Ribeirão do Tempo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Rede Record.jpg Este artigo é propriedade de Edir Macedo, assim como a RecordTV e a Universal, e ele fará de tudo para que você seja roubado pague o dízimo!

Igreja universal.jpg
Conheça seus outros planos de dominação mundial clicando aqui.
Galvao-bueno-na-globo.jpg Este artigo é sobre algo ou alguém que enche o saco e inferniza os outros por diversão. Se você vandalizar, ele será seu tormento pro resto da vida!


Ribeirão do Tempo
RibeiraodoTempologo.jpg
Logotipo da Abertura
Origem Bandeira do Brasil Brasil
Emissora Rede Record
Autor Marcílio Moraes
Tema Ecologia sexual
PROTAGONISTAS
Artistas
  • Caio Junqueira
  • Bianca Rinaldi
  • Antônio Grassi
  • Cássio Scapin
  • Liliana Castro
  • Ângelo Paes Leme
  • Juliana Barone
  • Angelina Muniz
  • Heitor Martinez
  • Especiais
  • Romero Jucá
  • Paulo Gorgulho
  • Outros Ninguém
    PERSONAGENS
    Vilões
  • Professor Flores Antônio Grassi
  • Sereno Cássio Scapin
  • Jackson
  • Bonzinhos
  • Filomena Liliana Castro
  • Diana Letícia Medina
  • Mais Idiota TODOS
    Mais Esperto
  • General Gracindo Jr
  • NOVELA
    Maior Drama Querêncio acabou com o estoque de pinga do Bar do Já Era
    Mistério(s) Eleonora não sabe que Querêncio é seu filho; Quem matou a mlher do Professor Flores?; Bruno é corno.
    Moral Não confie nos amigos
    Influência Salvador da Pátria
    Inspiração Arminda Caligari se inspira na Lady Gaga



    Ribeirão do Tempo não é nada mais uma noveleca da Rede Recópia de Televisão

    • Rede Record - 22h30 ou melhor, assim que a novela da Globo termina.
    • Estreia: 18 de maio de 2010.
    • Término: 2 de maio de 2011. A Recópia gostou tanto que esse troço ficou quase 1 ano no ar.
    • Autor: Marcílio Moraes, aquele de Vidas Opostas.
    • Colaboradores: Joaquim Assis, Paula Richard, Consuelo de Castro, Eduardo Quental, Bispo Edir Macedo, Bruna Surfistinha, Padre Quevedo, Kléber Damasceno, Tina Pepper, Celso Cavallini, Sheila Mello, Maria Gadú, Kiko do Chaves, Ari Jumento, Lula, Bira Bêbado, Márcia Goldschmidt, Dona Jura, Gretchen, Rita Cadillac, Christiane F, eu, tu, ele, nós, vós, eles.
    • Diretor: o pior que existe na face da Terra.


    História... pra boi dormir[editar]

    A trama passa na pequena cidade de Ribeirão do Tempo Perdido. A noveleca aborda e gira em torno do grande resort que a empresária e ex-paquita Pícara Sonhadora pretende construir na cidade, que não é bem aceita pela população do local, sendo assim todos irão contra ela - bem feito!, menos Joca Feioso, que é um detetive de araque.

    Filomena Ô-Coitada é uma moça humilde de Ribeirão, é querida por todos da cidade, filha de Querêncio Bira Lula. É apaixonada por Tito Chuchu, ex-namorado da Joyce de História de Amor que é apaixonado por esportes radicais e que é dono de uma pousada. Tito namora Karina, outra ex-paquita aguada.

    Ribeirão do Tempo é uma cidade marcada por suas "figuras folclóricas da baixaria". O prefeito é o Ari Jumento. Querêncio é um canastrão da pior espécie que insiste em roubar a personalidade pinguça do jornalista da cidade, Bira Lincon, que por milagre da Nossa Senhora da Bicicletinha é o único que não fica bêbado nessa noveleca. Ele e o delegado Juju da Aposentadoria vivem em pé de guerra pra ver quem volta primeiro pra Globo, pra fazer a próxima novela do Maneco.

    O Prof. Flores é o ex-professor de História de Ribeirão, tão chato e maçante que os alunos dormiam no meio da aula. Foi torturado na ditadura de Amor e Revolução e possui uma mente bastante superior de sujeira, mas por trás do professor existe um homem inescrupuloso, perverso, que será responsável por vários crimes em Ribeirão, juntamente com seus comparsas Nicolau Jacson, filho do senador, e Sereno Nino do Castelo Rá-Tim-Bum, um doente mental.


    Elenco[editar]

    • Xiquita Bibi
    • Catuxa Jujuba
    • Traumaturgo
    • Loira do Tchan
    • Bira Pinguço
    • Miss Brasil 1972
    • Sílvia Coxinha
    • Fedora Abdala Sassaricadeira
    • Expedito da novela do Maneco
    • Lula do Juba
    • Guida Guevara
    • Jacson, o Traficante
    • Socador de Vesgo
    • Dona Jura
    • Mary Matoso
    • Carolina das Chiquititas
    • Tati, a Mutante
    • Sheik de Agadir
    • Laura da Passione
    • Sereia da Cerveja

    Trilha sonora de merda[editar]

    A capa tem Ângelo Paes Leme esfregando sua geba em Bianca Rinaldi. Pela cara da moça, podemos ver que ela está com um sorriso sacana na cara, pois nunca fora antes arrombada pelo cu.

    1. Fã do NX Zero - Christian & Cristiana (a tal guria retardada que daria pro EnIXxiZeRUuUUuuH inteiro...)
    2. Você é Má - Zeca Baleiro (durante uma foda, entre surras de pica dura na cara e chupadas na xereca, ele fala com muito amor à vadia com a qual trepa)
    3. Nova Paixão - Saulo Roston (referindo-se a um negão que o enrabou e o hipnotizou)
    4. Vou Mais Longe, Vou ao Acre - Banda Brega
    5. Quem Eu Sou? - Tchê Bichinhas Cquote1.svg Um bando de viadinhos que cantam mal pra caralho! Cquote2.svg
      Eu sobre a pergunta que ainda por cima discorda com o plural
    6. Naquela Mesa Você Me Pagou um Boquete - Otto (um nordestino qualquer)
    7. Por Que? - Rodrigo Faro (envergonhado após pagar o gorila de imitar a Beyoncé no Dança Gatinho)
    8. Perdeu, Perdeu! - A Marrom fazendo uns bicos como assaltante
    9. Selva de Putas - Falarraivosa
    10. Luzes da Ribalta - Ataíde & Alexandra
    11. Cabecinha no Meu Cu - O Rei das Calcinhas
    12. Evidências de Sêmen - Tonny Francis Hime
    13. Pique do Tempo - Tom Zé (abridura)
    14. Eu Sou a Tal - Chocolate Quente (até eu provaria desse chocolate...)