Maitê Proença

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
ESTE ARTIGO É SOBRE UMA EX-GOSTOSA!!

Se você acha que ela está enrugada, gorda ou morta e enterrada, é porque o Tempo, o grande comedor, também traçou esta. Respeite os veteranos e não vandalize este artigo! Gerações passadas já homenagearam na intimidade do banheiro esta

EX-GOSTOSA

Agnes lum.jpg


Mas Têm Doença?
Maite-proença.jpg
Espantada ao ver você.
Nascimento 28 de janeiro de 1958
Em algum hospital público
Nacionalidade Brasileira - Bandeira do Brasil Brasil

Cquote1.svg Maravilha! Cquote2.svg
Homem dos tempos antigos sobre Maitê Proença
Cquote1.svg O que ela tem que eu não tenho? Cquote2.svg
Dona Florinda sobre Maitê Proença
Cquote1.svg Queria ser inimigo dela. Cquote2.svg
Seu Madruga sobre As pessoas boas devem amar seus inimigos

Maitê Proença é mais uma atriz das antigas, ou seja, uma anciã. O que a difere das outras atrizes da antiguidade é que não aparenta ser tão velha quanto é. A explicação para isso é clara, tudo graças aos cremes de colágeno e pactos diabólicos.

Biografia dessa honorável cidadã[editar]

Revistas que mudaram a vida dos antigos homens.

Maitê foi uma criança comum como qualquer outra que existe, empinava pipa, apertava campainha e saia correndo, jogava bola, pegava nas bolas, mamava, mas isso começou a mudar quando seu pai matou sua mãe, por ela descobrir que ele era travesti e atendia pelo nome de Virgínia. Depois desse grave acontecimento, sua vida começou a mudar como se sal virasse açúcar. Maitê entrou em depressão, começou a comer terra, tentou se alimentar apenas de gafanhotos e foi para o deserto do Mojave estudar a dureza das pedras. Além disso, estudou milhares de matérias, fez diversos cursos e viajou mundo afora para cair na farra e na gandaia. Começou a dar desde muito novinha e logo descobriu os prazeres da dupla penetração, que se tornou sua forma de sexo predileta.

Entrou em vários países e foi expulsa de ambos devido ao seu comportamento semelhante a Janis Joplin e por se prostituir na rua na frente de todos. Acabou voltando para o Brasil, toda fudida e arrombada e se engraçou para um velhote ricaço. Este fez um pacto com os diretores da Globosta que poderiam comê-la a vontade, desde que ela entrasse no mundo televisivo, e a Globo não fizesse uma reportagem divulgando que o velhote tinha uma fazenda ainda com escravos em pleno século XX.

Trato feito e cumprido por ambos os lados, Maitê virou atriz, fez contrato eterno com a Rede Globo, participou de umas tantas novelas e fez sucesso com sua beleza estranhamente inocente e envolvente. Como era costume na época, para ter qualquer papel de destaque em qualquer novela tinha que satisfazer as taras mais bizarras dos diretores que consistiam em sexo anal a qualquer hora que o diretor desejasse e fazer chupetinhas em baixo da mesa enquanto o diretor participava de intermináveis reuniões. Nesta época Maitê desenvolveu o hábito de engolir as gozadas que levava na boca pois um diretor importante participando de uma reunião importante não poderia sair com a calça toda gozada. Maitê afirma até hoje que este aprendizado lhe foi muito importante na vida e que ter desenvolvido a habilidade de engolir porra lhe ajudou a conseguir muitos papeis em sua carreira televisiva, Durante os anos 80, foi considerada a grande beldade brasileira e interpretou personagens daquelas mesmices que sempre tem em novela: Protagonista chorona, Vilã enigmática, Rainha elegante, Dama da sociedade e outras babaquices, uma vez que novela é um produto tipicamente desenvolvido para pessoas com retardo mental.

Tentando parecer mais jovem no ângulo da foto.

Posou para a Revista Playboy duas vezes e encheu de alegria vários punheteiros da época. Não foi aquela coisa de encher os olhos pois não teve coragem de fazer uma foto de frente com as pernas abertas e a buceta depilada nem fez nenhuma foto de quatro mostrando o cu arrombado. Não duvido que Teu pai ainda tenha as revistas guardadas, pois sim, ela era uma gostosa há mais de 50 anos, embora não de pra ver a buceta direito porque ela fotografou cheia de pelos pois não se depilava na época.

No século XXI, já com cara de tia e as tetas meio caídas decide virar escritora para se manter na mídia. Para nossa infelicidade escreve sobre temas babacas quando poderia contar suas estórias da época que ganhava dinheiro para participar de surubas, o que daria umas estórias de bastante sucesso. Mas opta por escrever inutilidades achando que ninguém sabe do seu passado. Essa decisão estúpida foi sugerida pela sua amiga irritante Fernanda Young e Deus pra se vingar chamou a irritante pro andar de cima.

Atualmente nas novelas só interpreta mulheres maduras que se envolve com algum rapaz mais novo, isso para lembrar os tempos que era a atração principal da festa e dava a noite inteira na frente de todos.

Ela também tem investido na carreira de empresária, sendo dona da rede de supermercados Proença, que atende no interior do estado de São Paulo e tem uma agência de empregos para moças adultas, bonitas e solteiras que pretendam ganhar 5000 por mês sem que seja necessário ter qualquer experiência anterior.

Vida amorosa[editar]

Durante toda a vida, se aventurou com diversos homens que cruzaram seu caminho. Foi comida por diretores, atores, empresários, trabalhadores comuns, agricultores, vizinhos, bombeiros, encanadores, programadores de linguagem Cobol, office boys, manicures, operadoras de Telex e outros. Ainda que Maitê não tenha amnésia só conseguiu lembrar dos 348 primeiros, embora tenha afirmado sem pretensão que "ah eu não recordo, mas tenho certeza que eu devo ter dado para mais gente".

Novelas/Filmes[editar]

Milhares! Foram tantas que nem ela conseguiria se lembrar, mesmo se tivesse uma anomalia cerebral que lhe desse uma hiper memória. Mas dos diretores de cada uma das novelas ela lembra com carinho pois, com as bizarrices sexuais que teve que fazer para atender a cada um para lhe dar o papel ela hoje afirma categoricamente que numa cama, se orgulha de saber fazer tudo o que seja possível e 12 das coisas que os humanos normais chamam de impossível.