Nos Tempos do Imperador

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Rede-GROBO.png PLIM! PLIM! Este artigo é uma coisa da Rede Globo de Manipulação! Esta página pode estar mencionando alguma novela clichê que sua mãe gosta, algum pseudo-ator rouaneteiro ou algum comunista de boteco que se diz jornalista. Para mais coisas relacionadas ao Projaquistão, clique aqui.
Nos Tempos do Imperador
Nos Tempos do Imperador.jpg
Logotipo da Abertura
Origem Bandeira do Brasil Brasil
Emissora Rede Globo
Autor Alessandro Marson e Thereza Falcão
Tema Segundo Reinado, Guerra do Paraguai, Escravidão no Brasil
PROTAGONISTAS
Artistas
  • Selton Mello
  • Mariana Ximenes
  • Letícia Sabatella
  • Alexandre Nero
  • Michel Gomes
  • Gabriela MedvhaheuaMedvedovski
  • Especiais
  • Viviane Pasmanter
  • Guilherme Piva
  • Outros 7920 figurantes
    PERSONAGENS
    Vilões
  • Tonico BRocha (Alexandre Nero)
  • Zayla (Heslaine Vieira)
  • Bonzinhos
  • Dom Pedro (Selton Mello)
  • Pilar (Gabriela Med... Aquela menina lá do sobrenome complicado)
  • Samuel(Michel Gomes)
  • Mais Idiota
  • Teresa Cristina (Letícia Sabatella)
  • Mais Esperto
  • Luísa (Mariana Ximenes)
  • NOVELA
    Maior Drama O Imperador Dom Pedro II quer comer a Condessa de Barral, mas sua esposa Imperatriz não deixa
    Mistério(s) Como o Quinzinho ficou tão burro?
    Moral Seja amigo do Imperador e terá tudo o que deseja
    Influência Novo Mundo
    Inspiração O Imperador Dom Pedro II se inspira em seu pai e em José Mayer



    Cquote1.svg Você quis dizer: Novo Mundo 2 Cquote2.svg
    Google sobre Nos Tempos do Imperador
    Cquote1.svg Você quis dizer: A Nova Onda do Imperador Cquote2.svg
    Google sobre Nos Tempos do Imperador
    Cquote1.png Experimente também: Império Cquote2.png
    Sugestão do Google para Nos Tempos do Imperador
    Cquote1.svg Vem aí a sequência de Novo Mundo! Você não pode perder! Cquote2.svg
    Globo tentando manipular você pra assistir essa novela
    Cquote1.svg Novo Mundo? Ah, a novela do Dom Pedro? Já esqueci Cquote2.svg
    Qualquer telespectador após ouvir a frase acima
    Cquote1.svg Ai, não acredito! Uma sequência de Novo Mundo! Mal posso esperar Cquote2.svg
    Fãs de Novo mundo sobre a novela
    Cquote1.svg Não acredito! Adiada de novo??? Pandemia desgraçada! Cquote2.svg
    o mesmo povo da frase acima sobre o milésimo adiamento de Nos Tempos do Imperador
    Cquote1.svg Essa novela é um desserviço! Além de deturpar a história, ainda distorce datas, personagens e fatos históricos!! Cquote2.svg
    Historiadores após a estreia de Nos Tempos do Imperador
    Cquote1.svg Quem está shippando Condedro??? Cquote2.svg
    Fernanda Gentil comentando a novela naquele programa que ninguém vê, o Se Joga
    Cquote1.svg EEEUUUU!!! Dom Pedro e a Condessa Luísa, que casalzão! E Selton e Mariana, que química Cquote2.svg
    Meia dúzia de fãs dos atores e críticos subornados pela Globo sobre o casal CondedroPedrisa
    Cquote1.svg Tadinha da Imperatriceeeehhh! Dom Pedro esquerdomacho malvado! Ela deveria arranjar um amante também! Cquote2.svg
    Qualquer um dos telespectadores dessa novela (0,00001% da população) sobre o drama da Imperatriz Chifruda
    Cquote1.svg Essa novela DESTRUIU Novo Mundo! Como Quinzinho, uma criança esperta, virou esse idiota? E cadê Anna e Joaquim? Por que mantiveram esses velhos sem graça e tiraram a Elvira? Cquote2.svg
    fãs de Novo Mundo depois de assistir os primeiros capítulos de Nos Tempos do Imperador
    Cquote1.svg Que novela chata! Melhor manter minha TV desligada, pra economizar energia que tá cara Cquote2.svg
    brasileiro comum sobre Nos Tempos do Imperador
    Cquote1.svg F#DEU! A novela já tá toda gravada! E agora? Cquote2.svg
    Globo ao se deparar com os péssimos índices de audiência desta trama

