Metalder

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Liveman00.jpg Tokusatsu!!!

Este é um artigo dos heróis da terra do sol nascente!
E aprendeu inglês com os Cybercops.
Se bagunça-lo, os gaoranger vão te banir.

Frank2.gif Este artigo é sobre uma MÁQUINA!

Ela sabe brincar, pular, cantar, destruir, esmagar e, no futuro, vai escravizar a humanidade e dominar o mundo. Então, cuide muito bem dela e não vandalize este artigo!


Metalder é adepto da técnica do Arm-Fall-Off-Boy da DC Comics.

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Jiban que deu errado Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Metalder

Metalder ou Choujinki Metalder (超人機メタルダー 'Chōjinki Metarudā', traduzido como Super Humano Máquina Metalder, e lançado no Brasil sob o título de Metalder, o Homem Máquina, já que brasileiro adora adaptar uma tradução sem motivo) é o mais Metal Hero de todos os Metal Heroes, já que é o único que realmente é todo feito de metal, não tendo absolutamente nada de humano naquela carcaça toda. Esse seriado produzido pela Estloguei, digo, Toei Company, foi exibido originalmente entre 16 de março de 1987 e 17 de janeiro de 1988 pela TV Asahi, totalizando 39 episódios. Já no Brasil curiosamente não passou na Manchete, tal qual uns Metal Heroes mais velhões, passando então na Band de 2 de abril a 21 de dezembro de 1990, e depois, de maneira pirata, pela Globo no programa Angel Mix, num mashup cagado com Spielvan e Shaider chamado VR Troopers (cortesia do Haim Saban, sempre ele...).

Enredo escrito por um robô com paralisia nas juntas[editar]

Durante a 2ª Guerra Mundial, um cientista maluco chamado Ryuuichirou Koga fez um androide doido chamado Metalder, e o deixa inativo para ser uma arma secreta durante a Guerra do Pacífico contra os ianques. Porém depois que o Japão tomou duas biribinhas em Hiroshima e em Nagasaki fortes o suficiente para fazer geral virar mancha no chão da cidade, o doutor, que queria homenagear seu finado filhote Tatsuo Koga fazendo aquele robozinho (ou seja, pqp, o filho dele tinha cara de lata!), acaba deixando o robô lá inativo escondido numa montanha.

Só que em 1987 um tal de Império Neroz, formado de um monte de monstrengos típicos desse tipo de seriado advindos da puta que pariu, começam a destruir a Pedreira da Toei sem parar. Desesperado, o cientista vai e liga o robozinho para combater os monstrengos, mas morre sem dar muitas instruções pra ele, que no processo até troca de nome civil pra Hideki Kondo quando ele se disfarça de humano. E a falta de instruções explica porque ele toma um pau de cara de um ser genérico de nome Arthur. Arthur. ARTHUR!

Mas com o passar do tempo, e conhecendo uns humanos como Maya Aoki e Satoru Kinta, além de uns desertores dos Neroz e um cão robô chamado Rush Springer, começa a organizar-se para derrotar todos os compinchas do Imperador Neroz, e já no penúltimo episódio ele manda o cuzão pro quinto dos infernos, porém acaba tendo seu dispositivo de mudar de forma danificado, e aí ele acaba destruindo essa porra de vez, "morrendo", porém passando bem, já que só sua "alma" humana morre no processo, e ele vira só um robô imprestável qualquer.

Recepção[editar]

Dizem que os japas ficaram assustadinhos com algumas cenas de violência da série, como se essa turma tivesse alguma noção e moral para choramingar sobre isso, já que assistem coisas como Cavaleiros do Zodíaco, em que arrancam orelhas a torto e a direito sem o menor pudor e ninguém fala porra nenhuma.

Juspion20820(L).jpg

Metal Hero

Lista de séries Metal Hero. Não confundam com esses VR Troopers ou com os Cybercops ou o Dokusai irá te pegar!

Anos 80
Gyaban | Sharivan | Shaider | Jaspion | Jaspion 2 Spielvan | Metalder | Jiraiya | Jiban
Anos 90
Winspector | Solbrain | Exceedraft | Janperson | Blue Swat | B-Fighter | B-Fighter Kabuto | Kabutack | Robotack