Pedro Paulo Diniz

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Pedrinho mostrando sua incrível habilidade de dirigir um carro de cabeça para baixo.

Pedro Paulo Diniz (São Paulo, 22 de maio de 1970) é um ex-piloto de Fórmula 1 que acabou tendo que viver a vida como empresário igual seu papaizinho Abílio Diniz (ou seja, um baita filhinho de papai), afinal como piloto ele é um belo mimadinho pelo papai. A Wikipédia é meio burra e só fala da sua época como empresário, nem mencionando direito sua fase como piloto de carros, nem o acidente bizarro que ele sofreu e que sua namorada Fernanda Vogel acabou sumindo eles falam, o que já mostra que essa turminha da Wikipédia só se importa com dinheiro, fama e fortuna, invés de falar dos erros e desgraças que as pessoas sofrem, por culpa deles mesmos aliás...

Carreirinha de piloto financiada pelo Pão de Açúcar[editar]

Pedrinho correu na categoria entre 1995 a 1999, sempre por equipes medianas a desgraçadas. Por exemplo, em 1995 ele estreou numa equipe que ele mesmo criou chamada Forti Corse, uma equipe bem fodida que mesmo financiada por empresas italianas e pelo Pão de Açúcar do papaizinho do Pedro, deu em porra nenhuma (e ainda por cima o companheiro dele era Roberto Pupo Moreno, outro que só se metia em equipe fodida).

Daí pra frente só decadência: Ligier já perto da falência, Arrows e por fim a Sauber, a única em que ele até conseguiu marcar alguns pontinhos de vez em quando, mas nada realmente que justifique tanta grana do pai dele jogada no lixo. Assim em 2000 ele voltou pro Brasil e finalmente foi fazer o que todo filhinho de papai faz: assumir as empresas de painho e dizer que é meritocracia...

Ver também[editar]

v d e h
Pilotos da Fórmula 1