Superboy Primordial

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Duas Caras sem fundo.png
ATENÇÃO!

Superboy Primordial sofre de DUPLA PERSONALIDADE!!!
Não se envolva com ele, pode ser contagioso.

Cquote1.svg Você quis dizer: Prime Time Cquote2.svg
Google sobre Superboy Primordial

Superboy, de um pirralho Idiota que só faz merda, a um genocida que quebra metade do elenco da história porque não curtiu a continuidade.

Superboy Primordial, às vezes não traduzido a Superboy Prime, e por um tempo conhecido como Superman Prime (a editora não podia usar o nome então deixaram ele crescer numa história só para desistirem depois e fingirem que nunca aconteceu, não se preocupe ninguém nem lembra disso mais) é um vilão psicótico e assassino, famoso por, não ironicameente, dar pitis e chiliques, quebrar a realidade com soco, destruir seus próprios planos ao tentar socar uma versão de si mesmo do futuro e tentar matar os editores da DC Comics (tudo isso realmente aconteceu).

Originalmente era um herói inocente e com os mesmos poderes de sua versão mainstream, o Superboy da "Terra Primordial" que participou com outros 48910432050 herois da Crise nas Infinitas Terras e servia de referência para as aventuras do Superboy da Era de Prata, época em que Superman como um pequenino Clark Kentzinho tinha altas aventuras como uma versão kid dele mesmo. Por algum motivo tal conceito vendia feito água nos EUA dos anos 50 aos 70, mas talvez por vergonha alheia, os escritores dos anos 80 decidiram apagar todo e qualquer sinal do Superman sequer ter sido um Supermanzinhoboy antes de brincar de escoteiro em Metrópolis, Superboy era somente uma homenagem final ao vergonhoso conceito... isto é, até decidirem que ele deveria voltar como paródia de um fanboy chorão e nostálgico da Era de Prata para representar os nostalgia-cegos chorões que nos anos 2000 pediam que tudo fosse revertido de volta para sua infância. Prime é icônico por dar chiliques, quebrar a realidade, e dar mortes sangrentas a personagens restolhos que apareçam em seu caminho.

História[editar]

A principal diferença dessee Superboy para o Superman da Era dee Prata é que ele era o único dessa dimensão a ter poderes, basicamente uma dimensão baseado no mundo real (daí o nome Terra Primordial: era a Terra de onde vinha o primórdio de toda a vergonha alheia que gerou esses gibis de homem de colante). A única diferença para com a origem da Terra-1 da época (porque na Era de Prata e Bronze a graça que tinham era em complicar a continuidade com dimensões numeradas para ninguém saber o que está acontecendo) era que os pais Kents que adotaram o pirralho tinham outro nome, ele tinhha outra namorada e... era isso mesmo, e o fato desse Superboy ser um nerd que lia gibi do Superman pois nessa Terra os gibis da DC existiam (mas lê-los era tão vergonhoso quanto na Terra Real). Na verdade, a deesculpa para o nome ser igual é que sua mãe escolhe o nome do menino de acordo com o de uma revistinha de super heróis: Clark Kent, o que obviamente gerou maravilhosas relações com seus coleguinhas.

Enfim, ele vive normalmente até que recebe os poderes no seu baile de formatura, durante a passagem do cometa Halley, o FDP do cometa o dá os poderes e abre uma fenda interdimencional que assusta todo mundo e o puxa para dentro dela acha que vai ter altas aventuras a partir de então. Só acha, pois chegou hora de entrar em Crise:

Cquote1.svg Quê? Ele morreu? Oba.. ele... espera, esse aí é o Superboy normal!Ffffuuuuuuuuuu... Cquote2.svg
Super homem sobre broxar após quase pular de alegria
Note que o Superman idoso da Terra-2 nem se surpreende mais de ver tanta decepção

Tudo ia bem ao futuro Homem de Aço Lamiinado até o dia que a Crise nas Infinitas Terras, o pimposo Superboy fez questão de salvar o multiverso das garras do terrível Antimonitor, e o que moleque ganha em troca? Mas é claro, sua terra, família, amigos e existência são apagadas para sempre da continuidade, e os heróis que sobraram na Terra que resultou da Crise pouco se lixaram, acharam que era algum Superman de desconto fazendo cosplay, e sobrou pro Clark Little ir viver numa dimensão limbo com os igualmente sem-teto Alex Luthor da Terra-3 e Superman e Lois da Terra-2.

