Mark Webber

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Black Cat.jpg Credo, seu azar é contagioso!

Este artigo traz relatos de uma criatura azarenta que só se estrepa no dia-a-dia.

Pisa no cocô de cachorro, pega ônibus lotado, é atingida por titica de pombo...

Mark Webber
Mark-Webber.jpg
Após ler esse artigo
Nascimento 27/8/76
Queyanbeyan, Bandeira da Austrália Austrália
Nacionalidade Bandeira da Austrália Austrália
Ocupação Piloto azarado

Cquote1.svg Você quis dizer: Legoface Cquote2.svg
Google sobre Mark Webber
Cquote1.svg Você quis dizer: David Coulthard 2.0 Cquote2.svg
Google sobre Mark Webber
Cquote1.svg Você quis dizer: Acertador de carros da RBR Cquote2.svg
Google sobre Mark Webber
Cquote1.svg Você quis dizer: Coadjuvante do Vettel Cquote2.svg
Google sobre Mark Webber
Cquote1.png Experimente também: Webber Quartzolit Cquote2.png
Sugestão do Google para Mark Webber
Cquote1.svg Destruí psicologicamente e voltarei a fazê-lo se preciso! Cquote2.svg
Beck Justin Bieber Sebastian Vettel sobre Mark Webber
Cquote1.svg Tem que por o Massa pra correr no lugar dele! Cquote2.svg
Brasileiro sobre Mark Webber
Cquote1.svg He came from the Land Down Under! Cquote2.svg
Men at Work sobre Mark Webber

MARK WEBBER é aquele piloto que está na luta pra ter o mesmo reconhecimento que seu colega de equipe, aquela fusão entre Beck e Justin Bieber que chamam de Sebastian Vettel, responsável por sua destruição psicológica na temporada de 2010 da Fórmula 1. Também já fez figuração pilotou na Fórmula Ford Kangaroo Series, na FIA da Puta GT e nas 24 Horas de Le Mans. Atualmente, vem tendo muitos pesadelos com Daniel Ricciardo e Jean-Eric Verme Vergne. Nascido em Queyanbeyan, em 27/8/76, é considerado pela grande mídia a resposta australiana ao Rubens Barrichello, ou seja, um cara com um azar desgraçado e que contagia.

O Início:[editar]

Além de piloto, ainda fala com plantas

Aquele disco arranhado do Automobilismo nos ensinou que todo piloto vem de família rica, e, mais uma vez, ele está certo aqui. Mark veio de uma família muito poderosa que trabalhava com criação de cangurus, que estava no alvo das ONGs que são capitaniadas por amantes de bichinhos, já que eles usavam os ossos do animal pra fazer bumerangues (mesmo com os animais morrendo por coisas da vida, mas, essa ONG defende que os animais merecem os mesmos respeitos pos-morte que os humanos, ou seja, velório e cremação). Ele gostava de praticar corridas montado em cangurus, e gerenciava uma rede clandestina de apostas em algumas corridas, quando ele não estava no grid, ou seja, na bolsa de um dos animais, mas essa rede foi desmantelada após denúncias de um agente duplo. Como já tinha arrecadado bem, dava pra ele correr de kart dessa vez, então, com alguns ossos de cangurus que morreram devido a doenças que são só conhecidas por lá, monta seu próprio kart, e vai pra pista pra brilhar muito (ou não), mas dava muito azar nas corridas, e dava muita sorte também, porque, depois de velho, vai correr na Fórmula Ford Kangaroo Series, um campeonato que se destaca na multidão por não ter revelado ninguém pra Fórmula 1. Mas, pelo menos corriam em Adelaide, minha anã paraguaia, O Mel do Bourne Melbourne e Bathurst, onde somente pessoas com aquilo roxo conseguem correr. Após sobreviover a tudo isso, após vencer uma corrida numa dessas pistas, ganha um CD do Oasis, um tal de (What's the Story) Morning Glory?, se apaixonando por tudo aquilo e resolvendo se mudar pra Inglaterra, pra ver os roqueiros mais foderosos do mundo de perto.

