Síndrome da amante adquirida

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Std2.png
171,69% das camisinhas já vêm furadas de fábrica.

Não confie seu piu-piu num celofane chinês.

O Papa avisa: apenas a punheta previne DST.
Encircled Rod of Asclepius.svg ATENÇÃO: A Desciclopédia não é um consultório de medicuzinho.
Por isso, tome vergonha e vá procurar um para fazer seu check-up.
Quando a outra ameaça, ela vai cumprir

Arquivo:Cquote1.svg Eu tenho. Arquivo:Cquote2.svg
Seu pai sobre SAA
Arquivo:Cquote1.svg Safado, cachorro, sem vergonha! Arquivo:Cquote2.svg
Mulher sobre SAA
Arquivo:Cquote1.svg Sem vergonham! SEM VERGONHAM!!! Arquivo:Cquote2.svg
Sílvio Santos sobre SAA
Arquivo:Cquote1.svg Sempre alertei Arquivo:Cquote2.svg
Falcão sobre SAA

A Síndrome da Amante Adquirida (SAA), popularmente conhecida como A outra ou SGVM (Síndrome da Grama do Vizinho que é Mais verde), e é uma doença fatal que afeta o sistema relacionador masculino, prejudicando inconscientemente em 1º grau esposas, noivas e namoradas e em 3º e mais preocupante grau o gênero masculino.

Formas de Contágio e Sintomas[editar]

Todas as modelos da Victoria's Secret transmitem SAA.
Comer carne de coelhas, dizem os cientistas, também pode ser uma forma de contágio da doença.

Apesar de ser transmitida por mulheres, a SAA afeta apenas homens. Em seu estágio final, pode sofrer uma mutação e virar a SCA (Síndrome da Cornitude Adquirida), sendo transmitida à mulher do contaminado. Incrivelmente, existem homens imunes à doença. São conhecidos como eunucos.

Estágio Inicial[editar]

  • Em grau leve, a doença começa a ser transmitida ao olhar dos homens às saias femininas nas ruas, calças de ginástica na academia, biquínis e filmes pornográficos. Nesse estágio, a SAA não afeta as parceiras dos mesmos, e é considerada inofensiva e de difícil percepção.

Estágio Intermediário[editar]

  • Num grau médio, o indivíduo portador passa a cometer atos mais afetuosos, como abraçar apertado suas amigas e conhecidas, dar 3 beijinhos no rosto perto da boca, chamar sua irmã de gostosa na rua, e em geral começa a aproveitar o aperto do ônibus para dar “aquela” encoxada na loira de saia da frente. Esse estágio é considerado preocupante, podendo se agravar consideravelmente caso o indivíduo encontre uma portadora do vírus, que o levará para a forma grave da doença. Fofocas de amigas e desculpas para jogos de futebol dos quais ele volta bêbado e fedendo a cigarro são os sintomas mais visíveis.

Obs.: Pedreiros e caminhoneiros são todos portadores deste grau da SAA.

Estágio Final[editar]

Homem comum: "Pra que rosas, se papel é mais eterno?"
Homem com SAA: "Pra que rosas, se diamante é mais eterno?"

No grau grave, a doença se torna fatal: o indivíduo passa a freqüentar boates como “Quinta Quente” e “Hot Strip”, enquanto mente à parceira que sua avó ficou doente e precisa passar a noite com ela; também é assíduo na “dança da cadeira” dos bailes funks cariocas e costuma encoxar todas suas amigas. Os sintomas mudam um pouco: as fofocas simplesmente desaparecem, mas todos te olham como uma coitada; as desculpas aumentam na mesma medida em que pioram; tudo será motivo para sua chegada atrasada: um caminhão o atropelou, um gato estava preso na árvore, ele foi ajudar uma ONG por uma semana inteira (a mesma do Carnaval da Bahia), sua amiga apenas se afogou na piscina e ele estava fazendo respiração boca-a-boca, sua irmã estava apenas pedindo ajuda pra consertar a encanação da casa dela (que estava debaixo da cama). Além desses, os sintomas físicos frequentes são manchas de batom no colarinho, estadias em motéis pagas com o SEU cartão de crédito, telefones da Fer, da Bia, da Ana e da Jurema (sua empregada) nos bolsos do casaco. Vale lembrar que no estágio terminal da SAA, quando acontece um flagrante, o desfecho trágico é evidente: a doença sofre mutação e passa para a mulher no indivíduo na forma da SCA: a doença mata qualquer amor ainda existente na pobre coitada (muitas vezes o amor-próprio) e seu orgulho, podendo em alguns casos levá-la à depressão profunda (emo), ódio do mundo e dos seus habitantes (nazista) e até mesmo à loucura.

Prevenção[editar]

Não há meios de prevenção para os homens. As defesas do seu organismo são insuficientes pra conter esta doença, devido à presença do cromossomo Y; mas o agravamento da mesma depende exclusivamente do fator “nível de caráter”. Já em mulheres, a SAA não acontece, apenas a mutação SCA. Nesse caso, a doença tem como forma de prevenção o lesbianismo ou a internação em um convento.

Tratamento[editar]

Para os homens com SAA, não há tratamento conhecido. A doença, evoluída ou não, acompanha-os pelo resto da vida. Para as mulheres com SCA, o tratamento mais eficaz é ganhar dinheiro na Mega Sena, o consolo do Ricardão, fazer uma plástica, silicone, lipoaspiração ou qualquer coisa que aumente seu ego. Só é necessário cuidado para que a depressão decorrida da doença não se agrave, portanto NUNCA se deve escutar Fresno e Nx Zero nesses casos, além de evitar filmes de melodrama e cabelos com qualquer tipo de franja, pois, caso contrário, o quadro se agravará irreversivelmente para uma mulher mal-amada!

Portadores em Geral[editar]

Portadores de SAA (grave)[editar]

Príncipe William dando uma apalpada na plebéia.

Portadoras de SCA (irreversível)[editar]

Um sintoma agudo da SCA.

Ver também[editar]

Ligações externas[editar]