República Popular Socialista da Albânia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar


●Republika Popullore e Shqipërisë
●República Impopular dos Bunkers da Albânia
●Albânia

Bandeira da República Popular Socialista da Albânia (1946-1992).png
Bandeira
Lema: Revisionistas!! Todos Revisionistas!!
LocationAlbania.png
Bunkers inclusos
Capital Tirana
Língua albanês
Tipo de Governo hoxhaismo
Quem manda Enver Hoxha
Moeda Lek Lek
População 3500000 no começo, nenhuma no final



República Popular Socialista da Albânia foi um paiseco socialista da Guerra Fria fundado por Enver Hoxha para combater todos os outros países socialistas do mundo, que pra ele não eram socialistas o suficiente. Durante sua existência foram construídos mais de 8000 bunkers pelo governo paranoico do país, para o caso de uma guerra nuclear acontecer os políticos comunistas terem um lugar para se refugiar enquanto os camponeses fritavam sozinhos.

História[editar]

Antecedentes[editar]

Hoxha assoando o nariz na bandeira da Albânia.

A Albânia nos anos 1930 era um mero curral iugoslavo, até que o douche italiano Benito Mussolini invadiu aquele território com a finalidade de transformá-lo em sua casa de praia particular. Em 1941 a Itália, que estava com o exército todo fodido, a usa de caminho para invadir a Grécia mas como é típico do exército italiano, levam fumo e ainda passam para a defensiva, perdendo 1/4 da Albânia para os gregos e tendo que pedir arrego a Adolfinho. Com o Eixo cada vez mais ownado, Enver Hoxha com apoio de Stalin toma o poder com seus grupos de guerrilha, começando o terror vermelho nesse país.

Era Socialista[editar]

Em 1946, a Albânia adere oficialmente ao Lado Vermelho da Força e entra na Panelinha de Varsóvia. Para dar uma moralzinha, Hoxha constrói vários prédios para a população, promove a reforma agrária, e mata 1% do povo, realocando-os a alojamentos de apenas 40 metros² por família, enquanto os membros do Partido Comunista viviam em mansões nas montanhas, comendo queijos franceses e bebendo vinhos italianos.

Em 1968, acontece a invasão soviética à Checoslováquia e Hoxha, que já estava de saco cheio do revisionismo da União Soviética, achou a desculpa que faltava pra vazar do Pacto de Varsóvia. Com isso a Albânia passa a ser uma nação neutra, isto é, um país isolado e completamente sem amigos xingando tudo e todos de revisionistas. Em 1980 Enver (finalmente!) peida pra muzenga e depois de tantos anos com um idiota no poder já sabe, o país mergulha na instabilidade absoluta.

Em 2004 a Albânia entra na Nova URSS e em 2015, a Terceira Guerra Mundial começa, com a Albânia no Lado Vermelho enviando um total mais de 200 mil soldados. Mas em 2017 ela é invadida pela OTAN e se rende, fazendo o regime neosocialista entrar em colapso e passar para o Lado Azul.

Heranças da RPS da Albânia no país atualmente[editar]

O socialismo fez a Albânia entrar em uma guerra sem nenhum motivo e o país foi destruído com mais de 400 mil albaneses morrendo; depois do conflito o país foi obrigado a pagar 50 bilhões de USD como compensação aos vencedores, mesmo estando com a economia completamente falida. Além dos inúmeros bunkers agora sem utilidade nenhuma espalhados pelo país inteiro.