Olívio Dutra

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar


Olívio Dutra de Gaúcho Macanudo é um Cavaleiro do Brasil

Acompanhe a saga dos nossos poderosos heróis rumo à conquista do hexa!

Cavaleiros do Brasil.jpg
Olivio Dutra
Olivio curriculo.jpg
Olivius Dutris
34.º Presidente de Südregion
No cargo
1 de janeiro de 1999
– 1 de janeiro de 2003
Vice-presidente Tarso Genro
Primeira-dama Vera Guasso
Antecessor Antônio Britto
Sucessor Germano Rigotto
Pessoal
Nascimento 10 de junho de 1941
Bossoroca
Profissão Sindicalista
Partido PT

Cquote1.svg Você quis dizer: Seu Madruga Cquote2.svg
Google sobre Olívio Dutra
Cquote1.png Experimente também: Germano Rigotto Cquote2.png
Sugestão do Google para Olívio Dutra
Olívio Dutra foi o maior ditador da Südregion, enfrentou Don Lasier Martins na Batalha da Ford quando os Tucanos levaram a empresa pra Bahia e o grande empresário do ramo das uvas perdeu seu emprego na montadora, dividiu as terras com o MST e matou todos os opositores, Rigotto só se salvou porque estava no Acre.

História[editar]

Nascido em Bossoroca, Tarso Genro Olívio teve uma vida muito afamada, virou celebridade, ganhou aplausos do Gaúcho da Fronteira, ganhou vários prêmios de ouro, como a Foice de Ouro e outros prêmios internacionais. Ganhou o título de maior pessoa do mundo e recebeu vários títulos nobres, como Cavaleiros do Brasil na Categoria Ditador.

Candidatura[editar]

Foi prefeito de Porto Alegre e governou o Rio Grande do Sul, sempre atrasando tudo, talvez porque gosta de exibir que anda de bicicleta.

Perdedor[editar]

Olívio perdeu para Yeda Crusius no governo do Rio Grande do Sul em 2006, impedindo que fizesse cagada novamente. Passou os anos seguintes fazendo campanha para a Grecin, e palestrando sobre a relevância política do bigode na política brasileira. Em 2010, não quis ser candidato de nada, pois é muito mais divertido fazer churrasco e tomar chimarrão, enfim, gozar de uma aposentadoria tranquila, do que se estressar no governo do Estado. Para isso, apoiou Tarso Genro, seu discípulo político e bigodístico.

Ver também[editar]