Michelle Bolsonaro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar


Icon tools.svg Michelle Bolsonaro
Vadia-mor do Brasil e Cuidadora de Idosos

Micheque.jpg

Gostosinha
Lema Cheques e sexo
O que faz Dá o cu,desvia dinheiro e se prostitui por x-burguer
Utilidade Baixo, ruim, pobre...
Popularidade Odiado
Salário Alto
Empresa Rachid & Cheques LTDA.
Sindicato Nenhum
Profissionais Ilustres
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Damares Alves
Ex-Profissionais Marcela Temer
Na ficção Honesta e santa
Animal Vaca
Planta Sexo oral na goiabeira de Damares
Padrinho da Profissão
Male Icon.png
Flávio Bolsonaro
Madrinha da Profissão
Female Icon.png
Christiane Brasil

Cquote1.svg Você quis dizer: Micheque Cquote2.svg
Google sobre Michelle Bolsonaro

Cquote1.svg Você quis dizer: Madame Hitler Cquote2.svg
Google sobre Michelle Bolsonaro

Cquote1.svg Você quis dizer: Gostosinha Cquote2.svg
Google sobre Michelle Bolsonaro

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Paola Rey Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Michelle Bolsonaro

Cquote1.svg Ela troca a minha fralda todas as manhãs! Cquote2.svg
Jair Bolsonaro sobre Michelle Bolsonaro

Cquote1.svg Já Comi! Cquote2.svg
José Serra sobre Michelle Bolsonaro

Cquote1.svg Falta coragem pra matar esse maridinho dela! Cquote2.svg
Flordelis sobre Michelle Bolsonaro

Cquote1.svg Isso Flordelis!! Você era onde eu queria chegar,mas não consegui! Cquote2.svg
Carminha sobre Citação acima

Cquote1.svg Uma gostosa! Cquote2.svg
Damares sobre Michelle Bolsonaro

Cquote1.svg A solução pro Brasil era vender ela pros árabes! Cquote2.svg
Seu zé da padaria sobre Michelle Bolsonaro

Cquote1.svg Não vejo nada demais nela Cquote2.svg
Clodovil sobre Michelle Bolsonaro

Cquote1.svg Chupava,foda-se Cquote2.svg
Picolé da Kibon sobre Michelle Bolsonaro

Cquote1.svg Ela é macista pq se envolve com um e gosta disso!!! Cquote2.svg
Jean Whylls sobre Michelle Bolsonaro

Cquote1.svg Estou vendo todo mundo chamando ela de linda,de gostosa. Ela só é BRANCA E LOIRA. Idolatrada por ser branca,magra,loira e padrão. Se fosse negra e favelada ninguém ia achar “gostosa” Cquote2.svg
Militante do Quebrando Tabu sobre Michelle Bolsonaro

Cquote1.svg Acho aquela Rebeca Andrade uma gostosa Cquote2.svg
Fernando Haddad sobre Comentário acima

Cquote1.svg Hiperssexualização do negro!!! Racista e machista!!! Cquote2.svg
Militante do Quebrando o Tabu sobre Comentário acima

Cquote1.svg Mas e os 89 mil que Michelle recebeu de Fabrício Queiroz?? Cquote2.svg
William Bonner sobre Michelle Bolsonaro

Cquote1.svg Cuida da tua vida,vai comer tua Fátima bernardes! Cquote2.svg
Michelle Bolsonaro sobre Citação acima

Cquote1.svg Cala a boca,piranha!Eu não namoro mais com o Bonner e tenho outro namorado Cquote2.svg
Fátima Bernardes sobre Ataque de Michelle a Bonner

Cquote1.svg Ai,mas eu iria adorar que o Bonner comesse eu e a Fafá. Esse tesudo Cquote2.svg
Namorado de Fátima Bernardes

Cquote1.svg PAROU!!!!!!! Não sei de nada disso,tô trabalhando no meu laranjal aqui de boa,porra! Cquote2.svg
Fabrício Queiroz sobre 89 mil reais

