Sega Shiro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Tomadinha do poder.jpg Sega Shiro tem PODER!
E te levará para qualquer lado da Força.

Cquote1.svg Você quis dizer: Segata Sanshiro Cquote2.svg
Google sobre Sega Shiro
Cquote1.svg Você quis dizer: Kikomoto do Carrossel versão adulta Cquote2.svg
Google sobre Sega Shiro
Cquote1.svg Sega Dayo! Cquote2.svg
Sega Shiro cortando qualquer assunto
Cquote1.svg ain não eh meu akira com vf6 Cquote2.svg
Fã de jogo de luta sobre revelação surpresa
Cquote1.svg E-Eu não tenho nada a ver com isso, eu não sou a mãe! Cquote2.svg
Sakura sobre ser a possível mãe do mesmo

Foto do mesmo imprimida em um papel reciclado.

Sega Shiro é uma tentativa de marketing falida um personagem fictício criado pela Cega pra promover os 60 anos da mesma, além também de mostrar realizações das suas miguxas, Altos e Sam. Porém, dizem por boas línguas, que ele é o filho do Segata Sanshiro, um karateka que tem um poder de luta mais de 8000 que batia fácil fácil muito JooJ supremo por aí.

História[editar]

Apesar do personagem ainda não ter história própria ao ponto deste artigo, tudo começou quando a Cega queria chamar o tal karateka pra promover o aniversário corporacional de 60 anos da mesma. Porém, Segata já não estava em uma forma física mais adequada, além também de estar com as bochechas todas caídas. Logo então, a empresa chamou seu filho desconhecido, nomeado como Sega Shiro. Ninguém sabia o paradeiro do mesmo, e muito menos da mãe. Boatos rolam que a mãe do moleque seria a Sakura Shinguji, mas nada foi confirmado.

Paradeiro[editar]

Certo dia, em uma escola japonesa, com todo mundo sem qualquer proteção adequada ao Corno Manso, aparece um playboyzinho metido a Salaryman interrompendo uma conversa de um trio de gurias tontas sobre qual sabor de um suco de tapioca uma guria tava tomando. O mesmo, disse:

Cquote1.svg SEGA DAYO! Cquote2.svg

Ou seja, o mesmo implicou que o suco tinha sabor Sega, uma fruta rara que providência os poderes de correr pra caralho, sorte em Jankenpon e relançar a mesma porra de jogo em um total de 40 vezes.

Depois, aparece uma dupla de gurias tontas discutindo em um campo de futebol e o mesmo corta a conversa com a mesma frase. Vem uma dupla de amarelos argumentando sobre uma lição e o maluco corta a conversa. Aparece um tiozinho explicando a matéria e corta a conversa com a porra da frase repetida novamente. Um maluco se irrita e o mesmo repete a mesma frase. Até que uma garota que não adivinhava o que a palavra Sega significava, o maluco começa a cantar o seu próprio nome e dizendo a todos pra jogar "Sega."

Resumindo, Sega Shiro tem como poder ser um disco riscado. Por enquanto...

Vítima da maldição do pai ausente[editar]

Depois de um tempo, Sega Shiro é ovacionado pelos seus miguxos e miguxas, até que vem uma guria retardada e pergunta se o que ele tá jogando é um Switch. Pelo trambolho que estava nas mãos, era nada mais, nada menos que o Tijolo Gear. Após aparecer com óculos 3-D do Master System e mochila do Saturn, uma dupla de gurias retardadas perguntam algo sobre o kimono que o mesmo vestia. Desde então, Sega Shiro teve um relapso claro de seu pai:

  • Praticar porradaria num PC Engine;
  • Escrever Sega trocentas vezes em um caderno;
  • A famigerada cena de comprar cigarro, mas modificada;
  • O míssil que seu pai ajudou a desviar do prédio da Sega;
  • O kimono de seu pai caiu do céu e que ele teve a coragem de usar por toda vida.

Após gritar por seu pai, aparece um karateka das trevas chamado Segata Sanshiro Sega Hatanshiro, um inimigo nada plagiado dos trocentos inimigos genéricos que apareceram em Kamen Rider. Continua no próximo episódio.

Karatê Cara a Cara[editar]

A luta começa entre Sega Shiro e Sega Hatanshiro soltando porradarias pra todos os lados, incluindo um semi CBT da parte do Sega Hatanshiro no nosso protagonista. Desde então, Sega Shiro resolve jogar o vilão no chão, caindo sua máscara. Então, é revelado que seu rival era nada menos do que seu próprio pai.

Segata Sanshiro tenta explicar ao seu filho que a Sega não é mais uma empresa que vende hardware e sim, uma empresa que se foca no entretenimento das pessoas, como vender teriyaki, salões de tiro ao alvo, parques, etc. Porém, como todo adolescente partindo pra vida adulta, Sega Shiro não aguenta a verdade e não aceita ter que proteger a Sega do futuro. Portanto, a mando de seu próprio pai, Sega Shiro lhe joga através de um barril voador com mais de 8000 KM/h pro planeta Saturno, no qual consegue deixar um cu bem grande no planeta em si.

Tudo não passou de um sonho, vendo que o mesmo não parava de gritar por seu pai e até virou motivo de piada na classe, até mesmo das gurias retardadas que estavam lá. Até que então, ele acorda com uma faixa na mão, e do nada, resolve pregar seu futuro legado por aí.

Vídeos[editar]

O primeiro comercial, aonde demonstra seu poder de ser um gramofone

Ver também[editar]