    Nos Tempos do Imperador é uma novela das 18h exibida pela Rede Globo de Manipulação. É escrita por dois ninguéns chamados Alessandro Marson e Thereza Falcão, cujo único grande feito foi ter escrito outra novela das seis chamada Novo Mundo, que sabe-se lá como fez sucesso em 2017. Deveria ter estreado em 30 de março de 2020, mas o vírus maldito fez com que a novela sofresse 4935 adiamentos, até finalmente estrear, no dia 9 de agosto de 2021. Com o seu fracasso e os 245 cortes sofridos, a novela pode terminar ainda neste ano (ou não).

    Sem-nops[editar]

    O triângulo principal da novela

    A novela retrata a bela jornada de Dom Pedro II, que em 1856, era um Imperador querido e amado pelos brasileiros, mas vivia infeliz por ter sido obrigado a casar com uma nobre baranga chamada Teresa Cristina e ainda fazer filhos nela, embora só as meninas tenham sobrevivido. Então, chega a Luísa, a Condessa de Barral, pra dar aulinhas às princesas e aí o imperador fica felizinho, porque se apaixona por ela, blá-blá-blá... Ao mesmo tempo, acompanhamos a comovente jornada de Pilar, que quer ser a primeira médica do Brasil, mas papai não deixa e quer que ela se case com o vilão da história, o Tonico BRocha. Ela foge e resolve chocar a sociedade brasileira ficando com um ex-escravo, Samuel (anteriormente conhecido como Jorge), em uma emocionante história de amor interracial, blá-blá-blá... Enfim, a Condessa acolhe Pilar e Samuel e decide ajudá-los a ficarem juntos, enquanto tenta educar as princesas e dar conta do fogo do Imperador, que... Já deu pra ver como essa novela é fraca, não? Se quiser continuar assistindo, o problema é seu!

    Personagens[editar]

    Nos Tempos do Imperador tem uma centena de personagens, o que já é demais para a cabeça do telespectador brasileiro, mas ainda assim, os autores pretendem colocar mais 39587 ao longo dos capítulos, principalmente quando a novela mudar de fase. E o povo que lute!

    Históricos:[editar]