Ok, se essa não é a prova definitiva de que ele é emo, eu não sei o que é.


Essa fenda foi causada por causa do cometa ou da crise que tinha acabado de começar? Enfim, ele foi levado para a Terra 2 onde o Super Homem da terra 2 enfrentava um cara chamado Antimonitor que foi um antagonista da mini-série da crise nas terras infinitas e tudo mais.

O super homem mandou o menino vazar pois ele ia acabar se matando se ficasse no fogo cruzado mas ele não deu ouvidos e o ajudou a derrotar o anti-monitor.

Então ele, Alexander Luthor da terra 3, o "super herói" do Mundo do contra, Super homem da terra 2 e a esposa de Super Homem da terra 2, Lane Lois, são levados para uma dimensão paraíso entre as dimensões.

Crise Infinita[editar]

Superboy fazendo mais uma Merda, dessa vez ressuscitando super heróis e vilões em versões zumbis. Pelo menos não foi pior que causar a segunda crise das terras.

O tempo preso no limbo entre dimensões, depois da crise, acaba torrando os neurônios de Superboy. Afinal todo mundo que conhecia e amava morreu, não tinha TV, internet ou videogame, o Superman da Terra-2 era mala até não dar mais e a única distração era assistir histórias enfadonhas de gibi dos anos 90, ninguém teria aguentado.

Não aguentando a cheateação, Superboy faz o que qualquer adolescente nervosinho faria na situação, vai prum canto, dá berrinhos e soca a parede... só que eles estavam numa brecha de realidades e essas paredes eram literalmente o continuum tempo-espaço (porque gibis).

Isso significa que toda vez que uma mudança de roteiro, ressurreição ou trama absurda aconteceu nos anos precedentes à essee momento, na verdade... FOI CULPA DO SUPERBOY! OS PERSONAGENS TEREM REVIVIDO, O SUPERMAN TER VOLTADO, O HOMEM ESTRELA TAMBÉM TER VOLTADO E UM MONTE DE COISA COMO A RESSURREIÇÃO DE PERSONAGENS QUE NINGUÉM QUERIA DE VOLTA, O RETORNO DE JASON TODD, A FEIURA DA TUA MÃE E VOCÊ NÃO TER AMIGOS, TUDO DE RUIM QUE A EDITORA CAUSOU E QUE ACONTECEU NO PÓS-CRISE!! CULPEM O SUPERBOY E NÃO OS EDITORES RUINS! ..... Tudo porque ele bateu, e com bateu diga-se socou num chilique adolescente hilário, nas paredees que serviam de barreiras dos universos causando um "bug" no tempo-espaço deles, causando tudo que é retcon. E isso tudo enquanto gritava que "tava errado", "esses super-heróis não são os da minha infância", "minha nostalgiaaaaa!", "é muito dark" e "eles não estão certos" como um nerd nostálgico que realmente não gostou das histórias novas, numa meta-linguagem digna de um Grant Morrison, se o Morrison tivesse sofrido lobotomia e pedido metade da cabeça em um de seus banhos de cogumelo.

Pelo menos foi o que a DC Comics explicou, afinal quem precisa explicar direito as bizarrices que escreve ou simplesmente seguir com histórias que não ret-coneiam e desfazem tudo que aconteceu antes quando podemos culpar um personagem de mentirinhha bateendos nas páginas dos gibis pra se ajeitarem, literalmente.

