Slaves and Masters

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Empregados & Patrões
Slaves and Masters.jpg
Deep Purple foi a uma vidente ver o sucesso desse disco e descobriram que ia dar merda
Lançado em 1990
Gênero Macumba!
Gravadora Sei não.


Cquote1.svg Quem é esse vocalista escroto? Cquote2.svg
poser número 1 do Deep Purple sobre Joe Lynn Turner

Slaves and Masters ou Salve o Mestre é de longe o álbum mais escroto de toda a carreira do Roxo Profundo. Lançado numa fase em que a banda tava na maior pindaíba, esse trabalho é mais famoso por ser o único do Rainbow que foi gravado com o nome de Deep Purple. Tudo tinha a ver com o Rainbow: o guitarrista, a popeiragem e até o vocalista... Seria mais correto dizer que esse era um disco do Rainbow, que iria ser lançado com o nome do Rainbow, mas foi assinado como Deep Purple pelo bêbado do Jon Lord que estava embriagado demais pra saber em qual banda estava. Outra hipótese é que isso foi uma estratégia de Ritchie pra vender mais, já que o Purple dava bem mais dinheiro.

Gravação[editar]

Esse álbum é o primeiro (e o único) com a participação de Joe Tina Turner, cover masculino da Tina Turner vindo do Rainbow (sabia...). Foi uma coisa difícil de entender: ninguém comprou o disco além das mães e esposas dos integrantes, maaas a vida é uma caixinha de surpresas a turnê foi um tremendo sucesso. Talvez Joe Lynn Turner estivesse disfarçado de Ian Gillan, mas como eu vou saber? Eu não estava lá, oras!

Foi na turnê de Slaves and Masters que o Deep Purple veio ao Brasil pela primeira vez. Ninguém conseguiu contabilizar ainda o número de tumultos, assaltos e mortes decorrentes dos shows nesse país.

Músicas[editar]

  1. Rei Gay dos Sonhos
  2. O Cu Ruma Fundo - Ui!
  3. Fogo no Porão! - Música sobre sexo.
  4. Roda da Fortuna - Ma oê, rodando, rodando!
  5. A Verdade Dói - É Joe Lynn Turner, você não é como o Gillan... desculpe, mas a verdade dói...
  6. Café da Manhã na Cama - Fala da avó do sr. Rico.
  7. Amor I Love You - Cover da Marisa Monte.
  8. Tomate não é Cenoura
  9. Caminhos Desperdiçados - Música de corno.

Quem fez essa bagaça?[editar]