Cquote1.svg Acabou a putaria! Vamos começar esse artigo! Cquote2.svg
Agente descíclope sobre Treta acima

Biografia[editar]

Natural de Ceilândia, região atualmente desconhecida e inóspita do Distrito Federal(Antro dos Criminosos) concluiu seus estudos em escola pública e trabalhou como secretária parlamentar entre 2004 e 2008 na Câmara dos DePUTos, onde SUPOSTAMENTE conheceu seu futuro marido, Jair Da Bosta, tornando-se sua 5ª esposa. De origem duvidosa já com uma filha, Letícia, casou-se em 2007 com o então dePUTO federal, com quem teve outra filha, Laura.(aprendiz de miliciano). Membro da Igreja Batista Atitude,é defensora de causas sociais relacionadas a pessoas com perversão sexual,lavagem de dinheiro e uso de cheque para pagamentos.

Michelle tornou-se a primeira vadia-mor brasileira a discursar no pleito do Palácio durante uma posse presidencial. No seu discurso(de merda) ,exaltou a corrupção por meio dos cheques,o sexo anal,o enfiamento de salsichas no ânus,a importância do aliciamento de menores e do sexo sem camisinha. Também reiterou a conduta da Moral e Bons Costumes,alegando que esta deveria ser ressignificada. Ao final do discurso,propôs uma suruba com Flordelis e Fabrício Queiroz. Ela, que faz parte do Ministério das Vagabas e das Vadias onde atuava como vadia-mor, discursou na linguagem prostituística.

No tradicional pronunciamento do presidento,Jair da Bosta ,na véspera de comer Peru na noite do dia 24 de dezembro de 2019, pela primeira vez na história uma primeira-vadia-mor fala à nação ao lado do presidento em rede nacional de rádio e televisão. Michelle, que vestia uma camisa vermelha com o nome "Jesus",(em homenagem ao comunismo),desejou um natal abençoado para todos os brasileiros e destacou que "juntos, com amor e dedicação, podemos construir um Brasil mais justo, mais inclusivo e mais solidário para todos,com o estímulo da perversão sexual"[carece de fontes]

Nascida no Antro de Perdição de Ceilândia,uma região falida e desconhecida do Distrito Federal(mais conhecido como reduto corruptivo), Michelle de Paula é filha de Maria das Graças Firmo Ferreira e de Vicente de Paulo Reinaldo. O pai, natural de Cratéus, no Ceará ,um motorista de ônibus aposentado, cujo apelido “Paulo Negrão Vou Comer Seu Cu Que nem o Kid Bengala” tornou-se notório nacionalmente através do uso em discursos por parte de Jair da Bosta para defender-se de acusações de racismo.[carece de fontes]

Já a mãe de Michelle é natural de uma cidade desconhecida de Minas Gerais. Os pais de Michelle foram morar na capital do país na década de 1970 e se separaram quando ela ainda era criança,razão pela qual Michelle fugiu de casa,foi morar na zona e se tornou uma prostituta. Foi na zona também que Jair da Bosta a conheceu,já que ele era broxa e nenhuma mulher gostava de dar o cu pra ele,então passou a trair sua até então esposa,Andreia Bolsonaro,com Michelle. Ele sempre pagava ela com cheques no valor de R$8.900,00

Com o tempo,Michelle juntou um dinheiro e pensou em largar o seu trabalho,mas ela acabou se “”apaixonando”” por Jair da Bosta. Na verdade,ela queria que ele desse mais dinheiro dele. Foi quando deu o golpe do baú e engravidou da filha,Laura. Assim,obrigou Bolsonaro a casar com ela para manter a Moral e os Bons Costumes.

Campanha de Bolsonaro[editar]

Durante a campanha de Jair Bolsonaro,Michelle o ajudou aliciando menores para propagarem fake news nas comunidades,para garantir votos para o puto.

Depois disso,Bolsonaro a “recompensava” comendo ela com seu pênis de 12 cm com 3 comprimidos de Viagra. É importante salientar que durante o sexo do casal eles usavam leite condensado,fato pela qual o presidente adquiriu 15 milhões(cerca de 2.500.000 de latinhas de 500ml) para eles usarem no ato libidinoso deles.

