Saints Row: The Third

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Virtualgame.jpg Saints Row: The Third é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Marisa Kirisame rouba outro objeto em Touhou.

Midna é humana! ALERTA DE SPOILER GAMÍSTICO!

Este artigo gamístico pode conter spoilers que revoltam os nerds, como o fato de que:
Ash Crimson roubou os poderes de Chizuru Kagura e Iori Yagami!!

Portanto, leia com cuidado.


Rolando na Santa pela Terceira Vez
Saints Row The Third cover.png

Capa da versão original de PS3 que foi lançada no Brasil

Informações
Desenvolvedor Volition
Publicador THQ
Ano 2011
Gênero GTA
Plataformas XBOX 360, PlayStation 3, PC
Avaliação 100%
Classificação indicativa +18 (nudez, dorgas, batidas de carros)

Saints Row: The Third é um jogo de mundo livre cujo objetivo é matar negros, usar gordas como escudo humano em meio a tiroteios, atropelar pessoas e arrancar postes do chão e sair pelado por aí, ou seja, não mudou nada dos dois jogos anteriores, mas pelo menos não tem gráficos bugados porque ao contrário dos dois primeiros, este aqui foi desenvolvido pessoalmente por Joselito.

Por parar de tentar copiar a série Grand Theft Auto com a mesma história de descer o sarrafo em três gangues aleatórias e conquistar seus territórios de uma forma séria como uma gangue de verdade, o jogo em si é odiado pelos fãs de Saints Row original e do 2, já que não tem alguns clichês dos outros jogos anteriores, como perder membros da gangue de forma profunda , além de fazer uma história mais tosca comparada ao seu rival para uma história mais drogada, mas nem tanto quanto o próximo jogo.

O jogo se passa numa cidade chamada Steelport onde só existem barbeiros no trânsito, prostitutas vestidas de enfermeira em todos bairros, bugs esquisitos e se trata de uma ilha (já vi isso jogando outro jogo). Você deve se aventurar no mundo das prostitutas, jogos de azar, dorgas, roupas de bichos de pelúcia, matança de inocentes, xadrez, barbeiragens no trânsito e até enfiar um avião contra um prédio para matar mais algumas pessoas inocentes.

Enredo[editar]

O começo[editar]

Anos após dominar a cidade inteira de Stilwater, alguém resolve colocar um novo banco ricaço na cidade para extorquir dinheiro das pessoas daquela cidade pacata e chama a atenção dos 3rd Street Saints, que para contrariar o medo de Julius, resolve virar uma gangue modinha cheia de mídia em vez de uma gangue séria e respeitada e fazem um tutorial de como roubar um banco, em uma forma de pegadinha e chegando ao banco com armas de verdade, como pegadinhas com arma só podem dar em merda, os caixas do banco, que mal sabiam de nada resolvem chamar os seguranças para dar jeito nos Saints.

O plano de fazer uma pegadinha vai pro espaço e resolvem roubar dinheiro de verdade, mandando todos que tem uma arma pro colo do capiroto, até que Josh novamente faz uma burrada e acaba chamando o exército para proteger o banco, que acaba com a estratégia dos mesmos e faz que os membros principais dos Saints irem pro xilindró.

Phillipe e seus capangas da gangue de prostitutos europeus Morningstar vão fazer um negócio da China com os Saints, mas esperavam que fossem uma gangue burra do rival Grand Theft Auto que não sabia como gerenciar dinheiro e fazem um negócio pior que o do Maero, o que gera mais uma briga no avião, tanto que chama a atenção de aliens para abduzir aquilo, o que explica o fato do avião estar a trocentos quilômetros de distância de Steelport. O protagonista e Shaundi escapam do avião de paraquedas, com Johnny Gat "morto" dentro do avião de Phillipe Loren, o que faz Shaundi passar de uma drogada para uma drogada mais séria.

A gangue Morningstar comete a maior burrice de suas vidas e espalham na cara a "morte" de Johnny Gat, o que irrita mais ainda os Saints, além de hackear a conta de banco do jogo anterior para deixar apenas com 50 centavos e toda a história se passa como o jogo anterior, com piadas e trocadilhos toscos em comparação a Saints Row 2. Depois disso, você é ensinado a atirar, se esconder, roubar carros e outros tutoriais toscos, enquanto é obrigado a fazer aquelas atividades monótonas e chatas que vão lhe deixar babando de raiva, tais como Heli Assault, um minigame onde a pessoa que você protege está fazendo 30 voltas no mesmo lugar enquanto você tem que protegê-lo de gangues inimigas com bazucas e Guardian Angel, um minigame que você tem que fazer a mesma coisa, só que com uma sniper.

