Johnny Gat

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Johnny Gat é um clone do Johnny Cage mal feito personagem com cara de asiático extremamente violento que aparece na série Saints Row, com o objetivo de tentar matar qualquer um que aparece em sua frente que o olhe torto, além do fato de ser um dos únicos da gangue que não morrem com 6 tiros. Por causa de suas características de um psicopata, é adorado por quase todo mundo que jogue esse jogo.

Saints Row[editar]

Johnny, assim como o protagonista era apenas um membro qualquer que se juntou a gangue 3rd Street Saints com o motivo de acabar com as balas perdidas que eram disparadas todo o dia no vilarejo onde morava em Stilwater e então queria acabar com uma das gangues, onde decidiu no uni-duni tê, e escolheu para acabar com gangue de favelados musicais Vice Kings, com um plano de acabar com carreira musical dos escravos que tinham que trabalhar pra companhia musical pertencente aos próprios Vice Kings. Em uma das missões, Johnny acaba conhecendo Aisha, uma das cantoras mais famosas de Stilwater e se apaixona por ela, e por sorte ela também acaba amando Johnny, o que irrita Warren Williams, o cafetão atual de Aisha que trabalhava para a Vice Kings.

Por ser uma máquina de matar humanos e ser um favoritos da Dona Morte, e levar uma cantora que quer ficar o mais anoréxica magra o possível para uma rede de fast-foods que a poderia deixar um pouquinho mais gorda, Aisha resolve se separar em uma parte da história, mas depois disso acabam voltando após os Vice Kings forem todos para o inferno, com exceção de Benjamin King, o gordo que foi traído por eles.

No final, o protagonista do jogo é explodido em um barco, porém não morto e nem o fodão Gat conseguiu impedir a chegada de novas gangues para dominar a cidade de Stilwater, o que fez que os Saints ficassem parcialmente extintos no mapa.

Saints Row 2[editar]

Johnny após a morte de Aisha.

Gat então descobriu que Troy Bradshaw possivelmente poderia estar incluído na tentativa de assassinato do protagonista do jogo e o tenta matar, mas como Gat é burro, logo cai em uma cilada da polícia, já que Troy virou chefe de polícia da cidade de Stilwater e por causa disso é condenado a trocentos anos de xilindró (que virou apenas 2 anos por causa do próprio Troy) e é solto pelo próprio protagonista, que foi acordado de um coma de vários anos.

Gat é solto no tribunal e após isso, o mesmo tenta achar um lugar qualquer para colocar um quartel general, até achar uma mansão caída aos pedaços, o que usam de "casa" pelo resto do jogo. Enfim, o segundo game começa com a mesma coisa do primeiro, indo atrás das três gangues, onde Gat tenta ir atrás dos Ronin por vestirem amarelo, assim como os Vice Kings e tenta roubar o dinheiro do casino deles.

Logo após atrairem a atenção de todo mundo, Gat resolve inteligentemente colocar o dinheiro do cofre na casa de sua namorada, Aisha achando que iria dar totalmente certo, até que os Ronin armam uma bilada para os Saints, atraindo um membro imbecil para a casa de Aisha, o que faz o membro mais inteligente dos Ronin, Jyunichi achar a casa de Aisha. Johnny vai sair para fazer compras com o protagonista e consegue achar vários japas invadindo a casa de sua namorada.

Aisha após avisar da cilada, vira presunto após ser decapacitada pelo próprio Jyunichi e os dois possuem uma luta de espadas, até que o mesmo acaba empalado pela espada, mas por ser um personagem fodão, acaba sobrevivendo. Johnny terá de ir ao hospital, mas as ambulâncias são tão incompetentes que o próprio protagonista terá que cuidar disso enquanto terá que desviar de vários membros japas atirando de moto em um dos arcos mais irritantes desse jogo.

Gat está no hospital, que novamente é atacado por membros da Ronin, e novamente tem que escapar daquele inferno, até dar o fora dali. Depois de algum tempo, Gat resolve fazer um funeral para Aisha, mas Shogo, que já estava chorando pelo fato de seu pai dar a mínima para ele, resolve atacar o funeral da Aisha. Gat, que já estava puto naquele momento resolve não matar ninguém e mandar o moleque cair fora.

