Os Cavaleiros do Zodíaco: Alma de Ouro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Pow! Paf! Tum! Os Cavaleiros do Zodíaco: Alma de Ouro é algo relacionado a Shounen

Esse artigo tem a ver com animes/mangás onde os personagens vivem brigando, lutando, metendo porrada e resolvendo as diferenças na base do cacete!
Provavelmente o protagonista dessa joça apanha mais que todos os demais.

Saint Seiya: Soul of Gold
聖闘士星矢 黄金魂 -soul of gold-
Cdz-soul-of-gordo.jpg
"Pela Grécia! Por Asgard! Por mim mesmo!"
Gênero Caça-níquel para vender hominho
Mangá
Autor João Ninguém
Divulgação Cloth Myth Comics
Onde sai Não sai, só entra
Primeira publicação Depois da Guerra Santa
N° de volumes 0
Anime
Dirigido por Takeshi Furuta
Estúdio Toei Animation
Onde passa Rede Manchete do futuro
Primeira exibição 2015
N° de episódios 13
Filmes 0
OVAs 0

Cquote1.svg Você quis dizer: Saint Seiya Omega - 3ª Temporada Cquote2.svg
Google sobre Os Cavaleiros do Zodíaco: Alma de Ouro

Saint Seiya: Soul of Gold é só mais um caça-níquel de Cavaleiros do Zodíaco feito para hypar os superestimados e sem graça amados Cavaleiros de Ouro.

Produção[editar]

Soul of Gold existe apenas para apresentar as novas Armaduras Divinas dos 12 cavaleirosa de couro para fazer com que a pirralhada que coleciona Cloth Myth torre o cartão de crédito do papai com bonequinho caro (só que agora com asinha na armadura devido a uma overdose de RedBull).

A qualidade da animação é do mesmo nível que a joça do Omega, e o roteiro é tão consistente e bem escrito que parece fanfic de criança de 12 anos.

Soul of Gold custou 50 ienes para ser produziu e rendeu 25 ienes de retorno, sendo que metade desse retorno foi gasta em papel higiênico, e o resto foi pra produção do anime Saintia Sho.

História[editar]

A Madrugada dos Mortos[editar]

A história se passa em algum momento depois dos 12 Santos Dourados se explodirem para derrubar o Muro das Lamentações dos espectros judeus de Hades e antes da Saori inventar de viajar no tempo para fazer cirurgia plástica com travesti de Serpentário e curar a impotência do seu amado C&A de Pégaso, que por sua vez está sofrendo com hemorroida desde que Hades o apunhalou com sua espada preta do mal.

Lyfia se esforça para fazer o cosmo de Aiolia queimar. Não se sabe se isso pode ser considerado necrofilia, mas o Frodi jura que é estrupo.

Ao invés de estarem sendo eletrocutados por deuses greco-judeus, os 12 Cavaleiros de Ouro são enigmaticamente ressuscitados como zumbis einherjar e aparecem em diferentes pontos de Asgard, terra dos Deuses Nórdicos Fillers. Aiolia de Leão acorda numa cadeia e conhece uma donzela de cabelo azul chamada Lyfia, que revela ao cavaleiro que a Hilda de Polaris pegou Covid-17 e está em quarentena, por isso um tal de Andreas Lise assumiu o cargo de governante de Asgard e plantou um pé de Pau-Brasil gigante na praça para chupar o chakra dos asgardianos e brotar a lança Gungnir. Ao saírem da cela, os heróis são surpreendidos por Frodi de Gullinbursti, um capanga de Andreas que luta contra Aiolia, mas perde (já que o leonino virou protagonista e fez sua armadura ganhar asas) e foge.

No dia seguinte, Lyfia deixa o esgotado (e agora tatuado) Aiolia numa oca qualquer e vai num vilarejo comprar pão e vinho, onde se depara com Mu de Jamiel de Áries, que está seguindo Fafner de Nidhögg, um vilão feio e fraco que sequestra crianças para elas serem chupadas pelas plantas carnívoras do Mario. Mu luta com o cara e perde de proposito pro vilão confessar seu plano diabólico, mas depois se liberta e Fafner foge.

