Matt Miller

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Hitler curtindo um som do Fresno. Matt Miller é emo.

Se você não respeitá-lo(a), um deles chamará o Adolfinho para lhe transformar em purpurina.

Cquote1.svg Filho da puta! Cquote2.svg
Kinzie sobre Matt Miller
Cquote1.svg Troll7.gif Cquote2.svg
Matt Miller sobre ser o único líder vivo

Matt Miller é o líder emo dos Deckers, e como Phillipe Loren, Killbane, Viola, e Kiki DeWynter, ele é membro de alta classe do Fã-Clube do Justin Bieber Sindicato. Como não é rico sem contar seus hacks que o deixam rico ou até mesmo forte, ele é muito bom em hackear, e é também um trollador, assim como já trollou o (avião do) protagonista e trollou os seus miguxos do Sindicato e seus miguxos e escravos sexuais dos Deckers.

Matt Miller é já admitiu que ele é emo no jogo e ele tem medo de armas, e não quer ser morto por ninguém, nem mesmo pelo protagonista. Matt adora tecnologia o Justin Bieber, tanto que ele até tem todas as músicas dele e um traje rosa. Matt é descrito como um filho da puta deus da Internet, mas como qualquer "fodão" da internet, não é nada menos que um mero inseto na vida real.

Com seu cabelo que trata várias horas por dia, pele branca pastosa e roupas escuras e gays, as vezes, ele quer esconder sua aparência emo e gay, dizendo que ele é gótico e punk para tentar agradar seu miguxo Killbane. Matt e os Deckers são gangue de gays gênios do computador, mas individualmente eles são mais fracos que os Luchadores, que usam anabolizantes e a Morning Star, que adoram comer crianças e seguir o Stalin. O Matt Miller era muito fã do filme do Tron e criou as roupas para plagiar o filme.

Matt no jogo[editar]

Matt Miller conversando com seus miguxos no seu Twitter.

No início de Saints Row: The Third, Matt Miller ainda é a o líder dos Deckers, e ele começou a trollar os 3rd Street Saints quando eles não tem dinheiro quando chegam em Steelport, devido a uma ordem do comunista Phillipe Loren solicitando Matt para zerar a conta dos Saints e "deixá-los com nada.

Ele trollou novamente os Saints fazendo o avião do protagonista quebrar quando Shaundi ia atirar um tiro de bazuca no carro de Eddie Killbane. Após a morte de Phillipe Loren, Killbane assume o controle total do Sindicato e deixa todos tirando ele perplexos. Ninguém gostava do Chris Killbane e Kiki DeWynter acabou falecendo porque ela chamou o Killbane de Eddie. Matt começa a fazer chiliques quando Kiki morre e logo fica com medo de participar daquilo. Durante uma missão, Matt chama o protagonista de filho da puta e se oferece para comprar de volta as putas que os Saints tinha roubado a Morning Star. Matt logo tem o plano de usar uma cadeira hacker super avançada e um supercomputador potente que a STAG tinha, porém não usava por só terem gente burra naquilo, mas perde tanto a cadeira e o computador e Matt desafia o protagonista para uma batalha nerd e acaba perdendo, mesmo com um avatar muito poderoso.

Matt sabia que não conseguia parar o protagonista nem em suas batalhas nerds, acaba comprando uma passagem só de ida para a Inglaterra, seu país natal para fazer nada lá, apenas se esconder para hackear os próprios ingleses. Matt teve um convite de uma gangue de hackers em Londres, mas acaba rejeitando, já que os mesmos estavam em guerra com os policiais e vai parar na agência secreta MI6.


Em Saints Row IV, ele volta e é um dos principais da gangue, e acaba conhecendo uma tal de Asha Odekar, sua ajudante que por motivos óbvios ainda não deu uns pegas e apenas pede conselhos de como tentar pegar a Kinzie. Matt se junta para fazer nada na missão e dizer que está "ajudando" os 3rd Street Saints para desativar a bomba nuclear de Cyrus Temple.

Logo, Matt aparece em carne e osso e um de seus momentos mais importantes é ele levando um soco do protagonista, dizendo que salvar Johnny Gat seria uma ideia inútil, já que todo mundo nesse jogo se masturba pelo próprio Johnny mas depois, o protagonista se desculpa e mais tarde, ele faz uma missão baseada na série sobre vampiros chamada Nyte Blayde (continua melhor do que Crepúsculo), e Zinyak, cansado dessa viadagem toda, resolve mexer na missão para acabá-la mais depressa, tendo que matar o próprio Nyte Blayde.

Matt é capturado por Zinyak novamente e trancado em uma simulação, porém é salvo pelo protagonista e acaba peladão em uma das cenas mais constrangedoras do jogo. O protagonista queria salvá-lo, enquanto Kinzie queria que Matt apodrecesse naquela nave alienígena, mas quando ela descobre que quer mais matar o Cyrus do que Matt, acaba mudando de ideia e ajuda o protagonista a salvá-lo. Enfim, os dois possuem uma guerra para saber quem era o hacker mais inútil do até o final e desiste de tentar pegá-la, já que descobre que Kinzie é uma yandere e que vira uma garota muito estressada nesse jogo.

CUR1051D4D35[editar]

Matt Miller pronto para filmar um vídeo idiota para colocar no Youtube ou no TikTok (mentira, nerds não usam isso).
  • De todos os chefões da série de jogos, Matt é o único que faz chilique quando alguém é morto. Gritando "O que você fez, Eddie!"depois que o mesmo estupra mata a Kiki e depois sendo acertado por uma mesa que o Killbane jogou.
  • A voz dele é a mesma do Sasuke Uchiha e os dois tem roupa azul e são emos.
  • Matt tem uma namorada um namorado que vive em Burns Hill de acordo com Kinzie em uma missão.
  • Por ser um covarde na vida real, quanto um adolescente, ele é o único líder que não é morto.
  • Matt Miller ensinou Phillipe Loren como usar seu telefone celular. (Que burro, dá zero pra ele!)
  • Sua senha é R4gn0r0k, uma referência à palavra islandesa "Ragnarok", que significa "Armageddon" ou o personagem idiota do Ben 10 jogo idiota Ragnarok.
  • Ele trollou quase todo mundo no jogo.
  • Ele é emo, mas finge ser punk.
  • Sua cor preferida é azul, para esconder sua homossexualidade.
  • Ele era rico, mas Phillipe Loren extorquiu o seu dinheiro.
  • Ele entrou no The Syndicate por causa do burro do Phillipe Loren, que não sabia mexer no seu Iphone.

Ver também[editar]

v d e h
Saints row.jpg