Mas o horror não para aí pois Alex Luthor, decidindo que era melhor virar um super-vilão e ter altas desventuras do que aguentar outra história do Supervelho da Terra-2, decide que é hora de ser vilão que nem a versão mainstream do pai dele. Ele decide que vai trazer o Multiverso de volta para brincar com ele feito massinha de modeelar até finalmente criar um "Mundo perfeito" (aonde todas as perversões doentias de Alex serão finalmente aceitas) e fará isso da maneira mais absurda e complicada possível, manipulando a loucura e raivinha de Superboy para servir de seu capanga, seu plano inclui:

1- Fazer o Irmão-Olho ganhar sentiência e tentar matar os super-heróis, para rir da cara deles de longe

2- Mover os planetas de lugar (com o Superboy movendo eles com a força cretina de um Superman da Era de Prata, que nem bola de boliche, sem nenhuma vergonha de se desenhar algo tão absurdo) para fazer com que a Terra vire o "centro do universo" (gibis)

3- Tomar o lugar do Lex Luthor e fazer uma sociedade gigante de super-vilões atacar os heróis e servir de soldados

4- Matar o Pária, que sobreviveu à primeira Crise, porque ele vê tudo e é um dedo-duro

5- Fazer o Superboy Prime surtar perto dos Titãs e de um monte de herois restolhos que ninguém gostava para servir de desculpa para matar todos eles

6- Usar o cadáver do Antimonitor para fazer uma Torre mágica, pois todo vilão tem que ter uma base secreta estapafúrdia

7- Capturar sobreviventes de outras terras para sugar sua "energia multiversal" pelos supositórios espalhados pela torre mágica (gibis)

8- ???

9- Profit

Como pode-se ver o plano depende de muitos absurdos e coincidências, mas nenhuma peça do plano era tão importante quanto o Superboy Primordial surtar e matar alguns restolhos (porque o Alex Luthor assistiu os chiliques dele socando o muro e achou hilário, decidiu filmar o resto pra ganhar like em vídeo do youtube). Mas o plano quase fracassou pois o moleque foi levado para a Força da Aceleração pelos Flashes, ficou traumatizado por velocistas e homens de colante vermelho desde então, e só escapou depois de usar peças do Antimonitor que captura e conserva energia solar para ficar mais forte (algo que fez com super-inteligência, outro "poder" conveniente do Superman da Era de Prata... uma inteligência que nunca tinha demonstrado antes e nunca demonstrará depois, pois QI não é algo que vem em mente quando vemos o histórico e açõs desse personagem). Decidido a voltar e matar o Superboy (o novo, clone do Superman antigo, que decidiu que era uma fraude, feio, bobo e cara-de-mamão, pois não era parte dos gibizinhus que lia em sua infância nostálgica), o agora alucinado, descontrolado e abilolado vilão mata nosso querido herói (o que como toda tragédia de um gibi será desfeito em 2-3 anos) e depois mata uma punhalada de heróis restolhos, quando o Alex Luthor descobre que seu plano infalível não roubou o coelhinho da Mônica e taca o dane-se para criar o Multiverso, mandando os vilões tacarem fogo em tudo ao invés disso (pois se o seu desejo era um Terra ideal, nada faria esse sonho chegar mais perto do que dar o planeta para duzentos monstros com super-poderes).

