Temisto (satélite)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Zorak.jpg Você está entrando em um mundo desconhecido nas imensidões da escuridão, onde
ninguém pode ouvir seus gritos!

Agora, viajar pelo espaço ficou mais fácil depois que inventaram a Coca-Cola.
Se aconchegue em sua nave e vá tomar um "chazinho" com o E.T. de Varginha.

Temisto e sua forma de charuto

Cquote1.svg Você quis dizer: Quem? Cquote2.svg
Google sobre Temisto (satélite)
Cquote1.svg Você quis dizer: Base do Google Cquote2.svg
Google sobre Temisto (satélite)
Cquote1.svg Em temisto temos até mesmo flores! Em misto tem vida! Cquote2.svg
Algum astrônomo sobre temisto
Cquote1.svg A NASA hoje divulgou que temisto é na verdade uma rocha gélida sem vida! Cquote2.svg
Repórter sobre temisto
Cquote1.svg FUUUUUUUUUUUUUU Cquote2.svg
Astrônomo sendo Ownado (como se ninguém já soubesse...)
Temisto é uma das luas de Júpiter e acabou sendo posta em uma panelinha um grupo chamado "conjunto vazio" para dividir melhor as milhares de luas de Júpiter e promover a desigualdade por lá.

Origem[editar]

Suspeita-se que Temisto teria surgido após um asteróide do cinturão de asteróides ter se desprendido e ter acabado se unindo com outras rochas que haviam se desprendido do cinturão... Também.

No final, Temisto acabou tendo o formato de um asteróide e não de uma lua normal que tem formato esférico. Temisto é muito "zoada" nessa questão de ser irregular e foi chamada pelos astrônomos atuais de "corcunda de notre dame espacial".

Outros astrônomos preferem defender a inútil lua que tem pouca (isso se não for nada) de participação como satélite de Júpiter e também como satélite do Sistema Solar.

Casos[editar]

Temisto quando colidiu com a Terra. A foto foi tirada por um astrônomo que era o dono do carro.

Alguns causos andaram ocorrendo em Temisto que despertaram certa curiosidade que a seguir, vinda de tédio, fez os cientistas perderem o interesse nela.

Alguns brilhões surgiram em Temisto, fazendo ela sacudir e perder boa parte de sua crosta. Os astrônomos que são encarregados de dizer o que acontece fora do planeta na imensidão do vácuo do universo não conseguiram dizer o que eram os brilhões. Sobrou para a NASA.

A NASA mandou um satélite com robozinhos equipados com câmeras antigas para fotografar a superfície de Temisto. Mesmo sabendo que a sonda só chegará lá 20 anos depois, a NASA decidiu arriscar e cometer o erro de gastar bilhões para mandar um foguete investigar e depois descobrir que era um defeito no telescópio.

Até hoje, nós esperamos o satélite chegar lá, mas enquanto isso, que tal um jogo de truco?

Ver também[editar]