Liga da Justiça Internacional

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
O grupo da baguncinha que pagavam de heróis, mas tava mais pra palhacitos.

Liga da Justiça Internacional foi uma versão da Liga da Justiça que apareceu depois da saga Lendas e que foi criada pelos escritores/desenhistas Keith Giffen e J.M. DeMatteis em 1987, durando até 1994, ainda que o lado engraçadalho da Liga simplesmente morreu por volta de 1991, e só voltou após a saga Pânico nos Céus, mas com a liderança do Superman ficou uma bela coisa chatola.

Em 2011 a equipe voltou com uma nova fase completamente diferente que ninguém se importa, pois além de não ser nem um pouco engraçada, é irritante pra cacete.

Antecedentes criminais[editar]

A Liga da Justiça desde 1984 andava mal das pernas, quando vários personagens foram viver sua vida (Superman por exemplo), deram uma banana pra equipe (Batman) ou tavam com problemas bem fodidos (Flash Barry Allen) ou abandonando a carreira (Lanterna Verde Hal Jordan), o Caçador de Marte e o Aquaman tiveram que se virar com uma equipe cheia de personagens de quinta como Vixen ou Vibro, numa fase chamada de Liga da Justiça Detroit. Ninguém obviamente lia porra nenhuma dessa equipe, que sobreviveu à Crise nas Infinitas Terras, mas ainda na saga Lendas, todo mundo se deu mal enfrentando os monstros do Darkseid, e pouco depois dois membros foram pro saco nas mãos de robôs do Professor Ivo que eram mais genéricos que os Amazos, mas ainda assim como os heróis dessa encarnação da Liga eram tão bostais que morreram facinho mesmo.

Curiosamente, após o fim da saga Lendas, vários dos heróis presentes lá decidiram se unir numa nova Liga: o Caçador, o Batman, Senhor Destino, Guy Gardner, Besouro Azul (Ted Kord), Capitão Marvel Shazam, Senhor Milagre (e seu anão servo Oberon) e Canário Negro. Assim eles a princípio se reúnem na sede original da Liga, numa cova lá na casa do caralho. Só que eles seriam surpreendidos com dois novos heróis não convidados (Doutora Luz e Gladiador Dourado) e um estanho empresário chamado Maxwell Lord...

Todas as fases e divisões da equipe[editar]

Apesar de diversas desconfianças com toda a razão, diga-se de passagem, o Maxwell acabou sendo aceito na equipe como empresário e conseguiu dar um jeitinho de ligar a equipe com a ONU (para desespero dos Guardiões Globais, que caçavam essa vaga a anos e ficaram na rabeira mais uma vez), só que ao longo das edições começaria um entra-e-sai de personagens, com a saída por exemplo da Doutora Luz, Senhor Destino, Shazam, Batman e Canário Negro, a entrada de Gelo, Fogo, Órion, Grande Barda, Magtron, L-Ron, Poderosa, Mulher-Maravilha, Flash (Wally West), Homem-Animal, Capitão Átomo, Soviete Supremo (dois deles, um na verdade era um dos Caçadores Cósmicos e foi explodido pouco depois) e passagens instantâneas do Gavião Negro e Mulher Gavião (só não sei dizer quais deles) e do Lobo. Logo a equipe já tava mais obesa de participantes que a tua mãe. Logo deram um jeitinho, aproveitando a saga Invasão!, dividiram a equipe em duas: A Liga da Justiça América normalzinha e a Liga da Justiça Europa uma boa forma também de vender mais revistas, essa última com a adesão de Metamorfo e Raposa Escarlate pouco depois. Houve até mais uma divisão, essa de curtíssima duração, chamada de Liga da Justiça Antártica, com os cretinos da Liga da Injustiça junto com o G'Nort e o Esquiador Escarlate, mas saiu fora logo porque chegava a ser ridículo uma equipe que perdia pra Máfia dos Pinguins!

Nesse período a equipe enfrentou uma pá de inimigos, desde verdadeiras ameaças cósmicas como os Caçadores Cósmicos, Despero, Starro e os Extremistas (inimigos dos Vingadores de boutique Avanteadores lá da dimensão deles), até seres ridículos ao extremo, como o Lorde Mangá Khan (que queria só fazer "comércio forçado" com a Terra), Senhor Nebula (o Galactus Decorador de Planetas!) e o mais "terrível" deles, o Wally Tortolini.

Nesse meio tempo entrariam mais membros novos ao passo que outros iam saindo, como o Gaio e a Feiticeira de Prata (ex-Avanteadores), Doutora Luz (de novo?), Homem-Elástico, Taz, digo, Demônio da Tasmânia, General Glória e a Caçadora, entre outros. Mas depois de um tempo a turma começou a perder membros importantes e acabou fechando as portas da Liga com o sumiço do Capitão Átomo em Armageddon 2001 e do Caçador de Marte no final da saga dos Extremistas.

Por sorte, após a saga Pânico nos Céus, o Superman, junto com diversos heróis que foram da Liga Internacional, livraram uns diplomatas num parque de diversões da Gangue das Espadas (inclusive o Super foi resgatado pela turma, isso sim!) e aí nasceria uma nova versão da Liga Internacional, com o Super liderando a América e o Hal Jordan na Europa (pouco depois, após A Morte do Superman e Crepúsculo Esmeralda, as lideranças foram modificadas: na América começou um quiproquó entre a Mulher-Maravilha e o Capitão Átomo - o Caçador de Marte, sem vontade nenhuma de entrar nessa treta, foi liderar a Força-Tarefa Liga da Justiça que tava dando mais lucro; já a Europa passou a ser liderada pela Doutora Luz, que chamou um bocado de personagem mais perdido que bunda de índio pra participar da equipe). A treta chegou a um estágio definitivo após a saga "O Fim do Mundo", quando o Cadre, com a liderança do Overmaster, quase dizimou a equipe, matando no processo a Gelo (apesar de a um bom tempo ela passar bem de novo, ainda que "morta").

Aí a equipe se esfacelou de vez, com o surgimento de três equipes: a "Liga da Justiça América" liderada pela Mulher-Maravilha, mas tão fajuta que se fodeu na saga "Nova Ordem Mundial" num piscar de olhos e precisou de uma Liga da Justiça legítima, com força máxima, para os salvar; a Justiça Extrema, que apesar do nome, era pura piada, já que o Capitão Átomo e seus comparsas não tinham corage de matar ninguém; e por fim a velha Força-Tarefa, que nada mais era que uma equipe diferente a cada missão, podendo entrar aí até heróis bem questionáveis como o Besouro Bisonho e o 'Mazing Man se necessário for.

Encarnações posteriores[editar]

Muitos anos mais tarde, houve tentativas de juntar gente dessas equipes como se fosse a liga internacional. Primeiramente como os Superamiguinhos, que era uma piada tamanha que tiveram que chamar a Mary Marvel no lugar do irmãozinho dela, por falta de coragem deste de se juntar com esse circo de novo; depois uma "quase equipe" que surgiu após A Noite Mais Densa para enfrentar o Maxwell Lord (que tinha morrido, mas voltou, coisa bestinha que só acontece em HQs, cê sabe bem). E, claro, a versão pós-Os Novos 52, que só é legal mencionar porque o Gladiador Dourado era o líder dela (O RLY?) e ele conseguiu com isso comer uma gostosa, a Godiva, porque tirando isso, essa equipe era igual ao Dooley, não tendo nenhuma graça!

Ver também[editar]

v d e h
Bem-vindo à DCclopédia!