Depois do jogador ter paciência de completar esses minigames chatos, o jogador finalmente pode meter bala em todo mundo e completar o modo história da Morningstar, indo para a versão do Burj Al Khalifa feito pela Morningstar para mandar Phillipe comer capim pela raiz, e então depois de passar por vários snipers, prostitutas vesgas, russos bombados de 2 metros com miniguns ou com lança-chamas, finalmente poderá mandá-lo comer capim pela raiz, esmagando uma bola gigantesca em cima dele, e terminando a primeira fase dessa história totalmente tosca.

O segundo ato[editar]

Depois da morte de Phillipe, a gangue antagonista do jogo, a Syndicate começa a ter alguns planos ridículos para matar os Saints e Killbane, o líder dos lutadores mexicanos do WWE resolve fazer um golpe de estado e tomar a Syndicate pra si mesmo, o que irrita a dupla de prostitutas empresárias DeWynters, tanto que resulta na morte de uma delas e a saida de outra. Os Saints resolvem contratar novos membros para sua gangue para trocar os outros que já saíram nos outros dois jogos, e vão atrás de Kinzie Kensington, uma nerd que foi expulsa da FBI, Zimos, um prostituto que só fala cantando e Angel, um lutador que foi sabotado pelo próprio Killbane.

Depois disso, mais minigames ridículos de chatos que impedem o avanço da história em si e se o jogador tiver saco para completar todos, começa o segundo arco da história, onde os Saints vão para o funeral de Johnny Gat, mas Killbane resolve fazer um ataque terrorista na ponte que ligava as cidades de Stilwater e Steelport, deixando a senadora Monica Hughes putaça da vida, já que tinha contruído a ponte para seu marido morto no primeiro jogo e ameaça chamar uns militares profissionais para dar conta das gangues na cidade.

Depois do episódio da ponte, os Saints agora querem meter bala em Killbane, que resolve manipular a mídia para pensar que foi os Saints que fizeram o ataque a ponte e tem que parar a transmissão do canal de notícias, mas no final são parados por Matt Miller, que faz um ataque aos Saints, o que faz-o virar um novo alvo da gangue de psicopatas vestidos de roxo. A guerra vira contra os Deckers, uma gangue de nerdões e por causa disso, o jogo passa a ficar uma verdadeira nerdice, mas nem tanto quanto Watch Dogs 2.

Viola DeWynter resolve trair o movimento Morningstar e se juntar aos Saints, denunciando as várias prostitutas de luxo que estavam chegando de barco até Steelport para sofrer lavagem cerebral e virar trabalhadoras de boates caríssimas da Morningstar.

Depois de tamanhas referências nerds, o protagonista do jogo e Matt batalham em um estilo TRON e acaba derrotando o nerdão, que dizia ser o melhor em seu próprio jogo, o que faz Matt se borrar de medo, já que poderia ser mais um a virar presunto. Como o jogo seria banido se matassem um adolescente embora fazem isso no próximo, o protagonista resolve deixar-o viver com algumas "promessas", e com isso, o mesmo acaba fugindo para o mais longe de Steelport, o que é um dos únicos inteligentes que tentam fugir em um jogo de mundo aberto quando sabe que irá virar presunto.

O terceiro e final ato[editar]

Monica Hughes, ao não saber quem foi o responsável pela destruição da ponte, resolve realmente chamar a tropa de policiais futurística STAG, liderada por Cyrus Temple para destruir a Syndicate e os Saints e durante o encontro com Viola, que decidiu aparecer em carne em osso, resolve conversar com os Saints sobre ela querer se juntar com eles, até que são pegos em uma emboscada da STAG em uma boate, e vão parar em mais uma guerra, até fugir para a base dos Saints.

O jogo agora vira uma Terceira Guerra Mundial entre os Saints e a STAG, acontecendo várias coisas como aviões rápidos da STAG e algumas bases serem bombardeadas, o próprio Josh ser raptado pelos Saints, membros dos Saints serem raptados e o próprio líder dos Saints tentar resgatar Shaundi, que estava presa pela STAG enquanto danifica a imagem de Cyrus Temple dizendo querer dar uns pegas na Kia, uma de suas puxa-sacos da STAG. O "fim" disso tudo resulta no porta-aviões da STAG virar um fumatório de tanta fumaça que havia naquele lugar.

Cyrus fica tão putaço com a destruição de uma de suas obras mais caríssimas que resolve abrir um lockdown na cidade de Steelport antes de se tornar algo legal, o que resulta em todas as pontes serem levantadas e ter automaticamente um nível de procurado toda vez que entra na parte do meio do mapa e agora a Terceira Guerra Mundial é entre a STAG, os Saints e os Luchadores, que resolvem se juntar apenas para zoar, o que resulta nos Saints novamente se lembrar de querer matar o Killbane.

