Império Sassânida

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar


●ساسانیان
●Reino dos Reinos dos Persas dos Persas do Império dos Impérios Sassânida dos Sassânidas
●Império Sassânida

Bandeira do Império Sassânida.png
Bandeira
Lema: THIS IS PERSIAAA
Hino: Trilha Sonora de Prince of Persia: Warrior Wihtin
LocationIran.png
Império Sassânida em sua maior expansão
Capital Ctesifonte
Língua Persa
Tipo de Governo Reino dos Reinos
Rei dos Reis Ardacher I à Yazdegerd III
Moeda tapetes persas
População ?



Império Sassânida é o que sobrou da toda gloriosa e antiga Pérsia, apenas uns iranianos de barba e turbante fumando ópio e dançando com mocréias dançarinas do ventre. Em sua época rivalizou com o magnífico Império Bizantino o mercado de ópio, odaliscas e Whiskas Sachê.

História[editar]

Origens[editar]

Sauron no ano de 224 reunificou todos os orcs e goblins de todo Oriente Médio (na época chamado de "Terra Média") e criou um esplendoroso exército de goblins vestidos de Morte de Todo Mundo em Pânico e de uma bizarra mistura de piranha com smurf e frankstein para sua infantaria que viria a destruir o já abalado Império Parta. Depois disso, os sassânidas governaram o planeta por 400 anos.

Expansão[editar]

O imperador Khosrau II foi o grande responsável pela expansão do Império Sassânida para o ocidente, atropelando os maricas que viviam no Império Cor-de-rosa Romano Oriental.

Tudo começou porque o imperador bizantino Justiniano II recusou-se a pagar tributos para os sassânidas, que os extorquiam com ameaças veladas de estupro anal coletivo. O motivo desse calote ocorreu porque Justiniano II gastou todo seu dinheiro com álcool e strippers. O imperador Khosrau II do Império Sassânida ficou furioso com isso, pois naquele ano não teve seu dinheiro para gastar com álcool e strippers. Eclodia então a Guerra do Álcool-Strippers, que terminou com vitória sassânida, pois os bizantinos mal sabiam segurar numa espada e eram possível vencê-los usando meras réplicas de plástico da Marreta Biônica do Chapolin Colorado fabricadas em Taiwan.

Queda[editar]

Todavia, embora ficar guerreando todo ano contra os bizantinos parecia moleza, a longo prazo essas batalhas já estavam se mostrando realmente desgastantes para os sassânidas. Mas no início do século VII os bizantinos descobrem a arte de fazer bundalelê vestindo fio-dental e assim causar vergonha alheia. Diante daquele cenário os sassânidas são obrigados a recuar, mas no ano de 651 ao voltarem para casa no Irã, os sassânidas encontram lá vários beduínos vendendo bibsfirras e leite de camela, já dominando a região. Sem território, os sassânidas encontram o seu fim, começando a partir dali o domínio árabe no Oriente Médio.

Governo[editar]

O Império Sassânida era governado pelo Rei dos Reis, uma mistura de Deus-Rei com McGiver, capaz de fazer tudo, acima de todas leis e dono do multi-universo.

Cultura[editar]

O Império Sassânida influenciou a arte européia com todo o requinte da arte dos tapetes persas, bem como também foi um marco da literatura por ter sido a época de publicação do livro da Disney Mil e Uma Noites, onde uma charlatã chamada Scheherazade seduzia o rei sassânida Shahryar com várias histórias da carochinha.

Os sassânidas foram também os responsáveis por levar a cultura de cheirar gatinhos para todo ocidente, em substituição do haxixe que estava em falta na Holanda, na época.