Durante a campanha,Michelle convencia as suas ex-amigas prostitutas a fazerem o mesmo,votarem no presidenciável. Ela era conhecida no meio vagabundício.

Quando Jair da Bosta foi eleito,Michelle se tornou Ministra das Vagabundas e Vadias,para homenagear sua trajetória enquanto mulher.

Mas,Bolsonaro parou de dar no couro,devido ao abuso do medicamento hidroxicloroquina,que dava falta de ereção.

Logo após a eleição,Michelle teve uma ideia indecente.

O cheque de 89 mil reais[editar]

O fato mais polêmico da vida de Michelle Bolsonaro são os cheques depositados em nome de Fabrício Queiroz na conta da vadia-mor no valor de R$89.000,00(oitenta e nove mil reais)

Muitas discussões foram levantadas,mas nunca ninguém havia descoberto a verdade.

Até que finalmente a jornalista Rachel Sheherazade conseguiu colocar todos os “pingos nos is”.

Ela descobriu que Michelle estava traindo Jair da Bosta com Fabrício Queiroz. O motivo era que o pênis de Jair da Bosta era de 12 cm,e o do laranja era de 23 cm. Fora que com o abuso da substância ilícita hidroxicloroquina,Bolsonaro parou de dar no couro da vadia-mor da república.

Logo,os cheques eram os pagamentos pelo aluguel da bucetinha de Michelle Bolsonaro.

A esposa do Fabrício Queiroz também chegou a depositar cheques na conta da vadia-mor da República,já que teve relações lésbicas com ela.

Campanha : Cheque & Mate[editar]

Foto divulgada para a campanha

Junto com a deputada Flordelis, Michelle Bolsonaro lançou a campanha Cheque & Mate,que consistia em ampliar o reduto das prostitutas no Brasil.

Michelle entraria com a parte dos cheques,e Flordelis na hora de matar homens,especificamente. A campanha serviria para prostitutas que quisessem matar seus clientes,mas antes dessem um golpe com cheques de pelo menos R$89.000,00.

A campanha foi um sucesso e foi apoiada pelo Partido da Mulher Brasileira(PMDB).

Feitos como Vadia-Mor[editar]

  • Ampliou o número de prostitutas no Brasil;
  • Vendeu Jequiti;
  • Lucrou mais de R$89.000,00 para os cofres públicos com a venda de sua bucetinha
  • Desviou 15 milhões junto com o marido,Bolsonaro,para usarem no sexo.
  • Traiu Bolsonaro com Fabrício Queiroz;
  • Deu uns pegas em Janaina Paschoal;
  • Criou o Partido da Mulher Brasileira(PMDB);
  • Criou o Projeto N°1244/23,junto com o presidente Bolsonaro,que planejava que o presidente zerasse o Córigo Penal;
  • Fez o discurso em libra;
  • Revogou a legislação dos crimes hediondos contra as prostitutas;
  • Participou de motociata;
  • Fez a campanha Cheque & Mate,junto com a deputada Flordelis
  • Processou a Fátima Bernardes por injúria;
  • Preparou um tônico com Cloroquina e Leite Condensado;

Projeto de Lei N°1298/21[editar]

Sancionado pelas deputadas Gleisi Hoffman(PT-RS), Carla Zambelli(PSL-SP) e Renata Abreu(PODEMOS-SP), o texto pretende vender Michelle Bolsonaro para um sheik árabe chamado Muhammed Khali,no valor de U$$89.000.000.000 de dólares. Segundo as deputadas,uma de extrema direita,uma de centro e outra de extrema-esquerda,ambas estudaram a fundo a situação econômica do Brasil,e essa é a solução mais plausível.

O texto será posto em votação no plenário pelo atual presidente da câmara, Arthur Lira,ainda este ano.


Veja também[editar]

Precedido por
Marcela Temer
O satanas da minha sogra.jpg
Primeira-dama do Brasil

20192022?
Sucedido por
Alexandre de Moraes