Depois da descoberta da cagada que a dupla infalível estava aprontando, o Superman da terra 2 dá sua vida para deter o Prime mas não conseguiu, veio então o da terra um que o prendeu em um sol vermelho que foi vigiado pelo pessoal dos Lanternas verdes. Enquanto isso Alex Luthor era morto pelo Coringa por vingança por Alex não tê-lo chamado para o clubinho de vilões e porque não deixou ele caçar a tia do Bátima. Mas Prime pouco se lixava para seu ex-cúmplice, estava ocupado demais usando sua visão de calor para queimar um símbolo de S no seu peito, pois achou que ia cair bem com a mulherada e provar pro pessoal do psiquátrico que ele era um bom menino e podia ser solto agora, afinal que tipo de monstro usaria uma cicatriz de S no peito não é? Ele é tão bonzinho e heroico agora que o S de Superman aparece até por baixo da roupa! Por algum motivo essa desculpa não colou, e o vilão ficou preso no Sol até Sinestro decidir recrutá-lo para sua Tropa de Latrinas cor de mijo, dando-lhe um anel amarelo para esconder aonde o Sol que lhe prendeu não vê, pois o que pode dar errado em dar ainda mais poder a um maníaco?

Guerra Sinestro, Countdown, Legião de 3 Mundos[editar]

Tudo parecia perdido durante a Guerra Sinestro quando o time dos amarelinhos trouxeram um jogador quebrado e trapaceiro desses para o campo: cartão vermelho algum pararia suas faltas e nem pênalti entrava na rede. Superman e os outros heróis da Terra vieram meter o bedelho para ajudar os Lanternas Verdes, mas não adiantou, vencer Prime em luta é praticamente impossível, então venceram-no em seu maior ponto fraco: Não, não é a kriptonita, é o fato dele ser um dos vilões mais burros, chorões e cabeça-dura dos quadrinhos, não-ironicamente: tudo o que precisaram foi trollar ele o bastante para que matasse um dos Smurfs conhecidos como "Guardiões do Universo", parecia um negócio fácil para nosso não querido vilão exceto que isso ativou a Carta Armadilha de Yugi Jordan: quando você mata um Guardião do Universo em modo de defesa, você é banido para a dimensão das sombras o outro lado do universo... porque sim, não questione a lógica de matar um Guardião do Universo fazer isso mesmo vários outros sendo mortos antes e depois dessa saga e esse efeito nunca ocorrendo outra vez.

Voando pelo Multiverso, Superboy Prime teve uma pequena aventura virando adulto, matando algumas terras alternativas (o Multiverso tinha sido retornado aliás, só que com 52 Terras pra dar menos trabalho do que contando ao infinito, parece que Alex Luthor meio que não precisava ter saído tacando fogo no mundo antes de perceber que seu plano de criar uma Terra perfeita não tinha ido para o brejo), e matando outra versão do Monarca, dessa vez o Capitão Átomo fantasiado (não se preocupe, tudo isso será desfeito, refeito, subsituido por outro absurdo, retconeado, rebootado, debootado e sabe-se lá o que mais assim como tudo mais que já aconteceu numa história de herói)... enfim após muitos shenanigans foi mandado para o futuro de uma das várias versões (poque retcon e reboot pouco nunca é demais) da Legião dos Super-Heróis, no futuro ano de 3000.

Como qualquer um que viajasse para o futuro, a primeira coisa que fez foi checar se Futurama aconteceu mesmo e se Bender era real. Confirmando que era, a segunda coisa que fez foi checar um museu de super-heróis para ver o próprio nome aonde fez a maravilhosa descoberta de que seria lembrado como um vião restolho, chorão, fracassado, que nunca nem deu trabalho, e acabou esquecido, tão irrelevante que nem tinha seção no museu, puseram no armazém com um monte de lixo e até o guia robô fez questão de dar uma risada bem gostosa direto na sua cara. Como todo jovem adulto bem ajustado quando pressionado socialmente, Superboy fez o que fazia melhor: deu piti, matou todo mundo que estava por perto, libertou todos os vilões do futuro, e começou uma guerra contra a Legião dos Super-Heróis pelo lols e para fazer passar o nervosinho. Juntando-se o poder de 3 legiões e mais o próprio Superman em pessoa não foi o bastante para conter tal horror, e para piorar, à essa altura Superboy Prime tinha virado especialista em matar restolhos, já tinha seu mestrado, doutorado, e pós-doc na hora, passando com honra em "extermínio de buchas de canhão" e "faxineiro de continuidade" tamanha a centena de personagens obscuros que já tinha exterminado à essa altura..... e o que não falta na Legião são restolhos, centenas deles... e que dirá 3 LEGIÕES! Felizmente, novamente nossos heróis puderam contar com o ponto fraco de Superboy em ser absurdamente burro: acontece que o vilão Ladrão do Tempo foi retconeado revelado como uma versão mais velha e amarga do Prime, que sobreviveu até o fim dos tempos fazendo planos infalíveis para encher o saco da Legião do passado (porque, como e quando? Esqueça, estamos falando de lógica de gibi) e quando viu tal revelação, Prime fez a única coisa madura e lógica que qualquer um faria: deu pití que a versão futura dele era velha e tinha barba e tentou socá-lo, criando OUTRO vórtice na realidade do tempo-espaço (sim, outra Carta Armadilha) e o mandando para longe novamente.