Angel tem uma ideia melhor que matar-o, de tentar humilhar em um evento que Killbane já foi campeão trocentas vezes seguidas, o Murderbrawl, mas Killbane, morrendo de medo manda vários lutadores fracos para lutar com ele primeiro, o que resulta nos competidores sumirem misteriosamente como se tivessem uma opinião na China e Killbane terá de lutar contra Angel e o protagonista do jogo, o que acontece o óbvio, com Killbane perdendo a luta (e possivelmente a máscara)

Killbane fica tão raivoso que quer atacar os Saints pessoalmente, e vira novamente uma outra guerra entre as três facções restantes, onde pode resultar em dois finais diferentes.

O primeiro, o final que ninguém escolhe, envolve o protagonista e Angel indo atrás de Killbane no aeroporto, enquanto Shaundi, Burt Reynolds e Viola morrem. Depois disso, o protagonista vai atrás de Cyrus Temple no avião gigante do Star Wars da STAG que quer acabar com a cidade de Steelport para destruir o protagonista, mas isso não dá certo e Cyrus vira presunto em seu avião de ataque fretado.

O segundo, o final que todos escolhem, envolvem o protagonista indo para salvar Shaundi (e os outros dois que ninguém menciona) na ilha que só aparece nessa missão e após passar por vários membros da STAG, o protagonista confronta Kia, a segunda em comando da STAG que fica puxando o saco do Cyrus e queria agradar seu chefinho armando um ataque terrorista na estátua para culpar os Saints, mas acaba falhando miseravelmente em seu plano.

Cyrus fica puto com os Saints intervindo em seu plano, e resolve caguetar para Monica Hughes liberar seu avião do Star Wars, porém Monica fica feliz com os Saints salvando a estátua, o que faz Cyrus desistir daquela porra toda e ficar irritado com sua derrota, mandando todos tomar naquele lugar. O final do jogo é o mais tosco possível, já que se passa dentro de um estúdio de filme, com cenas clichês de Star Wars e um grito irritante que tocará 3 vezes a cada membro "morto" na missão.

Jogabilidade[editar]

Inicialmente o jogador pode construir seu próprio personagem nos mínimos detalhes, sendo desde uma loira siliconada a um tiozão barrigudo com cavanhaque a uma velha bombada a um surfista prateado.

O jogo se passa num mundo aberto, no qual você pode simplesmente sair por aí dando tiros, roubando carros, pegando bonecas infláveis, batendo carros e usar um pinto de borracha de 1 metro do Motumbo para sodomizar quem der na sua telha. Não é do GTA que estamos falando.

Para o jogador brasileiro Saints Row: The Third é uma experiência difícil e inédita, pois existem policiais a cada esquina (coisa que não existe no Brasil nem em sonho), e esses policiais estão dispostos e entregar suas vidas corajosamente para deter a desordem e o pânico causado por você só porque atropelou e passou com as rodas de um caminhão por cima do peito de três idosas matando-as acidentalmente sem querer querendo.

Mesmo não sendo um jogo feito pela Ubisoft, possui centenas a não ser milhares de bugs e a chance de ver um bug enquanto joga é muito alta, ao contrário de vário GTA existentes, onde várias das pessoas naquele jogo são vesgas atirando, várias pessoas possuem armas com mira teleguiada, principalmente enquanto está de avião, helicópteros de ataque ou de defesa, que mesmo alguns deles com vidros protegidos, com 150 metros de altura, você poderá ser atingido por algum policial atirando em terra firme.

O jogo conta com algumas outras funções que não possuem no primeiro e no segundo jogo para facilitar ainda mais esse jogo, além de uma vida que recupera fácil em relação aos jogos anteriores e um suprimento de paraquedas infinitos cada vez que pula de um lugar altíssimo.

