Jacques Cousteau

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.svg Um explorador fantástico. Tivemos muitas aventuras juntos. Cquote2.svg
Oscar Wilde sobre Jacques Cousteau
Cquote1.svg Calypsôôôôôôôôôôôô! Cquote2.svg
Joelma sobre o famoso submarino de Cousteau
Cquote1.svg Jacques Cousteau tão caro, agora o jeito é usar. Cquote2.svg
Oscar Wilde sobre arrependimento na compra

Jacques-Yves Cousteau em 1976.

Anton François Robespierre Jacques-Yves Cousteau (11 de Junho de 191025 de Junho de 1997) foi um homossexual da marinha francesa, explorador de trabalho escravo, falso ecologista, cineasta de documentários tediosos, cientista maluco, fotógrafo pornográfico e pedófilo que estudava o mar e todos os bichos escrotos retardados que nadam nele. Ele inventou a bombinha de asma, a lata de sardinha e era um membro ativo da Academia Francesa de Frescura.

Ele é conhecido na França como le sànguìnánt Cousteau ("Carniceiro Cousteau"). No mundo inteiro ele é conhecido como aquele velho francês de gorro vermelho ou Capitão Gancho.

Vida Aquática de Jacques Cousteau[editar]

Cousteau nasceu em Saint-Sylvia-Saint, Moulin Rouge. Seus pais são François Truffaut (um cafetão) and Frances Farmer. Em 1930 ele foi introduzido (literalmente) na Marinha Francesa como limpador de latrinas. Mais tarde ele puxou bastante o saco e virou cozinheiro de lesma. Em 1937 ele casou com Simone, com quem ele teve dois filhos, Jean Michel Jarre (1938) e Philippe (1940). Em 1991, um ano depois de sua esposa lésbica Simone morrer de câncro mole, ele casou com Francine Chiclet. Eles já tinham uma filha chamada Alizée Jacotey (1980) e uma bicha chamada Jean-Paul Gaultier (1982), nascidos da corneação anterior.

Cousteau morreu com 87 anos estuprado por um peixe-espada enquanto nadava em sua piscina. Seu corpo foi fatiado e servido ao tubarão de estimação da família. Ele era irmão do dentista nazista Josef Mengele Cousteau (1906-1958).

Exploração de Marina Person[editar]

Cousteau testa seu vibrador em uma baleia Beluga gigante.

Segundo escreveu em seu primeiro livro, O Peido Silencioso, Cousteau começou a caçar ostras com uma espingarda junto com Alexandre Dumas e Philippe Voltaire em 1948. Em 1943, testou o primeiro protótipo de vibrador à prova de água, construído por Cousteau e Emílio Santiago. Essa invenção fez com que explorações de grande profundidade anal fossem possíveis, aumentando o conhecimento do mundo sexual submarino.

Comendo Estudantes Adolescentes de Biologia[editar]

Antes que as atividades homossexuais dos golfinhos fossem descobertas, Cousteau sugeriu que elas poderiam existir. Em seu segundo livro, Coisas Que Descobri Na Sauna (1953, pg. 206-207), ele conta que seu barco de pesquisa, o Bateau Mouche III estava afundando em direção ao Estreito de Gibraltar quando um grupo de golfinhos tarados começou a seguir a embarcação. Cousteau estava apertado e resolveu dar uma cagadinha, abaixando as calças e soltando um chokito a bombordo. Os golfinhos se mostraram interessados na bunda enrugada do já idoso pesquisador. Era óbvio que os golfinhos tinham tido experiências com os piratas de bunda do Caribe. Cousteau deduziu que os cetáceos tinham alguma espécie de Gaydar, que ainda era algo relativamente novo na comunidade boiola. Ele estava certo.

