Petr Čech

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Peter Xota
Petr Čech.jpeg
Čech pensando em como vai dar um esporro no zagueiro burro que deixou o gol livre pro adversário.
Nascimento 20 de Maio, 1982
Nacionalidade Bandeira da Tchéquia Tchéquia
Altura 6'5" (1.96 m), e com um alcance de pulo maior do que o do Oozaru
Peso Quase 203 lbs (92 kg)
Posição Goleiro
Canhoto
Clubes Chanel Embalsamado, Espanta Praga, Rennie, Celso e Assanal

Cquote1.svg Eu acho que já vi esse capacete em algum lugar... Cquote2.svg
Christian Chivu sobre Petr Čech
Cquote1.svg Você quis dizer: o terror do Gaynaldo, Piponel Pessi e Careca Pipoqueiro Holandês nos pênaltis Cquote2.svg
Google sobre Petr Čech

Petr Čech é uma reencarnação tcheca de Lev Yashin e também uma variação genética do Slender em forma de poste de esquina humana. Ele é bastante conhecido por seu capacete que parece de alguém que foi violentando pelo cônjuge (ou "caiu da escada"), sofreu um acidente e ficou tetraplégico, e durante as partidas não poderia tirar de jeito nenhum, mesmo que fizesse um calor infernal ou deixasse suas orelhas extremamente escrotas e mastigadas como a de um lutador de Jiu-jitsu. Apesar de ser bastante conhecido aqui no Brasil, como a maioria do povo aqui é analfabeto, não sabem escrever o nome dele direito, como por exemplo escrevem "Peter Shek", "Piter Tsheki", "Peter Checa", "Peter Shrek" ou gênios que escrevem o nome dele ao contrário.

Categoria de Base[editar]

No começo da carreira, Čech era só um merdinha cabaço que jogava de meia (meia a posição seu imbecil!) na base do time da sua cidade, Viktoria Plzeň, mas quando o goleiro do time faltava parar cumprir outros compromissos, já que Čech era o tubo de linguiça da turma, colocavam ele no gol, e o bichão gostou da brincadeira de segurar bolas (deixe de malícia seu viado!), e fez isso durante 10 anos mas quando foi virar profissional, retrocedeu e foi pra um time mais bostão ainda.

Chmel Blšany[editar]

Chegou no clube que parece nome de parada gay tcheca lá em 1999 (você que está lendo estava fermentando no saco do teu pai nesse momento), como o time era uma completa merda que tinha Elke Maravilha e Celso Portiolli no ataque, ficou lá só uns 2 anos (28 jogos) e foi pra um time que tem alguma relevância no país.

Sparta Praha[editar]

O Sparta naquela época só tinha mão de bicha, então imediatamente Čech foi escolhido pra ser o titular, e sabe o que ele ganhou no time? Nada. Ficou só uma temporada, 42 jogos e nem o campeonato tcheco conseguiu ganhar.

Rennais[editar]

Numa época que o campeonato francês não tinha nenhum sheik enfiando 6 toneladas de dinheiro no rabo do Paris Saint-Germain, além de ser extremamente competitivo, quando você via os clubes pequenos se matando pra pagar alguma puta do Batman pra algum árbitro ou os membros da FFF pra não serem rebaixados. Óbvio que Čech foi titular no Renê Rennais e depois de duas temporadas e 78 jogos só comendo Ratatouille, recebeu uma proposta do ainda minúsculo Chel$ea, e foi onde ganharia milhões de mamadores viraria ídolo.

Chelsea[editar]

Čech com cara de quem quer empurrar a janta.

Abramovich implorando pagou 7 milhões de libras por Čech, mais um na conta de suas putas, e foi no Chelsea que Čech ganhou o seu "amuleto" que carregaria pro resto da vida. Tudo aconteceu no dia 14 de Outubro de 2006, num jogo da Premier League contra o Lendo, levou uma joelhada na cara de um cavalo irlandês chamado Stephen Hunt, e quase que seu cérebro virou papa, se a pancada tivesse sido um pouquinho mais forte, Čech teria ido pro vinagre com certeza, e pra não correr mais esse risco, obrigaram ele a usar aquele capacete pra não precisar de assistência funerária e mercenária do Vale da Saudade. Dizem que de tão traumatizado nem no banho tirava. Enfim, só sairía do time em 2015, com 494 jogos, ganhando tudo, menos o mundial em 2012, pois o Chelsea fez naquela final o maior feito de sua história, conseguir perder pro Corinthians.

Arsenal[editar]

Pra alegria de Yuuto Kiba, Čech assinou com o Arsenal e quando Arsène Wenger conseguiu suborná-lo convencê-lo a vir pro time, quase teve um orgasmo. Čech estava cansado de tanto ganhar títulos e resolveu ir pra um time que chora feito donzela derretida por um. Encerrou a caganeria... digo carreira após o final da temporada 2018-19 com 139 jogos pelo time, pra desespero dos GAYnners, pois agora o goleiro deles seria Bernd Leno. Depois da aposentadoria, foi inventar de jogar hockey no gelo semi-sub-quase profissional no Guildford Phoenix, pra não dizer que seria um baiano folgado desocupado.

Seleção Tcheca[editar]

Durante 14 anos foi o paredão da República Tcheca ("Tchéquia" é o caralho!!!), mas mesmo jogando na seleção com jogadores medíocres e afeminados decentes infelizmente só tem uma copa do mundo no currículo, a de 2006, e se os castrados tivessem ao menos vendido Gana, teriam passado da fase de grupos. Se despediu da seleção após a Eurocopa de 2016 (com 124 (hmm) jogos), pois se revoltou feito uma bichona por conseguirem perder pras gazelas satânicas da Turquia e caíram na primeira fase.

Títulos[editar]

Chelsea
  • Liga dos Campeões da UEFA: 2011–12
  • Liga Europa da UEFA: 2012–13
  • Campeonato Inglês: 2004–05, 2005–06, 2009–10 e 2014–15
  • Copa da Inglaterra: 2006–07, 2008–09, 2009–10 e 2011–12
  • Copa da Liga Inglesa: 2004–05, 2006–07 e 2014–15
  • Supercopa da Inglaterra: 2005 e 2009
  • Derrota pro Corinthians: 2012
Arsenal
  • Copa da Inglaterra: 2016–17
  • Supercopa da Inglaterra: 2015 e 2017
República Tcheca
  • Campeonato Europeu Sub-21: 2002