Pernambucano

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.svg Você quis dizer: Caba da Pesti Cquote2.svg
Google sobre Pernambucano
Cquote1.svg Você quis dizer: Caba omi Cquote2.svg
Google sobre Pernambucano
Cquote1.svg Ô seu Joao, vamu pa ondi nessi carnavau? Cquote2.svg
Habitante socializando com outro
Cquote1.svg Nois vamu pu Galo mas só dispois du jogu du Ixporrti cum Santinha Cquote2.svg
Outro Habitante respondendo o comentário acima

Um pernambucano que morava na caatinga.

Origem[editar]

O Pernambucano (pre-homo pernambucaniensis) é uma raça da espécie proto-homo nordestinensis. Conhecida por ser uma das espécies que aguentam tomar Pitú, são descendentes de Holandeses, Portugueses, Índigenas e Pretos. Existe uma sub-raça chamada cabôco(vide Caboclo), que vivem na beira do Velho Chico. São apenas supostos descendentes de pretos e de índios/nativos americanos (embora o caboclo/hispanico original seja o mameluco e não o zambo; também de desconhece a irrazão de um povo vindo da siberia ter sido denominado com o nome do rio Indo). Um bom exemplo de pernambaca (como os pernambucanos são chamados no resto do NE graças ao site do Sport e seus fanáticos recifails) era a Maria do Carmo, aquela que a Nazaré Tedesco perseguiu a novela toda pra roubar a gostosinha da filha dela (só mesmo na novela aquela gostosa era filha de uma pernambaca por que o autor era pernambaca). Tal como a dita cuja o dialecto destes seres engloba palavras muy cultas e refinadas tipo "mutcho", visse (algo como "ouvistes" no sentido de reafirmação interrogativa que indica insegurança frente ao grau de atenção do ouvinte) e cia.

Dia a dia[editar]

Basicamente o pernambucano vive de catar caranguejo no mangue ou do turismo sexual durante o carnaval de Olinda e Galo da Madrugada, mas quando não se trata de um pernambucano oriental, vive na seca e portanto nem caranguejo pra catar no fedido bioma litoraneo caracteristico de sua urbe mor possui. O pernambucano varia muito no padrão comportamental; enquanto o pernambucano do leste (diga-se recifense) é metido a megalomaníaco, o pernambucano ocidental é um ser humilde e com déficit de auto-estima. Isso se deve a ser ainda mais fodido que o seu conterrâneo do leste graças a sua geografia fodida e ressequida onde se plantando quase nada dá (se não fossem os gaúchos em Petrolina, o oeste pernambucano praticamente não existiria a nível econômico). Reconhecer um pernambucano no meio de outros nordestinos não é tarefa tão díficil assim. O pernambucano é mais violento que o piauiense, tem gosto musical menos pior que o maranhense (mas quase tão terrível quanto), reflecte menos fótons que o cearense, é menos desconhecido que o potiguar e o sergipano, menos homicida que o alagoano, menos cabeçudo que o paraibano, menos irresponsável que o baiano. Se alimenta basicamente de cuscuz com leite (todos os dias),carne de charque,mocotó,sarapatel e outras coisas que fazem mal para caralho.

Tipos de pernambucanos[editar]

Os pernambucanos se dividem em vários tipos. Os mais conhecidos são:

  • Bebum du galu: É aquele cara que anda sumido o ano inteiro, mas durante o carnaval, ele aparece do nada no meio da festa do Galo da Madrugada só enchendo a cara. É o típico alcoólatra da região, mas menos brigão que os de São Paulo e Rio de Janeiro.
  • Torcedor do Sport: Também chamado de Rubro-Negro, esse tipo é muito triste, devido ao fato de torcer para um time perdedor e precisa sempre roubar para ganhar alguns títulos, ocupa sempre uma baixíssima posição na tabela da série A, e que sabemos que no final da temporada vai ser rebaixado, Ganhar pouquíssimos jogos é algo normal para este time.
  • Torcedor do Santa Cruz: Chamado de Tricolor, é menos triste do que o de cima; também não ganha tantos jogos, mais pelo menos não sofre tanto quanto o de cima, se decepciona com o seu time e mora em uma favela. Gosta muito de fazer confusão com o de cima, principalmente em final de campeonato.
  • Torcedor do Náutico: Chamado de Alvirrubro, é o único feliz, devido ao fato de ser o único hexacampeão do estado, é o único time honesto e sempre honrar Pernambuco diferentes dos outros dois times patetas aí de cima e também passa o maior tempo invicto entre os três time do estado.
  • Cangaceiro: Esse tipo não existe mais, mas por muito tempo ele foi o que se mais destacou entre os outros. É o mais brigão, beberrão, e sanguinário. Dizem as más linguas que esse tipo moveu para outros estados e hoje está nos presídios do Rio.