Marília Bafo de Onça

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Va-a-merda-porra Alborghetti.gif Este artigo pretende ser ofensivo!

Se você não se sentiu ofendido, edite-o até se ofender.

E se se sentiu ofendido, VÁ A MERDA, PORRA!!!
Bernardinho nervoso jpg.jpg Please STOP the music!

Este artigo trata de cantores, bandas ou músicas cantadas muito, mas MUITO mal.


Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Sofrência? Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Marília Mendonça
Cquote1.png Experimente também: Ouvir um pouco de música de qualidade Cquote2.png
Sugestão do Google para Marília Mendonça
Cquote1.svg Ai, adoro as músicas dela, é tão eu! Cquote2.svg
Retardada sobre Marília Mendonça.
Cquote1.svg Diva! Cquote2.svg
Corna sobre Marília Mendonça
Cquote1.svg E que se dane a minha postura! Cquote2.svg
Bêbado citando Marília Mendonça ao se preparar para a farra

Marília Mendonça (Cristianotown, 22 de julho de 1995 - Piedade nem Jesus tinha, 5 de novembro de 2021) foi uma cantora de sertanejo para cornos haja pleonasmo! goianense que pagava de mineira e veio da Casa do caralho para animar (ou não) a vida das pobres pessoas que sofrem de sofrenciatite aguda.

História[editar]

Início de carreira[editar]

Marília após ouvir alguma de suas músicas.

Marília, assim como a maioria dos cantores pobres, começou sua carreira fazendo bico em igrejas, elaborando canções gospel, até que chegou o dia em que se cansou de cantar aquele monte de estrume ungido de tédio cujas funções são dar dízimo para pastores ultrarricos aos moldes de Pedir Maiscedo e consolar velhas crentes com voz de quadro negro arranhado. Em outro dia, pois demorou mais que download no Ares o tempo entre a desistência e a volta por cima, Marília começou a ouvir algumas canções de sertanejo e gostou dessa droga do ritmo, começando a cantar alguns covers e colocando o resultado do purgante no CensuraTube, o qual infelizmente chamou a atenção de alguns cantores como João Neto e Frederico, que viram sua falta seu talento em suas canções.

Após o lançamento de seu primeiro álbum, Marília conseguiu ficar RYYYCAAAAA para caralho e ganhou imunidade à papuda em menos de três dias, foi declarada a Musa da Sofrência, já que ninguém mais que cantava essa joça era tão comível quanto ela, sendo pedida em casamento umas 40028922 vezes, superando outras artistas fracassadas que também fazem músicas ao estilo sertanejo sofrente como Maiara e Maraísa e Naiara Azevedo.

Relação com a Globo[editar]

Vish, deu uma de Mamonas Assassinas.

Depois disso, para ficar um pouco mais famosa e sair de seu status de subcelebridade, teve que puxar o saco da Rede Bobo mais de 8000 vezes, chegando ao ponto de fazer um teste do sofá com o Tonico Pereira, só para ter alguma música ruim dela em alguma novela execrável, o que aconteceu em algum ponto não identificável pelo autor deste artigo e atraiu vários fãs do estilo musical, além de chamar atenção da gravadora da Globo, a Som Frível, que começou a cagar um monte de músicas cheias de sofrência com o mesmo tema para ela cantar, isso até conseguir lançar seu primeiro álbum mais pirateado que comprado.

Por ter puxado bastante saco pra Rede Globo, teve várias de suas músicas concorrendo aos seus prêmios totalmente privados, como o Funcionários da Globo feat. Cantores do Ano, mas conseguiu perder para artistas ainda mais modinhas que ela, como a Imitta. Também concorreu em prêmios aleatórios quaisquer e teve a sorte de conseguir ganhar o Oscar do SBT com votos da comunidade de depressivos (a.k.a.: plateia do The Noite) em peso.

Ela inventou de se vitimizar dizendo que foi a primeira e única cantora a ficar grávida. Dizer que sua vida era muito difícil mesmo sabendo que não porque tem inúmeros assessores que faziam tudo por ela. Fez parte da modinha do #ele não a pedido de Preta Gil e da própria Globo. Nunca apoiou outra mulher na música sertaneja, com medo da concorrência. Dizia que se sentia bem, mas gastou horrores em cirurgias plásticas, que não valeram de nada por que ficou grávida por descuido e tudo foi por ralo abaixo.

O fim[editar]

Nos últimos anos de carreira, Marília vivia sua vida comendo X-Monstro sendo idolatrada por corno de todas as idades, etnias, alturas e tipos sanguíneos de todo o Brasil, e continuava puxando o saco do Tonico Pereira da Globo, inclusive fazia mutirão pra mandar a Karol Conká brincar de Tarzan na Ponte para Terabítia, se esquecendo das suas origens nas favelas de Goiânia para pagar de patricinha no Projac, defendendo Preta Gil do esquecimento e falando da importância da mulher no cenário sertanejo através do Twitter, apesar de não ter nenhuma em sua banda. Além disso, também sendo vítima de incontáveis fofocas, como a maioria dos outros pseudocantores.

Morreu no dia 5 de novembro de 2021, depois de brincar de Chapecoense na terra do Pão de Queijo. As investigações apontam que o acidente foi causado quando Marília se levantou em pleno voo para ir no banheiro soltar um cagão depois de ter comido muito (de novo) no almoço. O pobre do avião não aguentou toda aquela jamanta e despencou. O Ministério da Saúde pretende usar o ocorrido para alertar a população sobre os perigos da obesidade.

Algumas músicas[editar]

  • Transplante: Marília recomendando gentilmente aos que escutam essa música a trocar seu cérebro.
  • De Quem é a Culpa?: A Culpa é das Estrelas.
  • Amante Não Tem Lar: Indireta para o seu namorado gari mencionado abaixo.
  • Infiel: (PQP, sá desgraça é pior que Despacito) Quando foi traída por um de seus 4334290420 namorados.
  • Alô Porteiro: Marília após revelar que queria dar para o porteiro.
  • Como Faz Com Ela: Revelando vontades de fazer tesourinha.
  • Traição Não Tem Perdão: Ah vá!
  • 4 e 15: Contando os minutos para dar um tapa na pantera ou revelando o tamanho dos documentos de alguns de seus namorados. (um deve ser asiático)
  • Se Ame Mais: Marília Revelando que é narcisista.
  • Me Desculpe, Mas eu Sou Fiel: Mentira.
  • Hoje Somos Só Metade: Revelando que é fã de Two and a Half Men.
  • Nem Foi e Já Voltou: Quando namorou algum corredor ou jogador de futebol que corre pra caralho
  • Saudade do Meu Ex: Ex é o caralho eu sou mais meu atual.
  • A Gente Não Se Aguenta: Revelando vontade imensa de dar para alguém
  • Meu Cupido É Gari: Um de seus namorados era um gari.
  • Esse Cara Aqui do Lado: Até o vizinho!?
  • Folgado: Marília sobre quem já lhe botou chifres.

Ver também[editar]

v d e h
Os cantores e duplas sertanejas, sô!
Xitãoróxorãozinho.jpg