Enquanto isso, Aldebaran de Touro tenta bancar a babá do Mestre Ancião, que encheu a cara e está puxando briga num coliseu qualquer. O alvoroço chama a atenção de Heracles de Tanngrisnir, o bombadão dos vilões, que ataca a própria torcida para mostrar que é do mal. Aldebaran salva os civis e seu chifre quebrado fica ereto, oque faz Heracles fugir de medo.

Cortando o pau pela raiz[editar]

Aiolia se recupera e vai com Lyfia até um vilarejo, onde encontram Máscara da Morte de Câncer bebendo pinga, jogando truco num bar e pouco se fodendo para Asgard. Enquanto isso, Milo de Escorpião cruza com Camus de Aquário que traiu Athena por ter acidentalmente esfriado a irmã do Guerreiro Deus Surtr de Eikthyrnir numa de suas lutas com ursos na Sibéria Milo ainda é encurralado por Sigmund de Grani, mas é salvo por Saga de Gêmeos.

Afrodite pistola com a nova namorada no Máscara da Morte.

No vilarejo, Afrodite de Peixes comenta a diminuição da clientela no seu salão de beleza com Máscara da Morte e este nota que uma figurante chamada Helena que ele tava pegando também sumiu. Afrodite invade um hospício, salva Helena e derrota Fafner (e tira um novo poder do cu para explicar pros outros cavaleiros como cortar o pau de Andreas, que chupa seus cosmos), mas na saída acaba sendo violado por um ramo do pau-brasil de Andreas e morre sem mostrar as asinhas da armadura junto com a florista figurante. Máscara da Morte fica bravo e Andreas (que derrotou Afrodite e até o Aiolos num flashback) caga nas calças e foge do cavaleiro que ele disse ser o mais fraco.

Mu encontra Shaka de Virgem esfregando a Buda bunda numa caverna e aproveita para coçar o saco também. Os dois aproveitam para criarem teorias da conspiração para explicar as novas armaduras divinas e concluem que isso só é possível porque a Saori chorou em cima das armaduras de ouro desses playboys (mas não nas do Jabu de Unicórnio e do Nachi de Lobo, que eram seus servos mais fieis e poderiam ter derrotado Hades e o resto do panteão olímpico sozinhos). Milo fica doido com o má qualidade do roteiro e morre de desgosto.

Enquanto isso, todos são atacados por fantasmas de cavaleiros de bronze, mas os dourados derrotam as assombrações jogando talco e sal grosso. Aiolia e Lyfia também cruzam com Shura de Capricórnio (a quem Aiolia secretamente odiava todo esse tempo por ter quebrado uma ponte no mangá Episódio Zero mas nunca disse nada a respeito). Os outros cavaleiros de ouro cortam as raízes do Pau-Brasil mas nada acontece, pois o anime precisa durar 13 episódios; então Lyfia inventa que a arvore só pode ser cortada se as 7 estátuas que estão guardadas nas 7 salas de chefe forem destruídas. Andreas espiona tudo com sua bola de cristal e distribui esteroides para seus capangas tentarem parecer menso patéticos quando forem lutar com os cavaleiros de ouro mas não adianta nada.

A Pequena Batalha dos Deuses[editar]

O time se separa e cada cavaleiro luta com o guerreiro deus rival e vence com as asinhas novas. Mu fica brincando com Fafner ao invés de mata-lo pro Mascara da Morte ter o que fazer na história. Camus mata Shura, mas depois se arrepende e mata Surtr também. Dohko e Lyfia conhecem o inédito Utgarda de Garm e descobrem que foi a Lyfia quem tinha revivido eles (para a surpresa de ninguém) e que ela era o desinfetante a representante de Odin; alem disso é revelado que o guerreiro deus estava com a Armadura de Odin escondida no toba o tempo todo. Shaka enfrenta o imorrível Baldr de Hraesvelgr e vence ao banir o oponente da partida por usar "cheat de invencibilidade". Saga derrota seu adversário com um peido e o faz virar a casaca de tanta vergonha. Enquanto isso, Lyfia é vitima de um arrastão, morre e vira purpurina.

O chefão dá vez é só outro deus genérico que se acha invencível e depois leva uma surra dos "reles mortais".

