Quadros das crianças chorando

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Night creature.JPG Quadros das crianças chorando surgiu das trevas!!

Always lurking... Always in the darkness...

Exemplo de quadro de uma criança chorando porque perdeu na partida de Fortnite.

Quadros de crianças chorando são estranhas pinturas que supostamente foram desenhadas na Inglaterra nos anos 1980 por um pintor italiano de nome Giovanni Bragolin, desesperado para fazer sucesso, teria feito um pacto com o satã em pessoa, com a ajuda do Pastor Tio Chico então ele sequestrou um monte de criancinhas, num total de 28, e as forçou a serem pintadas em situações bem fodidas, uma mais desgraçada que a outra, como as obrigar a jogar Free Fire, ouvir Mundo Bita ou assistir vídeos de Maria Clara e JP, dentre outras terríveis torturas, o que as levou todas a chorarem em total desespero, e assim Giovanni captou essas expressões de choro e medo total. Começou a vender esses quadros, o que lhe deu fama e fortuna, e ainda por cima muitos dos compradores sem saber assinavam um pacto com o tinhoso, onde suas almas seriam lentamente absorvidas pelos quadros chorosos.

Supostas torturas[editar]

O quadro mais famoso de todos mostra uma criança de cabelos loiros curtos e olhos azuis chorando, com aquilo que parece um casaco. Só parece. Na realidade a criança está nesse momento sendo engolida por um antedeguemon, e não tem condições alguma de escapar desse monstro cruel. Outro caso é um também loiro, olhando para cima com expressão chorosa. Ao fundo dá pra se ver algo que ou pode ser o Cranícola ou a foto da minha sogra, aquele demônio opressor maldito. Outro caso é de uma menina de cabelos de maria chiquinha chorando de lado com uma roupa verde escura e algo que parece uma echarpe vermelha, mas na real a "echarpe" são dois enormes jatos de sangue saindo de ambas carótidas da garota, enquanto os braços enormes não são dela, e sim de alguém a segurando a força - provavelmente tua mãe.

Há outros casos notórios também, alguns deles parece que a criança está sendo enforcada por uma mão de um fantasma, noutros quase sempre parece que as crianças estão num porão sujo, já que o cenário de vários quadros são o mesmo, uma parede enorme mal rebocada que parece os cenários da vila do Chaves. Pelas roupas das crianças dá pra perceber que eram tudo filhinho de papai e por isso estão assustadas, já que mal foram pegas e jogadas no porão, já estão sendo pintadas com a roupa que têm, toda chique. Há casos que parece que a criança acabou de levar um xingamento terrível como bobo, chato, feio e cara de mamão ou "bananão", e outros que as crianças aparecem com pupilas dilatadas, o que dá a entender que elas já passaram daqui pro quinto dos infernos...

Quem desvendou a história[editar]

Há quem diga que só choravam porque a mãe proibiu eles de comprarem um Pop It.

Alguns dizem que o próprio Giovanni, mesmo sendo italiano e vivendo na Inglaterra, pediu pro Fantástico entrevistar ele e pedir perdão a todos que compraram essas pinturas e também às crianças e aos pais destas por ter feito tais atrocidades. Mas a verdade é que quando o Pastor Tio Chico se converteu, ele quem passou essa história inteira pro também pastor Josué Yrion, o maior desvendador de mensagem subliminar e pactos satânicos no Brasil e de renome mundial, admirado até por figuras como Mike Murdock, Morris Cerullo e Myles Munroe, os ídolos do Silas Malafaia. E assim mais da metade das pessoas que compraram esses quadros malditos jogaram-nos no lixo ou os incineraram, para evitar que essa maldição devorasse suas mentes.

Já quem manteve esses quadros em casa, como eu, alega que isso tudo é uma grande bobagem e que não há nada demais nisso tudo, é só uma obra de arte e só quem fica falando asneiras sobre esses quadros são esses crentes malas malucos que... pera, só sou eu, ou você também tá sentindo um cheirinho de enxofre? Sei lá, acho que tá vindo da parede do meu quart... OH MEU DEUS UM DEMÔOOOOOOOOOOOOONIOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!! SOCORROOOOOOOOOOOOOOO!!!!

Ver também[editar]

Verdade. Este artigo contém... VERDADES!
(pelo menos foi o que a Veja disse)

Material verídico: Use com moderação.