    Condessa chocada com o fracasso da sua personagem
    • D. Pedro II (Interpretado pelo Chicó) - Imperador do Brasil e o segundo grande cagão da política nacional, é um FDP hipócrita e escroto, vive dizendo que nunca será igual ao papi, mas vive fazendo merda e traindo a Imperatriz com qualquer uma que lhe dê mole. Mas agora ele jura que tá apaixonado pela Condessa de Barral. Nunca ligou pras filhas, agora, usa as duas pra se aproximar ainda mais da Condessa. E adora encher a boca pra dizer que não é autoritário, respeita opiniões distintas e admira a Imperatriz, mas se alguém (especialmente Teresa) experimentar dizer um A que o contrarie, leva chumbo grosso. Teoricamente, deveria ser o mocinho, o herói admirado e desejado, mas por ser mais babaca que o D. Pedro da outra novela, conseguiu ser mais rejeitado que os vilões.
    • Luísa Margarida, a Condessa de Barral (Interpretada pela Ana Francisca) – Posa de mulher à frente do seu tempo, feminista, não deita pra macho, mas na primeira oportunidade, está lá, furando o olho da Imperatriz e dando pro marido dela. Isso por que é casada! E detalhe importante: diferentemente de Pedro e Teresa, Luísa pôde escolher seu marido! Todavia, ela descobriu tarde demais que seu esposinho Eugênio era um traste que só atrasava a vida dela. Foi contratada pra dar aulas às princesas, mas em toda cena da novela, tá lá, se agarrando com o Imperador, e ainda banca a desentendida quando tá diante da esposa dele. Diz que é abolicionista, mas só liberta seus escravos quando vai viajar e não precisa mais deles. Por essas e outras, a Condessa, que deveria ser a mocinha linda, cheirosa e perfeita, é fatalmente odiada por qualquer um que assiste a novela (e não é fã da sua intérprete) e ninguém shippa o casal que ela faz com Dom Pedro II (a tag é Pedrisa, mas não tem ninguém usando em rede social alguma), conseguindo ser mais rejeitada que a Domitila, pois esta era mais debochada, enquanto a Condessa é sonsa e falsiane.
    Imperatristi lamentando seu milésimo chifre
    • Imperatriz Teresa Cristina (Interpretada pela sem personagens marcantesLetícia Sabatella) – É considerada feia, mal vestida e baranga pelos outros personagens da novela, principalmente seu marido Dom Pedro II, mas isso não convence o público, afinal, Letícia Sabatella ainda dá um caldo, mesmo tendo uns 50 anos. Passa a novela toda chorando por ser feia e chifruda, pelo marido não querer saber dela, e isso é o suficiente para conquistar a empatia de vários telespectadores mal-amados, que se identificam por serem solitários, depressivos, feios, gordos e ignorados pelos crushes, além de fãs de Novo Mundo que gostavam da Imperatriz Leopoldina e estão carentes de uma nova imperatriz chifruda e sofredora para acolher. Ainda assim, a Globo vai forçar Teresa Cornistina como a vilã da novela, porque já deixou tudo gravado mesmo e não tem como mudar.
    • Princesa Isabel (Interpretada por uma pirralha aleatória na infância e por uma qualquer da Malhação na fase adulta) – A mais velha das princesas, a mais responsável, a mais puxa-saco do pai e da Condessa... Por aí já deu pra se ligar que é a mais chatinha. Seu momento de destaque até agora foi quando ela disse que gostava muito de califgrafia, porque aí ela poderia assinar documentos... Um spoiler nada sutil da Lei Áurea.
    • Princesa Leopoldina (Interpretada por uma atriz mirim aí na infância e por aquela Bruna Gri-pau na fase adulta) – A mais nova das princesas, a mais vida-loka, a que foge das aulas pra ficar correndo e brincando por aí. Sua única função na trama é ser aquela criança chata que pensa que é adulta e diz “verdades”. Se ela for assim quando crescer vai ser ainda mais irritante.
    • Duque de Caxias (Interpretado pelo Jackson Antunes) – Por enquanto, não tem muita função na novela, além de ser orelha do Dom Pedro II e da Imperatriz. Prefere ajudar a Imperatriz a separar Pedro da amante porque acha que esse caso dele com a Condessa pode atrapalhar o Brasil. Mas ele vai aparecer mais vezes, afinal, a novela promete retratar a Guerra do Paraguai.
    • Francisco Solano López (Interpretado pelo Josué de Império) – Futuro ditador paraguaio (sim, porque em 1856, o manda-chuva do Paraguai era seu papi), apareceu do nada no primeiro capítulo só pra fazer uma proposta sem noção pro Imperador brasileiro, tomar um fora histórico e ainda jurar vingança. Sabemos que essa vingança gerará consequências, que incluem a Guerra do Paraguai, mas a participação dele valeu pra deixar o Dom Pedro II chateadinho ("ele invadiu o Brasil! Isso não deve ser tolerado!") e dar as suas lacradas:


    Cquote1.svg O Brasil jamais se curvará a um ditador! Cquote2.svg
    Dom Pedro II mostrando sua outra vocação: comediante


    Outros personagens históricos estão previstos para aparecer, a maioria em participações especiais de 1 segundo.

    Inventados:[editar]

