Movimento Brasil Escravo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar



Movimento Bumbum Livre
MBLDB.jpg
Virando a casaca desde 2014
Fundação 1 de Novembro de 2014
Ideologia Direita Nutella
Espectro
político
Centrão Direita
Membros notáveis Kim Katapiroca, Arthur Amoêdo do Pau e Renan Nada Santos
Afiliação MDB
DEMONcratas
Patriota
Site mbl.orgia.br
Fernando Holiday fazendo cosplay de capitão do mato
É por isso que o Alexandre Frota quer tanto ser reconhecido como fundador do MBL.
Fernando Holiday protegendo a Casa Grande

Cquote1.svg Você quis dizer: Corrupção Brasileira Memes Cquote2.svg
Google sobre Movimento Brasil Livre
Cquote1.svg Você quis dizer: PSDB para adolescentes que usam foto de anime no perfil Cquote2.svg
Google sobre Movimento Brasil Livre
Cquote1.svg Você quis dizer: Movimento que usa página de memes pra manipulação política Cquote2.svg
Google sobre Movimento Brasil Livre
Cquote1.svg Você quis dizer: Movimento De Babacas Lesados Cquote2.svg
Google sobre Movimento Brasil Livre
Cquote1.svg Vai pra Cuba! Lá tem comunismo! Cquote2.svg
MBL sobre você
Cquote1.svg Ah é! Então vai pra Somália, lá tem estado mínimo!! Cquote2.svg
Comunista

O Movimento Brasil Livre, também conhecido pelos codinomes de Movimento Bundinhas Livres, Movimento Bastardos Liberais, Movimento Brasil Escravo, Movimento Bundalelê Livre, Movimento Benga Livre, Máfia da Boca Livre, Minerando Bitcoins Levados ou Movimento das Bichinhas Livres é um grupo humorístico de Stand-Up Comedy voltado a escrachar e esculachar com o ativismo político tupiniquim criado por Alexandre Frota.[1]

Tem como seus principais baluartes Kim Kata 1 Guri, Fernando não curto afeminados Feriado, o cara do Mamãe Falhei e até mesmo um zé ninguém do Bonde do Rolê (sic), sendo um grupo financiado pela Folha dupla-face, pelas Organizações Globo e por outros picaretas da alta roda da mídia tupiniquim para representar um ativismo burro e sem noção estrategicamente colocado em contraponto aos seguidores da religião do Lulismo com o fim de garantir um faturamento maior em favor de tais magnatas às expensas da alienação política do brasileiro médio.

Se o MBL é apartidário e contra a corrupção, que porra ele tá fazendo com essa manada de parlamentares corruptos?

História[editar]

O movimento surgiu em conjunto com as manifestações do protesto dos 20 centavos em São Paulo, onde se reivindicava que a prefeitura não autorizasse o aumento da tarifa, ainda que a custo dos vultosos subsídios destinados às operações da máfia do busão, cujo modus operandi lembra em muito o das escolas de Samba, onde se destinam recursos estatais para grupos mafiosos que em meio a trocentas contravenções, fazem a subcontabilização da grana.

Em meio a isso, se mostrou a oportunidade de destacar um grupo de moleques em contraponto direto ao governo da Dilmona Preposta (títere do molusco que se acha o dono do Brasil) e que tem a finalidade de desestabilizar o jogo político ao tentar dar algum fôlego para os cuzões do PMDB, que desde antes dos tempos de FHC estavam com saudade da cadeira presidencial pra fazerem seus desmandos por decreto, digo, por medida provisória.

Aproveitando-se do fato que os lulistas se agarraram no discurso chato de nacionalismo, entreguismo e anti-liberalismo no sentido econômico, se posicionaram a coisas completamente opostas e fora do contexto de "problemas reais" em forma de populismo como "lutar" contra a putaria (eles querem que você pare de ver hentai), diversidade sexual (seu pai não vai poder mais fazer troca-troca escondido), diversidade de crenças (adeus RPG, rock e Assassins Creed), e impor todo tipo de proibição tosca que país de terceiro mundo tem.

No fim das contas, acabaram sendo apadrinhados pelo PSDB, PMDB e inclusive pelo PSC, deixando o lado "apartidário" e conquistando cada vez mais cargos públicos, não muito diferente de seus rivais do PT e muito menos de você.

Eleições 2018[editar]

Nas eleições presidenciais do Brasil em 2018, Kim Katacoquinho se candidatou a deputado federal pelo partido Demôniocratas e Arthur do Pau deputado estadual de São Paulo pelo mesmo partido. Os dois ganharam e pra ganhar popularidade, fingiram apoiar Jair Bolsonaro.

Pós-eleição 2018[editar]

Quando assumiram seus cargos de dePUTAdos, Kim e Arthur resolveu virar a casaca e se tornaram militantes Anti-Bolsonaro. Eles adoram falar que todo mundo que apoia Bolsonaro ou qualquer outro político é automaticamente gado. No entanto, eles também são políticos e eles não detonam quem fica "passando pano" ou "idolatrando" eles. Enfim, a hipocrisia.

Eleições 2020[editar]

Nas eleições municipandemiais de 2020, Arthur do Pau anunciou sua candidatura à prefeitura do Tucanistão. Felizmente, perdeu no primeiro turno, tendo menos votos que o Celso Muçulmano.

Notas

Nuvola apps atlantik.png Coloque mais dados aqui. Movimento Brasil Livre merece!

Aqui poderiam estar mais dados relevantes ao invés dessa merda.
Esclareça os fatos, melhore a redação e assim salve uma alma do purgatório.
Seja útil uma vez na vida e contribua para este artigo ou seção melhorar: edite-a

Putin Gay.jpg Este artigo trata de uma personalidade mortalmente,
putaqueparivelmente e filhadaputamente odiada!
Isso não deve ser digno(a) nem da merda que caga!

Conheça outros filhos da puta clicando aqui.