Justiça Jovem

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Justiça Jovem encarando você, sua mãe, a puta que pariu e qualquer um por aí.

Justiça Jovem é um grupo de super-heróis criado pela DC Comics para substituir os Jovens Titãs depois que seus integrantes envelheceram cresceram e mudaram de nome para Velhos Titãs. Inicialmente era apenas um trio formado por Superboy, Robin e Kid Flash, mas logo foram enfiando outros membros e atualmente já são mais de oito mil.

A ideia era criar uma espécie de Malhação em quadrinhos, com histórias mais voltadas ao público adolescente, que vinha perdendo o interesse em ler gibi.

Os roteiros tentam ser menos violentos e não mostrar tanto sangue e putaria como nos outros títulos da DC, trazendo os personagens lidando com problemas idiotas típicos da puberdade.

Como surgiu?[editar]

A equipe surgiu em 1998 durante uma crise emo de Robin, Superboy e Kid Flash, que estavam cansados de viver à sombra de seus mentores adultos Batman, Superman e The Flash, decidindo então se rebelar e criar seu próprio time plagiado da Liga da Justiça.

Os três heróis dão match no Tinder e marcam encontro em uma caverna abandonada para se conhecerem melhor. A tal caverna é nada mais, nada menos que a antiga base secreta de operações da Liga da Justiça, que acaba sendo escolhida para virar o quartel general da Justiça Jovem, já que eles ainda não tinham orçamento para arrumar um lugar melhorzinho, então apelaram para a reciclagem.

As primeiras missões da Justiça Jovem foram ajudar Segredo, que depois entrou para o grupo através do sistema de cotas femininas, e salvar todas as crianças do mundo, que haviam sido levadas para uma cópia bizarra da Terra do Nunca sequestradas por uma versão genérica do Peter Pan.

Tornado Vermelho[editar]

Todos os guerreiros da Justiça Jovem reunidos, para proteger a Terra de todo e qualquer monstro que queira dominar o mundo.

Sendo formada por membros adolescentes, a Justiça Jovem precisava de um superior responsável maior de idade, ou então acabariam indo parar na Febem. Claro que eles poderiam muito bem recorrer a suas contrapartes adultas da Liga da Justiça, mas seria óbvio demais e ainda iria contra a ideia original de formar um novo grupo independente.

O problema acaba sendo acidentalmente resolvido por Kid Flash, que assim como o Flash adulto, só faz merda e quer dar uma de zoeiro o tempo inteiro. Em uma dessas, ele começa a mexer aleatoriamente nos antigos equipamentos desativados da Caverna da Justiça (nome que eles mesmos criativamente escolheram) e ressuscita sem querer o robô falido Tornado Vermelho.

Sem uma opção melhor, os três guris retardados aproveitam que Tornado Vermelho é uma máquina sem vontade própria e o programam para que ele vire seu escravo, fazendo com que ele acredite que é o mentor do grupo. O coitado bem que tenta dar uns conselhos, mas é quase sempre ignorado, assim como todo adulto que tenta aconselhar os mais burros jovens.

Quando Tornado enguiça, quem assume o posto de babá da Justiça Jovem é Snapper Carr, um coadjuvante esquecido dos anos 60.

Atualidade[editar]

A Justiça Jovem faliu em 2003 e seus integrantes foram transferidos para os Novos Titãs. Anos depois, o Cartoon Network resolveu produzir um desenho animado sobre eles e a revista também voltou a ser publicada, mesmo vendendo porra nenhuma.

Ver também[editar]

v d e h
O incompreensível mundo do Universo D.C.