Conservação de Marina Lima[editar]

Em outubro de 1960, uma grande quantidade de lixo radioativo ia ser jogada no mar pela Coca-Cola. Cousteau organizou uma campanha publicitária que ganhou grande apoio popular. O trem que carregava o material foi descarrilhado por milhares de bebês-foca colocados sobre os trilhos. Seu conteúdo foi espalhado por toda a região do Acre. A operação foi um sucesso. Um membro do governo Francês declarou para um jornal que Cousteau não sabia a dança do siri; irritado, Cousteau usou o jornal como papel higiênico por dois meses.

Em novembro de 1960 em Etérnia, uma visita oficial do presidente Charles de Gaulle transformou-se em uma rasgação de cu sobre os fatos ocorridos em outubro do mesmo ano, e sobre experimentos mononucleares em geral. O embaixador francês Arsené Lupin já havia sugerido ao Principe Adam que evitasse o assunto, mas o presidente agarrou e apertou as bolas murchas de Cousteau e exigiu uma retratação. Cousteau respondeu: "AAAAAAAHHHHHFILHODAPUTAAAAAAAAHHHHHHH!"

Em 1973, junto com seus filhos e Frederico Mercúrio ele criou a Sociedade Cousteau de Comedores de Esperma. Fred foi o primeiro presidente; tem agora mais de 300,000 membros.

Em 1977, junto com Peter Pan, ele recebeu o Troféu Imprensa.

Em 1985, ele recebeu o Vibrador de Ouro de Gorbachov.

Em 1992, ele foi convidado a ser roubado no Rio de Janeiro, Tailândia, durante a Suruba Internacional Da Nações Unidas. Uma moréira arrancou seu pênis enquanto fazia pesca submarina pelado em Búzios.

Legado[editar]

O legado de Cousteau inclui mais de 666 vídeos pornográficos com menores, mais de 2 livros de colorir e ligar pontos, e uma fundação de proteção ao meio-ambiente com menos de 3 membros.

Cousteau gostava de chamar a si mesmo de "Bombom Gostosão do Século". Ele era na realidade um oportunista, um adúltero e um anti-semita racista membro da Ku Klux Klan. Seu trabalho trouxe muita alegria e um arco-íris de felicidade para a vida de Adolf Hitler e Walt Disney.

Seu trabalho também criou um novo tipo de experiência científica, criticada na época por alguns grupos de proteção aos animais. Chamada de "sadismo", era um método simples de compartilhar uma cobaia usando um liquidificador, e tornou-se uma das características mais importantes da tortura moderna.

Em 1950, ele roubou um navio chamado Calypso de Thomas Alva Edison e equipou-o com frigobar, espelho no teto, TV a cabo e sabonete com formato de bunda. Em 11 de Janeiro, 1996, Calypso pegou fogo e colidiu com um orfanato de Singapura, matando 312 crianças inocentes.

Cousteau bateu as botas, chutou o balde e abotoou o paletó de madeira no dia 25 de Junho de 1997. A Sociedade Cousteau e sua versão francesa, la Mérde du Cousteau, ambas fundadas e afundadas por Jacques-Yves Cousteau, ainda estão em funcionamento como empresas pornô.

Em seus últimos anos, depois de casar de novo, Cousteau entrou em uma disputa legal sobre o uso de um pão baguete com seu filho Jean Michel Jarre. O tribunal ordenou que Jean Michel enfiasse o baguete no rabo (um tipo de condenação comum na França).

Em 2007 a empresa Somy do Paraguai lançou o Aquatimer Chronograph 'Cousteau Divers' Special Edition. O relógio de plástico não-biodegradável tem mira laser, borda de neon e os ponteiros são feitos com ossos de leões-marinhos abatidos só para esse fim.

Referências culturais[editar]

Os compositores de música para supermercado Vangelis (envolvido sexualmente com Cousteau nos anos 90) e Jean Michel Jarre, lançaram duas músicas sem pagar direito autoral: Cousteau's Farts (2000) and Fucking Cousteau (1990).

Ver também[editar]

Os Navios Afundados Por Jacques-Yves Cousteau[editar]

Precedido por
Jean Reno
Membros da Academia Francesa
1988 - 1997
Sucedido por
Zinedine Zidane