Gangues[editar]

As gangues inimigas principais desse jogo.
  • 3rd Street Saints: Os 3rd Street Saints ou os Santos da 3ª Rua são a gangue principal dos jogos do Saints Row, cujo objetivo mais uma vez é descer o cacete nas gangues rivais e ficar tomando seus territórios, só que em outra cidade. O chefe continua sendo você, do jeito que lhe der na telha: homem, mulher, zumbi, traveco, furry, e o caramba. Como dissemos .
  • Morningstar: Morningstar é a mais antiga gangue em Steelport, se trata de uma quadrilha europeia de profissionais do séquisso variando entre homens e mulheres cujo objetivo é criar mais boates em Steelport e vender armas roubadas. A gangue também possui o especialista, que é um membro especial que possui uma arma especial, no caso uma sniper que tira quase toda a vida do protagonista. Pelo fato de haverem comunistas na gangue, a gangue usa a cor vermelha.
  • Deckers: São uma gangue de nerds, e os membros da gangue possuem espadas e algumas armas. Os Deckers são um grupo de gênios e nerds que adoram hackear contas de banco, assim como também adoram hackear contas de redes sociais, jogos e contas premium de sites adultos por pura diversão. Como esse jogo possui tantas bizarrices, a especialista dos Deckers é a mais zoada, que possui um martelo biônico do Thor e patins que fazem-a correr pra caralho. Por passarem metade do tempo xingando no Twitter, os Deckers usam a cor azul.
  • Luchadores: É uma gangue que nasceu do México, não aguentou a pobreza de lá e se mudou para os Estados Unidos, com o seu nome "muy criativo", já dá de saber de cara que é uma gangue composta por lutadores de WWE mascarados. Por terem anabolizantes demais, os membros dos Luchadores aguentam mais tiros do que os das outras gangues e seu especialista é ainda mais bombado, possuindo um lança-granadas, os Luchadores é a única gangue que não tem putas, apenas homens. A gangue se especializa em casinos, e conseguir dinheiro em jogos de azar, tais como caça-níqueis, poker, Ultimate Team e NBA 2K20. Por serem mexicanos, usam a cor verde.
  • STAG: É mais uma gangue (que na verdade é um tipo de polícia) que veio a surgir no jogo quando a "gangue" foi aprovada quando deixaram a senadora Monica Hughes tão putassa quando Killbane resolve comemorar com foguetes de RPG o seu time de futebol mexicano ser campeão de seu campeonato local e quebrar a ponte que ela demorou 1 dia mais de 8000 dias para construir em homenagem ao seu marido falecido. No início do jogo, são militares que tentam fazer pressão nos Saints para eles correrem de Steelport, mas quando vê que isso dá em nada, tentam dar uma de superherois de séries do gênero tosukatsu que têm que destruir a cidade antes de alegar "salvar o dia".

Personagens[editar]

