Kevin De Bruyne

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.svg É o Bruyneeee Cquote2.svg
MC Bruninho sobre Kevin De Bruyne

Kevin De Bruyne (em PT/BR, Kevin Bruninho) é um futebolista belga. É conhecido aqui no Brasil por ser um dos responsáveis pelo adiamento do sonho dos Cavaleiros do Brasil em conquistar o hexa.

História[editar]

Bruyne nasceu em algum lugar da Bélgica, no ano de 1991. Boatos dizem que ele é irmão perdido de Brock Lesnar devido a cara de macaco albino que ambos possuem. Desde pequeno queria ser jogador de futebol, mas não podia ficar muito tempo ao sol pois seu albinismo não lhe permitia. Para seguir seu sonho, foi obrigado a começar um tratamento de pele que lhe permite ficar exposto aos raios solares por aproximadamente 90 minutos, o tempo que dura uma partida de futebol. Mesmo assim, é comum vê-lo com o rosto todo rosado depois dos jogos. A sorte dele é que a maioria dos campeonatos europeus são disputados á noite.

Em 2012 ele foi jogar no Chelsea, mas não teve muitas chances pois o titular era o ídolo Frank Lampard. Sem chances no campeonato mais competitivo do mundo, Bruyne foi obrigado em jogar numa liga amadora como a Bundesliga. Lá ele evoluiu bastante e se tornou um dos melhores meias do futebol europeu, com uma média de de 5 assistências por jogo e precisão de 99,9999999999999% nos passes. Agora consolidado como referência na posição, Kevin atraiu os olhares dos maiores clubes do mundo, mas por motivos de força maior resolveu jogar no Manchester City, um time pequeno/médio patrocinado por um bicho grande, que nem o Palmeiras aqui no Brasil.

Desde que chegou no Citão, De Bruyne já quebrou diversos recordes de assistências e passes certos na Premier League, antes pertencentes a craques como Scholes, Gerrard e Lingard. Muitos dizem que ele ainda será eleito melhor do mundo, mas enquanto Penaldo e o anão autista anabolizado estiverem na ativa, esse feito será bem difícil.

Seleção Belga[editar]

Assim como no Citão, Bruninho é parte de uma geração belga muito talentosa que todos dizem que irá ser campeã do mundo um dia, mas até agora não fizeram nada além de copiar o Olaria, ou seja, fracassar. Na Copa de 2014 eles avançaram para as quartas após um jogo com muitas emoções contra os Estados Unidos, mas acabaram sendo eliminados pela Argentina. Tomar gol do Higuaín foi demais pra Kevin e seus companheiros de time, que perderam totalmente a vontade de jogar com a vergonha do tento.

Quatro anos mais tarde, os gigantes maravilhosos da Bélgica tentaram novamente chegar ao topo do mundo e pra isso contaram com um aliado especial: Fernandinho, um espião belga infiltrado na Seleção Brasileira que sabotou o jogo contra o Brasil nas quartas. Seu companheiro de equipe, De Bruyne certificou-se de que a missão seria cumprida com êxito e ainda por cima também marcou um gol nesse jogo, em um chute na entrada da área que como o goleiro brasileiro não era o Cássio, conforme foi bem observado pelo excelente comentarista José Ferreira Neto, não foi capaz de defender.

Estilo de jogo[editar]

Pep Guardiola constatando o óbvio.

De Bruyne é o dono do meio-campo do Citão e também é o cérebro do time. Quando ele está num dia bom, o time funciona que é uma beleza, mas em compensação quando ele tá mal, o nível do jogo fica pior que a pelada que eu jogo bêbado nas festas de aniversário. Nessas horas, Bruninho costuma tirar um gol de falta do cu da cartola pra disfarçar.

Veja também[editar]

  • Eden Hazard, outro expoente dos ânus anos de ouro do futebol belga.