O Resto da Carreira Pré-F1:[editar]

Dizem que ele está nessa foto

De saco cheio de se foder na Ford, ele resolve mudar os rumos e ir pra Fórmula 3 inglesa, que, ao contrário da Fórmula Ford AC/DC Series, revelou mais de 8000 pilotos pra F1, e outros pra outras categorias por não serem bon$ o ba$tante pra categoria, e pintou uma chance pra ele correr em Le Mans, nas suas famosas 24 (Ui!) horas, mas, ao contrário do que ele achava, que já correria num carro confiável, vivemos num puta mundo injusto, como diria o filósofo, já que recebe a missão suicida de pilotar uma Mercedes CLR, o carro desenhado para o futuro, pra quando os carros finalmente voassem, mas, o carro não voou do jeito que eles queriam; chegando na Mulsanne, o carro simplesmente levantou voo. O projeto original previa que isso só aconteceria se o piloto acionasse uns botões lá, e, o Webber foi um dos que voaram, e ainda foi ejetado pelo carro. Acredita-se que esse carro foi desenhado por Nedrian Awey, o pior projetor de carros de corrida do Mundo do Contra, sendo o oposto de Adrian Newey. Depois disso, se demitiu da equipe, quando soube que Nedrian iria fazer o carro da próxima edição das 24 Horas, ele teve medo de que o carro que viria o comesse (em todos os sentidos) e o matasse dentro dele, como se fosse uma planta carnívora, e, após mais um ano dando azar na F3 Inglesa, consegue ir pra Fórmula 1, mas, sem ser numa Ferrari ou numa McLaren, e sim na Minardi, o pior carro do grid. Até porque é meio complicado estrear numa gigante.

Dando Azar na F1:[editar]

Que vida de merda...

Teve a árdua missão de estrear em casa. Passou o mês todo recluso com medo de fazer vergonha, afinal, todos se sentem um merda de correrem em casa com o pior carro do grid, mas, conseguiu a proeza de chegar em 5º lugar e ser o 1º piloto da história a subir num pódio sem ser os 3 primeiros Se bem que só 8 carros terminaram aquela corrida, mas, tá valendo. Esse cara mostrou ter potencial pra ser um dos melhores, mas, era só fogo de paia. Como o carro era uma merda, as vagas no fim do grid já estavam com o seu nome escrito. O espaço estava reservado, mas, não querendo correr no final do grid, consegue domar um Jaguar, onde ele conseguiu, sem ganhar nada, ser o melhor piloto do ano segundo os tablóides sensacionalistas britânicos, e, assim, pintando a chance de sua vida: uma vaga na Williams, após Montoya ir pra McLaren em troca de alguns hambúrgueres. Como Webber é o dono do pé mais frio do paddock da F1, assim que ele assinou o contrato, a escuderia começou a decair, foi revelada a conspiração pra demitir o Ralf Schumacher, a BMW saiu e perderam quase todos os patrocinadores, assim, sendo o culpado pela decadência da equipe, é demitido e processado, e, se torna o desempregado mais rico da Austrália. Enquanto passava féria lá, Dietrich Mateschitz, o dono da Red Bull, que nada mais é do que urina de touro enlatada, o contrata, lhe dando asas pra reerguer a equipe de corrida da Red Bull, com o seu mestre, David Coulthard, outro piloto igualmente Legoface e azarado, mas, em fim de carreira. Webber não queria seguir o legado de seu mestre. Queria dar sorte pelo menos uma vez na vida, mas, era impossível. Em 2008, vê Sebatian Vettel, um garoto que aprendeu a andar uns 2 anos antes, vencer uma corrida com um carro do Ferro-Velho da Red Bull, e que, por isso, seria promovido e faria a vida de Webber uma desgraça infernal. Se bem que, em 2009 (só em 2009!) vence uma corrida. O Tião chega, senta na janela, cospe nele e ainda pega o telefone da irmã, sendo campeão em 2010 destruindo Webber psicologicamente. Em 2011, na China, ficou de fora do Q2 graças a um “erro de equipe” orquestrado por Christian Horner pra beneficiar o Tião. E ainda tem pesadelos com os monstros que a Red Bull está criando a base de energético: o Vergme Insolente e o Ricardo. Quando menos esperarmos, ele dará um grito e sairá correndo feito maluco devido ao pânico.

v d e h
Pilotos da Fórmula 1