Lacração

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Lacrador)
Ir para navegação Ir para pesquisar
Discionario em png.PNG O Descionário possui um verbete sobre Lacração

Lacração é o mesmo que mitada, e daí? Daí que mito anda por aí pondo chifre em cabeça de Minotauro, mas não põe lacre em lugar nenhum. Embora a gíria lacrar seja coisa de gay, ela passou a ser usada pra definir quando alguém de extrema esquerda tem algum tipo de chilique ou o tal ataque de pelanca. Qual a diferença entre o samba e o funk os extremistas de esquerda ou de direita? Apenas as ideias, ou falta de ideias, ou falta de um pipoco nas ideias defendidas — mas o modus operandi é idêntico.

Gêmeos siameses[editar]

O modus operandi Latim poderia continuar sendo a porra da linguagem universal ao invés de Inglês, é sim, idêntico. São gêmeos siameses que nasceram grudados através do saco, se operaram pra se desgrudarem, depois esqueceram-se de que são gêmeos, e só eles têm saco mesmo pra ficar dias discutindo qualquer asneira que parece pré-escolhida por alguém pra desviar de assuntos que interessam.

Lacração é colocar lacre, nada mais do que isso, lacre de botijão de gás, lacre de barril de vinte litros, lacre de carta, lacre de vagina... lacres só devem ser rompidos com uma finalidade específica, pois se foi lacrado, deve haver algum motivo importante para os rompimentos ou pode ser perigoso rompê-los sem mais nem menos. Mas quando surgiu a gíria? Melhor dizendo, quando foi que lacre passou a ser gíria? Surgiu no meio LGBT ou surgiu entre os veados mesmo. E o que quer dizer? Na verdade começou com costura e evoluiu pra lacre. Simples, já escutou a expressão costurar o cu das inimigas? Já devem seus ouvidos terem sido estuprados agraciados com essa expressão.

Costurar o cu das inimigas significa as impedir de dar o brioco, pra um veado isso é o fim e pra quem conseguiu costurar seria sinônimo de vitória. É claro que isso não deve ser literal... embora se saiba de casos em que certas religiões radicais colam o brioco de veados como castigo por serem pecadores, mas um veado diz isso quando fez qualquer coisa que o fez ter uma sensação besta de vitória.

Quem lacra senta no rosa, quem mita senta no azul.

Nada mais. Como alguns acham que costurar é menos do que lacrar, embora saibamos que isso depende do lacre e depende da costura, mas a lacração ficou sendo como um tipo de evolução da costura.

Politicamente lacrado[editar]

Em política que é o que interessa nessa página, ficou sendo quando alguém dito de esquerda, discute coisas inúteis dizendo muita merda que não serve nem pra adubo, tirando o foco de coisas que teriam que ser resolvidas, mas não foram esses políticos de esquerda, por mais inúteis que sejam, quem roubaram a expressão da bicharada, mas sim os seus irmãos siameses extremistas de direita, quem fizeram questão de dar a qualquer discussão imprestável, onde os esquerdistas prevalecem, de lacração, pois assim eles enfiavam quem nem seria veado, nem defenderia causa LGBT nenhuma nesse pacote púrpura, apenas por estar do outro lado, e eles se sentiriam os machos do suposto lado oposto. Porém não adiantou muita coisa, pois eles tem as mitadas também inúteis e frescas de quando alguém da extrema direita' fica por cima(nem queira imaginar).

Entre o povaréu brazuca tomar no cu e já estrem acostumados e as surubas de extremistas ao invés de trabalharem pela qual são bem pagos, a única diferença das poderosíssimas lacrações e das mágicas e míticas mitadas, é apenas que quem lacra gosta de sentar em um vibrador cor de rosa e quem mita, por ser muito mais macho, gosta de sentar em um vibrador azul.

Ver também, se quiser[editar]