Papa Júlio II

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Auto retrato de Julio II, MuUuItUuU TrIiXxTI, muito deprimido, com pensamentos suicidas, muito carente e precisando de amor

Cquote1.svg Bom trabalho, agora porque você não vem dormir comigo hoje? Hein? Hein!? Cquote2.svg
Papa Julio II sobre Michelangelo após pintar o teto da Capela Sistina
Cquote1.svg Quer saber como é um Papa sem manta? Cquote2.svg
João II em mais uma das suas cantadas infalíveis

Julio II também conhecido como Julinho um atrás do outro ou JuStartPowerfulldois nascido como Giuliano della Rovere (Terra do super Mario, 5 de Dezembro de 1443 - Roma, 21 de Fevereiro de 1513), foi papa de 1 de Novembro até o dia que morreu e coincidentemente deixou de ser papa.

Julio II foi eleito após a morte do papa Pio III que teve a infelicidade de morrer 33 dias depois do seu pontificado, razão pelo qual Julio II provavelmente agradeceu todas as noites antes de dormir. Era sobrinho do papa Sisto IV, motivo pelo qual foi Papa, já que o nepotismo comia solto.

O patrão de Michelangelo[editar]

Em 1508, quando o Brasil só tinha índios pelados e a mata ainda era virgem, Julio II contratou de carteira assinada, com direito a cesta básica, vale transporte e ticket refeição o pintor, artista, desenhista, cartunista, grafiteiro, escultor, poeta, arquiteto, pedreiro e decorador Michelangelo para pintar o teto da Capela Sistina, trabalho que durou alguns anos que não interessa colocar aqui o tempo exato. Ao completar o trabalho, Michelangelo é demitido pelo Papa, pois o mesmo provavelmente passou alguns anos inválido de quaisquer serviço, imagine a torcicolo que o coitado deve ter pego pintando aquele teto durante anos.

Outras coisas de Julio II[editar]

Segundo documentos históricos escritos por historiadores que estudam histórias, porque se não estudassem histórias não seriam historiadores, correto?! Tomando raciocinou, Julio II autorizou na europa a construção da primeira boate gay que se tem memória, boate pela qual o papa provavelmente devia passar as noites por lá curtindo umas e outras, dançando e fazendo coisas que da até medo de pensar. Julio II também participou de campanhas militares, o que era permanentemente proibido pela igreja, mas o papa fazia questão de conhecer a campanha militar, principalmente para conhecer pessoalmente os soldados jovens, loiros e de forte porte físico, algo que chamava atenção do pontífice. hmmmm...

Morte do Papa[editar]

Pouco antes de morrer em 1513 aos seus orgulhosos 69 anos, assumiu que estava com sífilis, doença contraída talvez devida a sua frequência diária na boate gay que autorizou fazer. Segundo o livro "Os papas e o Sexo", no Brasil conhecido como "Surubas do Papas", escrito pelo autor Eric Frantinni Julio II não tinha mais como esconder seu amor por rapazes bonitos, e ainda por cima teve casos amorosos com alguns cardeais, era passivo, tinha muito ciumes e fazia chilique por qualquer coisa.

Precedido por
Pio III
Bento 16 saudando.jpg
Síndico de Deus nº 217

1503 - 1513
Sucedido por
Leão X