Versão anime.
  • Shaundi: Nos trailers, se trata de uma loira gostosa, embora seja morena no jogo que usava tranças e era gostosa, puta e maconheira, mas um pouco feia (ou não). Ela arrumou o cabelo e conseguiu ser a mais gostosa do jogo. Ela fica as vezes muito puta (no sentido emocional) com Pierce e dizem que ela tem uma relação sexual com qualquer um da gangue. Já que sua função de pegar número de pessoas importantes no segundo jogo foi retirada , sua única função nesse jogo é levantar defunto.
  • Pierce Washington: Negão atrapalhado que está de olho na Shaundi (ou não) e as vezes mais faz burrada do que ajuda nas missões, por mais estranho que ele seja, ele deu uma festa um dia depois da morte de Johnny Gat, o china fodão. Já era inútil no segundo jogo, é ainda mais nesse, o que faz ser alvo de bullying e piadas do protagonista.
  • Zimos: É um cafetão idiota que foi torturado pelas irmãs Kiki e Viola DeWynter por não saber quem é uma quem é outra apesar de quase nenhum personagem saber disso. Ele tem um microfone que ele coloca na bunda usa para falar em um auto-tune muito esquisito. É um dos personagens de enfeite nesse jogo.
  • Angel De La Muerte: O "Arauto do Apocalipse Ambulante" era parceiro do Eddie Killbane, mas como ele tinha um maior estoque de anabolizantes do que o Killbane, ele tirou a mascara do Angel e ele ficou com muita vergonha que se isolou em um casino abandonado e podre. É uma espécie de versão mexicana do Hulk Hogan.
  • Kinzie Kensington: A nerd gostosa do grupo e que está em qualquer missão que envolva hackear algo. Por causa de ser a personagem nova mais útil nesse jogo, ela é odiada pela Shaundi, que não queria concorrência (um dos motivos para ela também odiar a Viola) e também odiada pelo Pierce, já que ele só aparece quando os outros Saints estão ocupados ou fazendo algo melhor.
  • Oleg Kirrlov: Um russo de 2 metros que era da KGB que acabou sendo sequestrado por membros do Morning Star para ser estudado, pela mínima criatividade de Phillipe Loren, chamou os clones de Brutes e eles são inimigos (a única diferença sendo que Oleg tem algo semelhante a um cérebro dentro da cabeça). Por causa de ser um dos poucos personagens inteligentes (apesar dele também abusar dos anabolizantes) desse jogo, é um dos poucos que gostam da Kinzie.
  • Viola DeWynter: É uma gostosa que era da gangue Morningstar, isso até até Phillipe Loren virar presunto no começo do jogo, e até tentaram puxar o saco de Killbane, mas após o mesmo fazer sua irmã falecer na frente dela, se juntou aos Saints, mas é tão inútil quanto o Pierce.
  • Josh Birk: É um ator canastrão e idiota que faz o papel de Nyte Blayde, um vampiro que é uma mistura de Edward Cullen com Blade, e apenas os Deckers gostam dele. É o ator principal da série Nyte Blade, que é um plágio de The Vampire Diaries misturado com Buffy. Não passa de um retardado que vive dando em cima da Shaundi.
  • Phillipe Loren: É o líder francês belga da gangue Morningstar e da trindade corrupta do Sindicato, que em vez das outras gangues, que ficavam se tretando, resolveu reunir todas. Se trata de um velho ricaço que acha que está em um filme do James Bond que fica esnobando seu dinheiro e riqueza, isso antes de virar presunto esmagado por uma bola gigante.
  • Killbane: Um lutador de WWE sucedido que trabalhava junto com Angel, mas como não era tão querido com o público, resolveu humilhar seu ex-amigo na frente das câmeras e que fica o zuando toda vez que aparece nas câmeras. Por ser o mais forte dos que sobraram após a morte de Phillipe, resolveu tomar a Syndicate e transformar aquilo numa zorra. Por ironia do destino, sua máscara também é retirada no final do jogo, onde se trata de um loiro musculoso que parece o Eminem. Por ser lutador, se acostuma com qualquer provocação, a não ser chamar pelo nome real dele.
  • Matt Miller: É um líder totalmente com jeito de emo, embora diz ser totalmente "cyberpunk" para não ser confundido com um. Só veio para a Syndicate para compensar a burrice de Phillipe Loren e adora trollar todo mundo com seus computadores. Ele mesmo se declara como um deus da Internet, mas é socialmente gay desajeitado quando a céu aberto. Por ser inteligente, fugiu do protagonista do jogo para ir para Inglaterra, mas depois disso volta novamente no quarto jogo.
  • Cyrus Temple: Um general da STAG que veio no meio do jogo para acabar com os Saints com sua tecnologia "avançada" que não passam de armas fúteis que mal dão dano e que precisam recarregar. Por ser fã de Star Wars, mandou construir veículos gigantes baseados na franquia e que está cagando e andando para cidade de Steelport para destruir uma pessoa.
  • Kirsten: Uma clone das especialista dos Deckers, que não passa de uma tarada que enfiou câmeras nas casas dos Saints para poder ver os pelados. Assim como qualquer especialista dos nerdões, pode correr para caralho e usar sua marretona biônica.
  • Brutes: Clones sem cérebro do Oleg que dependendo do nível do jogo, ou são superdifíceis de matar ou morrem com quase uma dúzia de tiros, dependendo do modo, só se mata ele se aparecer um símbolo amarelo na cabeça deles, onde o protagonista enfia uma granada no cu na boca deles ou alguns tiros na cabeça, mas isso só depois que ele leva uns 3746957 tiros de metralhadora. Um dos jeitos fáceis de matar-os é ter o lança-foguetes pra isso (a não ser que você seja superpreciso com a granada).
  • Professor Genki: Um gato rosa esquisito com jeito de furry que quer fazer um império furry na cidade de Steelport com vários puxa-sacos andando com máscaras de animais ou fantasias de cachorro-quente pela cidade e que também tem um jogo (que dentro do jogo, é um programa de TV), chamado de Professor Genki's Super Ethical Reality Climax, onde o (a) protagonista tem que atirar em idiotas vestidos de garrafas e bichos de pelúcia, desviar de armadilhas de fogo e choque, além de sair de um labirinto com um Brute com uma minigun para te foder. O Professor Genki não é um personagem de um anime, nem de desenho animado, o que confundiu milhares de fãs do jogo. O mesmo raramente pode aparecer no jogo, mas é tão forte quanto um Brute, podendo um soco dele levar quase metade da vida.
  • Genki Girls: Garotas de plateia que servem o exército furry de Professor Genki e que são totalmente inúteis no jogo. Se tratam de três mulheres, compostas por Angry Tiger, uma mulher seminua vestida de tigre, Sad Panda, uma mulher (um pouco mais vestida que as outras duas) vestida de panda e Sexy Kitten, uma mulher quase nua vestida de gato.
v d e h
Saints row.jpg