    Jorge disfarçado de Samuel... Ou será o contrário?
    • JorgeSamuel (Interpretado por um ex-figurante de 3%) – era escravo na fazenda do Coronel BRocha, se meteu numa revolta pra tentar achar sua irmã, quando se meteu em encrenca e acabou sendo incriminado pela morte do véio (que por acaso, era seu pai). Como nesse país, o negro sempre acaba sendo acusado de crime, mesmo quando é inocente, Jorginho deu no pé e para a sua sorte, foi acolhido pela Condessa, que lhe deu novo nome, Samuel, e o ajudou a fugir. Mas no meio do caminho, ele se apaixonou por ela, a futura primeira médica do Brasil, Pilar, que salvou a sua vida e roubou seu coração. Por ela, Samuel corre pelas ruas atrás de qualquer dama de vestido amarelo, quase vai preso, faz serenata e até acusa seus irmãos da Pequena África de racismo reverso por não deixar sua branquinha morar perto dele. Isso é que é amor!
    Pilar ao ver que outra foi a primeira médica do Brasil antes dela
    • Maria do Pilar Cavalcanti Mendes (Interpretada pela Keyla da Malhação) – Uma patricinha do Recôncavo que tem como principal meta de vida ser a primeira médica do Brasil. Para isso, Pilar está disposta a tudo: desde fugir de casa sozinha num navio rumo a Salvador a obrigar Dom Pedro II a obrigar o pessoal da faculdade a aceitá-la no curso, passando por fazer cosplayer de escrava pra irritar seu papi e seu noivinho Tonico e lacrar dizendo “ain, estou sendo vendida”, e colocar uma pobre escrava para se vestir de noiva e “casar” com seu prometido Tonico em seu lugar (sem se importar se ela poderia ser morta depois) e abandonar completamente a irmã mais nova, Dolores (sem se importar se ela não iria ser duramente castigada por ter acobertado a irmã sem noção). Consegue fugir pro Rio de Janeiro, e lá ela recebe o apoio da Condessa (sempre ela), que lhe dá o emprego de babá de seu único filho Dominique e lhe orienta a fazer o curso de parto (permitido pras mulheres da época), mas Pilarzinha acha que tudo isso é pouco pra ela, a única coisa que ela faz na novela é bater perna atrás do Samuel, o rapaz que ela salvou da morte e virou sua paixão. E o pequeno Dominique, de quem ela deveria cuidar, fica nas costas da empregada Justina, já que a mãe tá ocupada demais dando pro Imperador. É a mocinha jovem mais retardada e patética dos últimos tempos, já que sua principal característica é ser uma patricinha mimada e irritante que chega ao cúmulo de ter ciúmes de uma criança.
    • Tonico BRocha (Interpretado pelo Comendador Zé Alfredo) – Representa os políticos escravocratas que Dom Pedro II e os abolicionistas tiveram que enfrentar ao longo do século XIX (e também os políticos de direita atuais): é burro, mal sabe ler, comprou diploma de doutor, só quer saber de farra e putaria e usa de chantagem e manipulação de votos pra ser eleito deputado pelo Recôncavo. Mas como Dom Pedro II é odiado pelos telespectadores, especialmente os lacradores twitteiros, Tonico acabou ganhando simpatia, afinal, ele deu uma surra no Imperador quando ambos eram moleques. Estava prometido pra se casar com Pilar, mas após a fuga dela, jurou vingança, assim como jurou se vingar de Jorge (a.k.a. Samuel), o escravo que ele acha que matou seu pai.
    • Zayla (Interpretada por uma garota aí na infância e pela Ellen da Malhação na fase adulta) – A personagem mais problemática da novela, criada unicamente para mostrar que as crianças negras não são de confiança e são precoces sexualmente. Tem só 12 anos, mas já dá em cima do Samuel e jura que ele também é a fim dela (mesmo ele tendo o dobro da sua idade), armando mil e uma situações para afastá-lo de Pilar... OK que ela vai crescer, ficar gostosa e talvez aí esse triângulo faça algum sentido, mas agora, na primeira fase, só consegue ser nojento, ou traduzindo pro internetês, cringe.
    • Dolores (Interpretada por um clone da Benê da Malhação na infância e pela própria Benê da Malhação na fase adulta) – Irmã mais nova de Pilar, é a única pessoa do mundo que gosta verdadeiramente dela e tem esperanças de revê-la desde que Pilar fugiu do casório com Tonico. Por ser branca, tem o direito de ser pura e ingênua, as únicas coisas que ela faz até agora são rezar por Pilar, mexer nas coisas de Pilar e sonhar que Pilar voltou pra ficar com ela.

    Os outros são personagens inúteis que só servem pra encher linguiça ou irritar o telespectador, como aquele casal de caipiras que apareceu do nada, ou fazer referências vagas a coisas realmente históricas, como o núcleo da Pequena África.