A dura batalha contra os vilões custou a vida da maioria dos dourados, restando apenas Sasha, Shakira, Musa e Antônia Saga, Shaka, Mu e Aiolia, que confrontam Andreas em seus aposentos e este os elogiam por terem chegado tão longe. Shaka revela que o vilão não é o Andreas e sim o Loki do segundo filme, que voltou para se vingar da Toei por sua patética participação naquele longa. O trio Saga, Shaka e Mu usam a magia Butterflix e se sacrificam para matar Andreas e cortar o Pau-Brasil, mas não adianta pois a vagina da árvore ficou intacta e pariu a Gungir, que é pega por Loki (que tinha um corpo reserva guardado na UML).

Aiolia e Aiolos (que previsivelmente sobreviveu à queda de um penhasco) lutam contra Loki, mas levam a pior. Aiolia invoca o protagonismo para tirar Daphne Draupnir (um soco-inglês) e a Espada Balmung do cu e ataca o chefão... mas continua levando a pior. Então, os cavaleiros de ouro mortos (que haviam morrido de novo) reaparecem por causa de um gang bang com o Afrodite e ajudam na luta, vencendo finalmente o apelão vilão e salvando Asgard.

No fim, Lyfia é ressuscitada e os cavaleiros de ouro mandam suas armaduras para Seiya e os outros enfrentarem Thanatos que as destrói facilmente, dando a entender que esses 13 episódios se passam no curto espaço de tempo entre a destruição do Muro das lamentações e a luta contra o Deus da Morte. Depois disso, os dourados voltam pra cova, onde aguardam o dia em que a Toei irá requisitar seus serviços novamente para alavancar vendas de bonequinhos.

Personagens[editar]

Protagonistas[editar]

  • Aiolia de Leão - Um grego que vivia enchendo o saco da Toei para ser o protagonista. Quando era criança, seu irmão mais velho foi acusado de tentar estuprar Athena, por isso Aiolia (que não fez nada de errado) foi rebaixado a cabo e passou a varrer o chão e a lavar as calcinhas cuecas dos outros cavaleiros de ouro por castigo, até que os crimes do Grande Mestre vieram à tona e ele recuperou seu posto. Seus ataques são uma variação do Meteoro de Pégaso, só que amarelo e com o Leão do Imposto de Renda ao fundo.
  • Lyfia - Donzela indefesa cujo cabelo azul parece um pinto visto de trás. Lyfia vira a representante de Odin depois que a Hilda se aposentou pro invalidez e foi ela quem realizou um ritual nupcial português de Valkyrie Profile para trazer os cavaleiros de ouro mortos para Asgard e obrigá-los a limpar a corrupção no seu país, já os Guerreiros-Deuses clássicos não vendem tantos bonequinhos quanto um dourado.

Cavaleiros de Ouro[editar]

Os dourados em formação de sentido, exibindo suas luxuosas armaduras divinas enquanto cantam o hino da Seleção da Grécia.

Doze sujeitos que aprenderam a dar golpes na velocidade da luz por volta dos 6 anos de idade e foram obrigados a fazer voto de castidade e intimados a passar o resto da vida protegendo umas ruínas antigas na Grécia, de onde a deusa Athena "protege a humanidade" de seus parentes misantropos.