Shogo resolve ficar para acabar com o funeral e é caçado pelo protagonista em sua moto, até que acontece uma das cenas mais marcantes de Johnny Gat, Johnny dá um soco em Shogo e o humilha em batalha, inclusive dando um socão tão forte que chega a quebrar uma lápide. Como não queria matar ninguém, Gat tem a ideia de deixar Shogo apodrecer vivo em um caixão, o que faz o aborrescente japa ficar chorando para sua mãe.

Depois disso, Gat aparece como figurante e só ajuda a matar o verdadeiro líder dos Ronin, Kazuo Akuji e faz mais nada no jogo, até chegar o arco da Ultor, para fazer Dane Vogel comer capim pela raiz.

Saints Row: The Third[editar]

Johnny Gat na vida real...ou apenas seria Johnny Cage?

Cquote1.svg Fodeu... Cquote2.svg
Phillipe Loren sobre mentir sobre a "morte" de Gat
Aqui as coisas começam a ficar feias para Gat, que percebe que ser de gangue está uma porra e que a 3rd Street Saints só querem saber de marketing, e Gat participa do roubo ao banco novo da cidade, mas percebe que dá em merda por ter um demente participando dele, e por causa do grande FAIL dessa tentativa de assalto, Johnny Gat mais uma vez é mandado para o xilindró, mas é solto por Phillipe Loren, que quer fazer um acordo com os Saints.

O acordo, como óbvio dá errado por causa dos Saints não serem mais uma gangue de rua que não entende de nada financeiramente e resulta em um tiroteio em um avião, Gat acaba dando um especial de porrada em Loren, mas é parado por Zinyak, que o abduz para estudar seu comportamento violento que lhe dava medo. Por causa disso, Phillipe acaba explorando isso para mentir sobre a morte de Johnny Gat e emputecer os Saints, o que resulta em sua óbvia morte.

Por causa de sua morte sem sentido nas mãos de um francesinho belga ricaço, isso causou que o próprio Saints Row: The Third fosse um dos jogos mais odiados da série, tanto que no meio do jogo tiveram que colocar várias referências ao Johnny Gat, tais como uma versão zumbi dele, assim como uma DLC de um nerd que acabou misturando o DNA do Johnny com a burrice de um dos Brutes do jogo.

Saints Row IV[editar]

Após ser estudado por Zinyak, Johnny é colocado em um mundo com seu maior pesadelo, a morte de Aisha, onde é preso por um tempo indefinido, até ser solto pelo protagonista na mesma missão que mais se parece um clone de Double Dragon, Zinyak fica com tanto medo de Johnny ser solto que manda várias de suas tropas ir atrás de Johnny, mas isso não dá certo, já que o protagonista também vai atrás dele e se junta a gangue.

Depois disso, Johnny só aparece em sua missão de lealdade e no final do jogo, onde todos participam para não ter membros inúteis como Shaundi e Pierce no meio do terceiro jogo e luta contra as tropas de Zinyak na última missão, acabando com o reinado do alien.

Saints Row: Gat out of Hell[editar]

Johnny tentando parecer fodão após sua lamentável aparição em Saints Row: The Third.

É finalmente feito o sonho de todo o fã do Johnny Gat, que era jogar com ele e nesse meio jogo, você pode tanto controlar o próprio Johnny quanto a hacker Kinzie Kensington após tentar resgatar o protagonista do jogo, que foi capturado por Satã em um jogo de Ouija e nesse jogo faz amizades com vários "vilões" da história, incluindo o próprio empresário Dane Vogel, que como óbvio, está fingindo amizade e quer um salário melhor como sempre.

Gat tenta salvar a filha de Satã, Jezebel e o próprio interpreta que Gat quer dar uns pegas nela, forçando um casamento. Como óbvio, o casamento dá errado e Johnny e o próprio Satã brigam na porrada, até que Johnny (ou Kinzie) vence a luta, matando o demo e dando um fim no caos do inferno. Por causa disso, Johnny tem vários finais diferentes, visitando Aisha no céu, rehabitar um novo planeta para substituir a Terra, resetar o universo de Saints Row para a série parar de viajar na maionese, ou fazer qualquer pergunta fútil para Deus.

Agents of Mayhem[editar]

Só está aí para tentar fazer o jogo parecer bom, mas nem isso consegue.

v d e h
Saints row.jpg