Make-Up

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Palcovazio.jpg Make-Up já acabou!

Mas ainda fazem sucesso (ou não).

Clique aqui pra ver os grupos que non eczisten mais.

Maquiadinhos
Make-Up band.jpg
Japas baitolas que amam só cantar musiquinhas de um anime só
Origem Osaka
País Made in Nihon
Período 1983 - 1987 / 2009 - 2010
Gênero(s) J-Rock, Visual Kei, heavy metal, hard rock, glam metal
Gravadora(s) Columbia
Integrante(s) 山田信夫, 松澤 浩明, 池田育義, 豊川義弘 e 河野陽吾 (tenta ler aí, otário!)
Ex-integrante(s) Desconheço, mas devem ser todos iguais, ninguém vai saber mesmo
Site oficial Já morreu a tanto tempo que não deu tempo


Make-Up (não confundir com uma bandinha chamada The Make-Up de anos depois de pós-punk) foi uma banda de visual kei japonesa que existiu somente nos anos 1980, portanto nem deveria mais ser lembrada por ninguém, não fosse o fato curioso de ter como hits somente as músicas deles cantadas pras trilhas sonoras de Os Pôneis do Zodíaco.

História[editar]

Fundada em 1983 por um japa de nome complicado chamado Hiroaki Matsuzawa (guitarras), a banda se completou com os vocais de Nobuo Yamada, o baixo de Yasuyoshi Ikeda, a batera de Yoshihiro Toyokawa e o teclado de Yogo Kono (pelo menos até 1986 esse último). A banda assim seguiu por anos lançando alguns discos pelo mundo afora, se aproveitando do interesse bizarro que bandas japonesas andavam tendo pelo resto do mundo, seja cantando num inglês bem cagado com os que eles faziam nos seus primeiros discos, seja cantando em japonês mesmo.

E os quatro primeiros discos da banda seguiam essa ideia de tentar serem mais uma tentativa de fazer Los Angeles no Japão, com títulos como Howling Will, Straight Liner, Born to be Hard e Rock Legend Of Boys & Girls, um monte de títulos pomposos que no entanto nenhum dos membros da banda fazia a menor ideia do que significavam.

Daí em 1986 veio a grande chance da carreira deles, quando a Tosei a Animation contratou eles (junto com aquela cantora irritante de nome Mitsuko Horie) para fazerem a trilha sonora do anime de maior sucesso deles naquele ano, Cavaleiros do Zodíaco. Nem preciso dizer que virou uma puta febre com um monte de japonês que nem inglês sabia falar cantando musiquinhas como "Sayonara Warriors", "Blue Forever", e, claro, a mais irritante e famosa de todas... "PEGASUS FANTA-SEA", cantada a plenos pulmões até hoje por fãs otakus birutas do mundo inteiro, mesmo os que nem japonês sabem falar nem uma letrinha sequer, mas ficam gritando cantando 聖闘士 星矢 少年はみんな 聖闘士 星矢 孤独な戦士 SAINT SEIYAAAAAAAAAA, SHUN NÃO ASSA A MINHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!, SAINT SEIYAAAAAAAAAA, A CHITA NÃO USAAAAAAAAAAAAAAA, OU IEEEEEEEEEEEEEEE!

A banda, mesmo com o sucesso gigantesco que os dois discos em parceria com a Toei renderam pra eles, decidiram do nada encerrar as atividades em outubro de 1987. Chegaram a voltar entre 2009 e 2010, inclusive lançando um novo disquinho em inglês garrafônico (sim, esses anos todos eles ainda não aprenderam) chamado The Voice From Yesterday (ou seja, só música velha em nova versão pra aproveitar o sucesso de eventos de otakus babacas), mas pelo visto a voz e a habilidade da banda realmente ficaram só no yesterday mesmo e logo trataram de fazer outras coisas de novo em suas já quase terceiras idades, como comprar um Viagra pra levantar os goguinhos deles.

Ver (ou ouvir) também[editar]

Cavaleirospredef2.jpg