  • Mu de Áries - Um tibetano andrógeno que é encarregado de consertar as armaduras dos parceiros nas horas vagas. Neste anime, ele se revela um sociopata e orquestra a morte de Milo e Máscara da Morte para se vingar deles terem publicado fotos intimas dele com ovelhas no RedTube, mas sem repartir o cache com ele. Seus golpes são se teleportar, criar janelas de vidro e cegar seus oponentes com Pó de Nescau.
  • Aldebaran de Touro - Um brasiliense brasileiro bombado e gigante pela própria natureza que entrou no exército de Athena pelo sistema de cotas. Na obra original, ele era frequentemente usado como saco de pancadas para hypar os vilões, mas aqui ele melhora e fica de chifre duro ao ver o Dohko sem camisa lutando na arena. Seu golpe é o Chifre Grande, onde ele fica parado de braços cruzados e faz um boi aparecer do nada e chifrar quem estiver na frente.
  • Saga de Gêmeos - Outro grego. Saga é um cavaleiro com problemas mentais que tinha inveja do Aiolos por este ser o queridinho do Kuramada. No manga ele estava possuído pelo Chupa-cu de Goianinha, que foi exorcizado quando Seiya acendeu um farolete na cara dele; já no anime inventaram que ele sofria de dupla personalidade e só se curou quando Seiya deu um soco no lado ruim do seu coração. Aqui, Saga é mais chamado de "o cavaleiro de ouro mais poderoso" do que pelo próprio nome, numa tentativa falha dos roteiristas em acabar com essa eterna discussão. Saga tem golpes parecidos com os do Mu, só que com um papel de parede preto que mostra planetas explodindo, além disso ele poder fazer lavagem cerebral no oponente.
  • Máscara da Morte de Câncer - Um italiano psicótico que adorava torturar almas de inocentes e decapitar pessoas para enfeitar a parede da casa, mas agora que virou a casaca, doa troco de pinga para orfanatos, ajuda idosos a atravessarem a rua, limpa estádios de futebol e bate palma pra médico. Segundo Andreas, ele é o dourado mais fraco da sua geração, para a tristeza de Aldebaran e Afrodite, que queriam ser os mais fracos. Seu golpe é o Dedo do ban, onde ele solta um raio ondular que leva a alma dos oponentes pro purgatório grego, mas não funciona se você souber rezar.
  • Shaka de Virgem - Um indiano loiro de olhos azuis que é dito ser o homem mais próximo de deus (sabe-se la qual deles). Passa metade do anime meditando numa caverna, até que Athena perde a paciência com ele e o faz vestir sua armadura para salvar Asgard. Seus golpes são ilusões apelonas com papeis de parede budista que, de tão nonsense que são, fritam o cérebro de qualquer um que tente achar alguma lógica naquilo, deixando a pobre vitima em estado vegetativo.
Imagens comparativas entre o Soul of Gold de Joss Whedon (cima) e o de Zack Snyder (baixo), enfatizando as diferenças criativas entre esses dois cineastas.
  • Dohko de Libra / Mestre Ancião - Um chinês de pele roxa que recebeu de Athena o dom da longevidade... para ele passar um século sentado numa pedra dura esperando lançar o OVA de Hades e ensinando o Shiryu a fazer a água da cachoeira correr de baixo para cima. Por aturar tediosa tarefa, ele ficou muito à vontade ao ser revivido e já foi encher a cara assim que ressuscitou. Seus golpes são os mesmos do Shiryu, só que com tigre no fundo ao invés de um lagarto dragão (apesar dele ainda gritar "Cólera do Dragão"); ele também tem varias armas, mas raramente as usa.
  • Milo de Escorpião - Mais um grego. Milo é o parceiro yaoi melhor amigo do Camus e não teve uma luta decente desde que transformou Hyoga num queijo suíço durante a Batalha das Doze Casas. Aqui não é diferente, já que ele pegou a mania do Aldebaran e foi cercado por Surtr, Sigmund e Camus, tendo que ser salvo pelo Saga. No fim, cometeu seppuku para ajudar a destruir as raízes. Seu golpe é colocar uma unha postiça que atira lasers indesviáveis que matam qualquer um depois de 15-hits.
  • Aiolos de Sagitário - Grego da Grécia greco-romana. É o cavaleiro do signo do autor, por isso é um dos mais fortes, era favorito para suceder o Grande Mestre e sua armadura vem com flechas infinitas (e nem precisava de asinha extra). Aiolos fura o terceiro olho do Andreas, mas cai dum penhasco e passa a maior parte da história hospitalizado, só aparecendo no final para ajudar os outros a vencer o chefão. Seu golpe é lançar flechas douradas e meteoros de pégaso amarelos.
  • Shura de Capricórnio - Um espanhol que acredita ser a encarnação do Rei Arthur. Ele entrou pro exército de Athena por não ter conseguido vaga de toureiro e luta soltando jatos de vento cortante pelo sovaco (ele jura que é uma espada invisível) que penetram até o (in)destrutível escudo do Shiryu. Shura exorciza os fantasmas de Seiya e dos outros, e depois morre tentando clocar juízo no rebelde Camus.
  • Camus de Aquário - Um francês tão frio quanto o Coração Gelado, mas que por dentro possui um coração de ouro... isso na obra original; aqui ele virou um cuzão que trai seus colegas por ter matado uma menina por acidente e ajuda os Guerreiros Deuses a matar Milo e Shura, mas depois vira um cão arrependido e volta pro lado do bem. Luta invocando uma mulher gigante que segura um ar condicionado disfarçada de vaso.
  • Afrodite de Peixes - Um sueco transexual que protege sua casa com um roseiral cheio de pesticida e luta jogando flores coloridas recheadas de afrodisíacos nos oponentes. Afrodite é o único cavaleiro a morrer antes de ganhar asinha e sua participação é de cerca de cinco minutos no máximo, mas ainda sim ele é mais útil aqui do que em todo a obra principal. Neste anime inventaram que ele fala com plantas, porque falar com peixe seria coerente demais.

