Sébastien Buemi

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Sébastien Buemi
Sébastien Buemi.jpg
Sébastien Buemi com o uniforme grená do PSG, época em que jogou ao lado de Neymar
Nascimento 31 de Outubro de 1988
link={{{3}}} Suíça
Ocupação Figurante de corridas de Fórmula 1
Signo Escorpião
Cabelo Castanho

Sébastien Buemi (31 de Outubro de 1988) é simplesmente um figurante de corridas de Fórmula 1, que apenas está competindo porque os diretores gordos e capitalistas da categoria acham que, para se ter uma corrida bem disputada (e atraente para os patrocinadores milionários), é necesário manter, no mínimo, 20 pilotos na pista - O que sabemos que não adianta absolutamente nada, pois em corridas de Fórmula 1 é sempre o mesmo piloto que ganha 99% das disputas do ano. Atualmente, Sébastien Buemi está tentando tirar leite de pedra na Scuderia Troço Roxo - Creio que nem seja necessário dizer que o carro é uma verdadeira bostinha (literalmente).

História[editar]

Sébastien Buemi nasceu em Aigle, uma cidadezinha roceira que fica localizada bem na bundinha da Suíça.

Durante a infância, Sébastien Buemi era apenas um suíço comum, que ficava o dia inteiro tocando bronha comendo fondue e assistindo as Olimpíadas de inverno. Um outro detalhe interessante sobre a infância de Sébastien Buemi (pelo menos para as mulheres) é que ele era milionário, e limpava a bunda com notas de 100 euros.

Cquote1.svg PQP, quebrou de novo? Cquote2.svg
Sébastien Buemi sobre sua "incrível" Toro Rosso

Com todo esse dinheiro em sua conta bancária, Sébastien Buemi poderia fazer o que quisesse da vida, até porque em todos os ramos ele encontraria interesseiros dispostos até mesmo a pagar um boquete para ele em troca de alguns cruzados. Com todas as opções de carreira disponíveis, Sébastien Buemi resolveu que iria seguir a carreira no automobilismo, pois essa é excelente para se manter uma excelente reputação ao redor do mundo.

Tomada a decisão, Sébastien Buemi foi competir nas corridas de kart, pois elas são o primeiro passo para a fama mundial. Apesar de ser ruim pra cacete no volante, Sébastien Buemi sempre conseguia vencer as suas corridas, pois jogava algumas notas de 100 euros nas mãos de seus adversários. Por conta desses "sucessos", muito pouco tempo após ter começado a correr, Sébastien Buemi já fora convidado para competir naquelas categorias que são consideradas os degraus para o sucesso absoluto. Como não tinha mais nada para fazer da vida, até porque não precisava trabalhar, visto que tinha dinheiro suficiente para alimentar toda a África, Sébastien Buemi aceitou as propostas, e começou a sua escalada até a fama.

A primeira categoria que Sébastien Buemi "encarou" foi a Formula BMW. Como ninguém nunca ouviu falar dessa categoria, não vamos ficar falando muito dela. A única coisa que iremos dizer é que Sébastien Buemi conseguiu ir muito bem, e venceu todas as corridas que disputou (até porque usou a mesma tática que usava em seus tempos de kart). Com esse sucesso, Sébastien Buemi começou a subir de categoria pouco a pouco - Como essas categorias são muitas e ninguém se importa com elas, nãon iremos mencioná-las. O importante é que, em 2007, Sébastien Buemi finalmente conseguiu chegar no ponto mais alto de sua carreira, que foi se tornar titular de uma equipe de Fórmula 1, mais precisamente a Red Bull Racing - Bem, está certo que não é lá uma grande equipe (pelo menos naqueles tempos), mas o importante é que Sébastien Buemi tinha conseguido chegar na categoria mais alta de todas, e estava pronto para finalmente conseguir o sucesso - Ou não.

Azares na Fórmula 1[editar]

Engana-se quem pensa que Sébastien Buemi é suíço. Na verdade, ele é argentino, e até já foi convocado para jogar na Seleção Argentina de Futebol.

Quando entrou na Fórmula 1, Sébastien Buemi pensou que seria bastante fácil ganhar todas as corridas do ano e, consequentemente, o título mundial, afinal, ele achava que bastava fazer a mesma coisa que ele fazia nas categorias menores do automobilismo: Jogar algumas notas de euros nas mãos dos pilotos adversários. Porém, a coisa não foi como ele esperava. Para a sua surpresa, todos os outros pilotos já eram milionários, pois, além de receberem o salário de suas equipes, eles ainda ganhavam zilhões apenas por manter algum patrocínio milionário no capacete. Até mesmo alguns pilotos razoáveis já estavam peidando dinheiro.

Por conta disso, todos os adversários apenas aceitavam entregar as corridas se recebessem ordens de seu chefe muita grana mesmo, algo que beirasse os milhões de barras de ouro que valem mais do que dinheiro. Como a cotação das barras de ouro que valem mais do que dinheiro é uma das mais altas do mundo, Sébastien Buemi não poderia comprar todas as corridas. Na verdade, ele não poderia comprar sequer uma, pois uma única barra de ouro que vale mais do que dinheiro já equivalia a, praticamente, metade de toda a sua fortuna.

Como não podia mais fazer marmelada nas corridas, Sébastien Buemi foi obrigado a tentar ganhar as corridas fazendo o mais difícil e absurdo, que é... Correr, uma coisa que ele nunca tinha feito na vida. Obviamente, como Sébastien Buemi pilotava pior do que um bêbado após ter enchido a cara com 10 garrafas de cerveja, ele foi mal pra cacete em todas as corridas, e acabou se tornando apenas um figurante na categoria.

Com os péssimos resultados, na temporada que se seguiu, Sébastien Buemi foi demitido da Red Bull Racing, e não sabia em que equipe poderia continuar correndo. Normalmente, devido a sua habilidade no volante (ou, no caso, a falta dela), Sébastien Buemi ficaria sem equipe para competir. Porém, como são necessários pelo menos 20 pilotos no grid de largada apenas para acontecerem batidas e empolgarem o público, Sébastien Buemi conseguiu um contrato com a Scuderia Toro Rosso, que é conhecida mundialmente por possuir carros que conseguem correr menos do que Motos Cinquentinha. Mesmo sabendo que iria se ferrar, além de ser alvo de todos os tipos de chacotas e piadinhas sem graça, Sébastien Buemi aceitou a proposta, e está até hoje se ferrando nessa equipe que possui os piores carros já vistos na Fórmula 1.

Pilotos da Fórmula E
v d e h
Pilotos da Fórmula 1