer mais desses seres incríveis, clique aqui.


Itália, campeã dos super-heróis criativos.

Pumaman é um super-herói ridículo e um filme ridículo sobre o mesmo feito em 1980, escrito e dirigido por Alberto De Martino e com uns atores que eu tô cagando quem foram porque o filme é uma catástrofe ambulante.

História[editar]

O filme fala que séculos atrás os astecas receberam um artefato que tornou um cara lá da tribo tipo um deus chamado Pumaman. Esse cara era um superman genérico que defenderia o planeta com as habilidades de um puma, como voar e parar o coração por 10 minutos (tenho certeza que pumas fazem isso).

O Pumaman ficou congelado numa máscara dourada por séculos, até que uns arqueólogos descobriram e ficaram tentando entender como funcionava aquela porra que poderia usar o poder de dominar os cérebros dos que olham a máscara. Um deles, Tony Farms, acaba sendo instruído por um indígena chamado Vadinho (que nome de merda, parece personagem de Cidade de Deus) a usar um cinturão bizarro que lhe conferiria poderes contra o doutor Kobras com poderes do deus Darth Vader maligno.

Depois de umas lutas ridículas, com uso de chroma key misturado com LSD, vemos um monte de poderes imbecis como voar, teleportar, até parar o coração (WTF?) e um uniforme estúpido que parece um decalque do Superman feito por uma criança de 1 ano com dislexia, ele ainda consegue fazer a primeira cena de sexo no ar com a arqueóloga Jane Dobson. Ainda bem que não mostraram a cena explicitamente, senão acho que eu iria sangrar meus olhos...

Assista também se for capaz[editar]