Guerreiros Deuses[editar]

Como os japoneses odeiam a Saga de Asgard por dar muito destaque aos Guerreiros Deuses de lá, os vilões dessa versão mau tem história e personalidade, servindo apenas para perder lutas e mostrar como os Cavaleiros de Ouro são melhores que eles. De tão secundários que são, eles só aparecem por uns 5 segundos na abertura e nem conseguiram vaga no jogo "Alma dos Soldados", diferente dos Guerreiros Deuses da série clássica.

Nem mesmo fortalecidos com o pau-brasil e com esteroides do Andreas eles servem pra alguma coisa. Eles são:

Vilões coloridos genéricos criados por faxineiros da Toei Animation.
  • Frodi de Gullinbursti - Rival do Aiolia. Um amigo de infância da Lyfia que ficou revoltado quando viu que ela andava se esfregando em grego ateniense e decidiu matá-la para ganhar 10 minutos de fama no Brasil Urgente. Luta com uma espada e seu golpe é um "Relâmpago de Plasma" Azul.
  • Fafner de Nidhögg - Rival do Máscara da Morte, apesar de também enfrentar Mu e Afrodite. É o membro feioso e fraco do time, assim como Jamian de Corvo, Kasa de Lymnades e Zelos de Sapo. Luta com um chicote eletrocutado e solta macumba.
  • Heracles de Tanngrisnir - Rival do Aldebaran. O fortão do grupo cuja personalidade se resume em dizer que força é tudo, mas apesar disso leva a pior todas as vezes que cruza com o touro. Tem golpes parecido com o Dócrates, mas não foge da policia.
  • Surtr de Eikthyrnir - Rival do Camus. Um Isaak de Kraken que solta fogo e treinava com o Camus na Sibéria. Levava a irmã pequena para vê-lo treinar e se exibir, mas ela acabou morrendo numa avalanche e ele botou a culpa no Camus para faze-lo se voltar contra Athena.
  • Sigmund de Grani - "Rival" do Saga. Irmão do Siegfried de Dubhe que quer matar os cavaleiros de Athena para vingar a morte do irmão porque ninguém se deu ao trabalho de explicar que a Hilda virou uma doida psicopata depois que ganhou um anel de noivado do Julian Solo.
  • Utgarda de Garm - Um personagem misterioso envolvido em mistério. Na verdade é um einherjar da Seika que escondeu a lendária armadura de Odin no cu pro Loki não achar. Começa como rival do Dohko, mas depois se contenta com o Frodi mesmo.
  • Baldr de Hraesvelgr - Rival do Shaka. Uma versão paraguaia do virginiano que fez um pacto com Loki disfarçado de Odin para ser invulnerável, mas perdeu sua empatia e seu cachorro de estimação.

Outros[editar]

  • Andreas Lise (Rise?) - Um pallete-swap do Abel do terceiro filme que planeja plantar uma arvore de chakra da Kaguya Ootsutsuki para parir uma lança qualquer. Não importa quantos de seus aliados morram, ele fica sempre com aquela cara de corno manso dizendo que tudo está indo conforme o planejado e que sua vitoria é inevitável.
  • Loki - Deus da trapaça com poder apelão que possuiu o corpo de Andreas para conseguir a Gungnir e praticar maldades genéricas. Apesar disso, é enganado pelo Afrodite e derrotado quando todos os dourados se unem e começam a golpeá-lo impiedosamente com mensagens de auto-ajuda e dicas de superação, fazendo-o desaparecer de vez.
  • Helena - Figurante florista com três filhos pra sustentar que paquera o Máscara da Morte num episódio, mas é sequestrada pelo Fafner e morre ao ter seu mana sugado pelo malfeitor.

Ver também[editar]

Cavaleirospredef2.jpg