Power Stone

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Virtualgame.jpg Power Stone é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, um n00b manda seus peasants para a base inimiga.

Poder Pedra
Power stone.jpg

Uma amostra da escrotice do jogo.

Informações
Desenvolvedor Capcom
Publicador Capcom, Eidos Interactive
Ano 1999
Gênero Luta
Plataformas Arcade e outros
Avaliação 5
Classificação indicativa Maiores de 10 anos
Diamante.gif

Power Stone é um jogo não muito bom criado pela Capcom que só serviu mesmo para inspirar um anime homônimo, que também não é dos melhores.

Que jogo é esse?[editar]

Aparentemente, as Power Stones são plágio das Chaos Emeralds (ou não).

É Power Stone, você não viu o título do artigo? É um game de luta como todos os outros, onde o jogador escolhe algum personagem babaca para representá-lo e depois coloca ele para brigar aleatoriamente contra vários outros lutadores imbecis. O diferencial é que as lutas não ficam só no mano a mano, e os personagens podem trapacear usar objetos como mesas, cadeiras, pedras e bombas para tacar em cima do oponente.

Durante as lutas, também vão aparecendo joias mágicas pela arena, que são as tais Power Stones. Recolhendo três delas, é possível tunar seu personagem e deixá-lo mais foderasticamente fodástico por 15 nanossegundos, o que dá uma larga vantagem sobre o adversário!

O segundo jogo (sim, existe um Power Stone 2!) é basicamente uma mistura de Power Stone com Mario Party, e tem quatro lutadores se enfrentando em vez de dois. De resto, as regras são as mesmas.

Os personagens jogáveis desse treco[editar]

A única personagem que realmente presta.

Ver também[editar]

Rakugaki Showtime

  • Julia Whitepearl - Parece a Princesa Peach, mas nem princesa é. Tem dupla personalidade e a Power Stone transforma ela na Secret Grace, uma mistura bizarra de stripper e pássaro.
  • Gourmand - Chefe de cozinha gordo e maligno, que ataca com facas mas não mete medo em ninguém. A Power Stone o transforma no Evil Chef, um dinossauro cozinheiro parecido com o Barney.
  • Pete - Plágio do Pinóquio, só que de óculos (ou seja, nerd) e o nariz não cresce, mas com a Power Stone ele vira um menino de verdade um mini Megazord chamado Invention Boy.
  • Pride Falcon - Pai do Edward Falcon, os dois são clones um do outro igual o Ryu e o Ken (apesar do Pride estar caindo de velho). A Power Stone deixa ele igual à versão "super" do filho dele, mas com armadura verde. A Capcom teve preguiça pra dar nome pra essa versão do Pride.
  • Mel - A vendedora mercenária na lojinha do segundo game, que por algum motivo também luta como a Julia, só que ainda pior. A Power Stone dá asas pra ela. E só isso.
  • Pharaoh Walker - Subchefe do segundo jogo, é um robozão ou ciborgão escroto que parece uma esfinge e é pilotado pela Al-Qaeda. Impossível de vencer só com um personagem, ainda bem que dá pra chamar um amigo pra descer a porrada no robozão junto com você.
  • Dr. Erode - Chefão do segundo jogo, muito mais tosco que o Valgas. Parece um zumbi gigante com uma Power Stone preta no coração, e depois de tomar umas porradas, o coração dele sai do corpo pro jogador bater e causar mais dano (e mesmo assim o infeliz demora pra morrer).
  • Apollus - Personagem ridículo colocado só para encher linguiça, tanto que nem aparece no jogo. Trata-se do mordomo viado de Edward, que depois de usar a Power Stone se transforma no Dom Quixote.