Terra Primordial e Noite mais Densa[editar]

Dessa vez, Primordial foi mandado para uma nova versão de sua Terra Prime/Primordial, estava finalmente em cara! Finalmente tinha realizado seu sonho..... exceto que, lembra como os gibis da DC são publicados nessa Terra? Pois bem, isso inclui os gibis recentes, a Crise Infinita e todas as outras sagas em que apareceu, ou seja, TODO MUNDO que conhece ele, inclusive seus pais e namorada, viram e sabe tudo que ele fez enquanto saía brincando de ser protagonista de filme slasher nos gibizinhos. E agora, ostracizado por todo mundo, e com somente sua fúria de nostalgia para lhe fazer companhia, Prime passou a viver no porão de sua casa, passando os dias xingando muito em foums de gibis dos anos 2000.

Não bastanto a vida de nerd de porão, com a chegada dos Lanternas Negros alguns decidiram pular para a Terra dele porque sim, incluindo várias de suas vítimas, pois acharam que ia ser divertido encherem o saco de um moleque birrento que explode planetas com as mãos, já que zumbi não sente dor mais mesmo. Com zumbis Lanternas Negros lhe cercando por todos os lados, as coisas estariam perdidas até que, cansado de ser saco de pancada dos escritores, Superboy desistiu de tanta desgraça e pediu misericórdia para o caro leitor lendo a revista. Finalmente cansados de sacanear o que um dia foi um mero Superboy alternativo, os escritores deram a Prime um final feliz, aonde foi perdoado por seus entes queridos e poderia viver em paz em sua terra.... é lógico, final feliz em gibi quer dizer que durou uns 3 anos no máximo e olhe lá...

E é lógico que, como desgraça pouca nunca é demais e o Primordial foi trazido de volta várias vezes desde então, sendo preso na Muralha da Fonte depois de comprar briga com os Titãs, brigando com a família Shazam porque sim, e participando de eventos mais recentes que remexeram com o Meta-verso de novo, novamente e uma vez mais, porque retcons e reboots são a única constante no Universo DC.

Poderes[editar]

Ele é o superman primordial baseado no Supes da Era de Prata, ou seja, ele é mais forte do que o Superman "mainstream", pois foi na Era de Prata que tivemos barbaridades como "voltar no tempo dando voltas reversas na Terra", "empurrar planetas inteiros que nem bolas pelo espaço", "ter super-memória, telepatia, poder de mudar aparência, beijos hipnóticos e o que mais for coneniente para a história estapafúrdia de cada mês" e centenas de outros poderes aleatórios, uma força e velocidade que garantem que a única dificuldade que teria seria por roteirismo preguiça de ser competente e basicamente o poder de "sempre vencer, porque sim". Gravidade, lógica, mesmo pseudo-lógica de gibis não tem efeito contra esse monstro que junta o poder de um Superman com a maturidade de um moleque mimado nostálgico.

Ver Também[editar]

v d e h
Bem-vindo à DCclopédia!