Katma Tui

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Será que embaixo também era roxinha?

Katma Tui era uma Lanterna Verde bastante forte e conhecida e respeitada por toda a Tropa dos Lanternas Verdes, em especial por aquele lanterna negão que chegou até a casar com ela, mas acabou virando viúvo rapidinho para a alegria da Mulher-Gavião, obviamente. Apesar de já terem tentado ressuscitar ela um monte de vezes, a DC Comics parece que a síndrome da mulher no refrigerador com ela pega pesado demais.

História de superação[editar]

Katma, como a cor já sugeriria, veio de Korugar, o mesmo planetinha de onde veio aquele cuzão do Sinestro, o ex-Lanterna Verde que tinha decidido usar os poderes do anelzinho para virar um ditador impiedoso e mudar a cor de todo mundo para verde a força. Não a toa, quando ela virou lanterna, geral começou a achar ela uma amaldiçoada e a baniu do próprio planeta (uma bosta que tornaria a acontecer com sua futura sucessora, Soranik Natu). Mesmo assim, ela seguiu em frente na Tropa, e quando, ao livrar o planeta de levar um meteoro de foda-se Pégaso bosta lançado pelo Sinestro em vingancinha por terem o banido do planeta e o delatado pros lanternas verdes, o povo do planeta passou a respeitar ela de maneira justa e merecida afora que o colante deixou ela bem gostosa e todos do planeta ficaram babando por ela.

Amor, morte e mais mortes[editar]

Depois de muitos anos na Tropa, inclusive ficando amiguinha do Hal Jordan, o terráqueo metido a gostosão e que era meio apaixonadinho por ela, mesmo que nunca tenha admitido isso, ela conheceu o substituto do cabra, um tal de John Stewart, um negão de tirar o chapéu e que era mó gamado em alienígenas. Com isso eles começaram a sair juntinhos, dando umas voltinhas por diversos planetas e setores espaciais sempre colados um no outro, pro ódio de uma repórter negona chamada Tammy Young, que queria dar pro John, mas ele tava cagando pro Black Lives Matter e preferia mesmo era comer o cu de quem tá lendo da Katma.

Mas uma outra namoradinha teve ciúmes mais intensos: a Safira Estrela, namoradinha do Hal Jordan e bandida de carteirinha, que simplesmente destroça o corpo da Katma em um monte de pedacinhos só pra dizer "te amo Hal!" com o sangue da pobre coitada. O John até consegue ressuscitar ela por um tempo, na saga do "Mundo Mosaico" em Oa, mas quando o Hal vira o Paralaxx em Crepúsculo Esmeralda, os poderes do John vão pro saco e a esposinha também.

Em abril de 2014 a personagem meio que "voltou a vida" de novo, mas morreu na mesma edição, nem entendi direito então porque tiraram ela do caixão, mas ok, deve ter sido só clickbait.