Roger Williamson

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
ATENÇÃO: Leia este artigo com bom humor!

A Desciclopédia é um site de humor, não venha nos dizer que pegamos pesado.
Se você não é capaz de apreciar o bom humor afrodescendente, visite outro artigo.

Mamãe, o que eu serei quando crescer? Nada, você tem câncer.


Cquote1.svg CARA! Não me diz que ele morreu! Ele tava me devendo uma rodada no bar pra hoje... Cquote2.svg
David Purley sobre Roger Williamson

Cquote1.svg Você quis dizer: O maior churrasco da história da Fórmula 1. Cquote2.svg
Google sobre Roger Williamson

Roger Williamson (Ashby-de-la-Zouch, 2 de fevereiro de 1948 - ZANDVOOOOORT, 29 de julho de 1973) foi mais um dos mais de oito mil pilotos de Fórmula 1 dos anos 70 que morreu após um acidente (que na época não dava pra chamar de grave, porque qualquer acidente na época era grave, mesmo que fosse completamente normal um acidente grave naquela época, enfim, é isso aí!). Ele era um piloto inglês e morreu durante o Grande Prêmio dos Países Baixos de 1973 após tentar fazer um churrasco dentro do seu cockpit, que acabou atingindo outro cock seu.

Acidente[editar]

Após dois anos promissores na Fórmula 3 da Inglaterra, ele foi convocado pra F1, correndo pela March Engineering. Sua segunda corrida foi justo na pista de Zandvoort, que estava fazia mais de um ano sem ter corridas devido ao fato da pista ser uma tremenda merda mal feita (típico da época).

No meio da prova, o pneu do carro furou e o carro bateu num muro, sendo o carro arrastado por precisamente 274,925612 metros e durante o trajeto até o outro muro, ele começou a pegar fogo. Roger, que tava com uma fome tremenda, começou a cozer umas linguiças, mas aí o carro virou de ponta-cabeça e ele acabou ficando preso no possante. Assustado e com medo de ver a dívida de US$ 45,74 que Roger tinha com ele virar cinzas, seu amigo de bar David Purley parou o seu carro e foi tentar salvar o cara, mas não adiantou, porque o Roger tinha cometido a merda de levar as cervas com ele no cockpit e aí a merda toda pegou fogo, morrendo sufocado após sem querer ficar com uma garrafa de cerveja enganchada na boca. A corrida seguiu normalmente, mesmo sob protestos do desolado David, que ia ficar sem sua breja grátis.

v d e h
Pilotos da Fórmula 1