    Ex-Novo Mundos:[editar]

    Sim, eles estão de volta!
    • Quinzinho (Interpretado por Augusto Madeira) – Filho do fuckin Joaquim com a fuckin Elvira Matamouros, era aquela criança que passou a maior parte da novela anterior muda. Agora, mais velho (e bota velho nisso), é um pateta que fica aturando uma dupla de idosos picaretas, nada mais, nada menos que Germana e Licurgo. Seu maior objetivo de vida é montar um cassino, e para isso, ele está disposto a tudo, inclusive a dar um golpe em uma carrada de gente, que inclui o Imperador e sua própria irmã Vitória. É casado com Clemência (a Lorraine de Império), que passa a novela toda reclamando de ter escolhido esse homem como esposo. Ainda assim, essa criatura tem dois filhos com ele.
    • Germana e Licurgo (Interpretados por Viviane Pasmanter e Guilherme Piva) – Casal de velhinhos decrépitos, em avançado estágio de decomposição, mesmo que aparentem estar vivos, se comportam como zumbis assassinos e só falam em matar. Os autores dizem que foi o sucesso deles que os fizeram escrever uma sequência para Novo Mundo, mas a verdade é que ninguém pediu uma sequência de Novo Mundo, muito menos que esses dois aparecessem de novo.

    Trilha sonora[editar]

    • Primeira novela da emissora que não vai mais ter trilha em CD, pois a Globo fez a bosta de vender a Som Livre à Sony Music em abril de 2021. As músicas que fazem parte da novela são só estas:
    1. Cais - Bituca (a abertura dessa bagaça)
    2. Sabiá - Elis, Essa Mulher (o teminha de amor dos protagonistas)
    3. Amor - Nação Zumbi e Ney Metogrosso no cu
    4. Era Pra Ser sexo - Adriana Gafanhotto
    5. Eu Sei Que Vou te Estuprar - Jobim
    6. Crossroads Blues - Jake Matson (tema de Tonico BRocha)
    7. Odekomorodé - A Marrom e Grupo Ofá (a música de macumba da novela)

    Letra da abertura[editar]

    Para quem quer se soltar
    Invento o cais
    Invento mais que a solidão me dá
    Invento Lua nova a clarear
    Invento o amor
    E sei a dor de encontrar

    Eu queria ser feliz
    Invento o mar
    Invento em mim o sonhador

    Para quem quer me seguir
    Eu quero mais
    Tenho o caminho do que sempre quis
    E um saveiro pronto pra partir
    Invento o cais
    E sei a vez de me lançar

    Eu queria ser feliz
    Invento o mar
    Invento em mim o sonhador…

    Curiosidades[editar]

    D. Pedro II nos tempos em que ele era o Imperador
    • Essa novela conseguiu desagradar a todos os que tentaram assistir mais de um capítulo, especialmente historiadores, professores de história, vestibulandos que pretendem fazer o ENEM, militantes do movimento negro, monarquistas, esquerdistas, estudantes de medicina e noveleiros em geral.
    • O resultado é claro: a audiência, que já não era nada boa, só caiu com o passar dos dias. Apesar disso, a Globo segue otimista de que na segunda fase, com algumas mudanças no elenco, o público volte a ver a novela (iludidos...).
    • Todos os personagens principais legais de Novo Mundo morreram: Leopoldina morreu de tristeza aos 29 anos, Dom Pedro I morreu de AIDS aos 36, Anna e Joaquim morreram de velhice aos 27 anos e só a Domitila tá viva, mas não vai aparecer na novela porque não tem nada a ver com a trama (mas vai que os autores mudam de ideia).
    • A novela, que deveria ter estreado lá em março de 2020, foi adiada e ainda assim, os autores e a direção mantiveram uma carrada de erros, gafes e outras idiotices que estão fazendo Nos Tempos do Imperador ser alvo de memes e textões repletos de críticas.
    • A Globo deveria entender que novela totalmente gravada antes de estrear não dá audiência. Essa experiência ela teve há 30 anos, com "Salomé" (1991), que também foi toda gravada antes da estreia e a Globo tomou no cu até sair pela boca por causa da baixa audiência, levando a interrupção de novelas de época até 1999.


    CounterZero.gifCounterZero.gifCounterZero.gifCounter5.gifCounter7.gifCounter3.gifCounter2.gif
    Este é o número de vezes que D. Pedro II tenta encoxar a Condessa de Barral enquanto você lê esse artigo