Guy Gardner

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Vegeta05.jpg Este artigo é sobre um anti-herói!

Guy Gardner é obscuro, muda de lado a toda hora e só faz o que bem entender.

Você o ajuda, ele ajuda a si mesmo, entendeu?

O cabelo de cuia mais filho da puta legal da vizinhança.

Guy Gardner é um dos Lanternas Verdes da Terra, um dos mais fodões. Aliás, um não, O MAIS FODÃO! Pelo menos foi isso que ela, digo, ele disse de si mesmo, e mandou eu dizer também, senão ele iria fazer um dildo enorme com o anel energético dele e enfiar todinho no meu cu. Como eu prefiro evitar essa fadiga, vamos deixar isso de lado e dizer, sim, ele é o cara mais fodão da toda a tropa dos Lanternas Verdes, e todo o resto é um monte de maricas e meninas choronas.

Claro, ignore as vezes em que ele apanhou do Lobo e do Hal Jordan, isso nunca existiu, é intriga da oposição...

Origem[editar]

Guy nasceu em Baltimore, e era filho de um pai cachaceiro (igual você) que vivia abusando a mãe e chamando ele de maricota. Sempre o papai dizia "alá teu irmão Mace, vai virar da polícia, e você um reles professorzinho de educação física que nem coragem tem de comer as alunas no banheiro!" (mal sabia o pai que o Mace idolatrado iria virar o vilão Militia, que iria fazer muita merda em Baltimore e arredores ainda).

Apesar do pai cuzão, Guy seguiu como um bom rapaz, mesmo que na adolescência tenha lá feito uma cagada, mas o maninho o ajudou e tirou da merda. Assim Guy se formou mesmo em educação física e vivia normalmente. Até que, um belo dia, um alienígena chamado Abin Sur caiu na Terra mortalmente ferido. Desesperado, pediu pro anel ver uma pessoa de grande valor daquele planeta para passar o legado e a missão pra ele, e rapidamente detectou o Guy Gardner. Teleportou a pessoa mais digna e assim lhe deu o anel, e ele se tornou o Lanterna Verde... Hal Jordan! Pois é, o Hal tava ali pertinho, em Coast City, e acabou sendo chamado por estar mais perto. O Guy sentiu como se o destino tivesse sambado em suas costas, mas não sabia bem o porquê disso, e foi viver a vidinha dele de boas.

Um dia o Hal tava meio que de saco cheio da vida de Lanterna Verde (algo aliás que ele ficaria por uma caralhada de vezes ao longo da vida - deve ser um saco mesmo ficar com UM FODENDO ANEL NO DEDO QUE VOCÊ PODE CRIAR TUDO O QUE QUISER, mas né...) e os Guardiões do Universo lhe mostraram quem seria seu sucessor imediato: Guy Gardner.

Assim, Hal faz amizade com ele no modo civil, e essa amizade é meio abalada de levinho quando o Guy, tentando salvar alunos num ônibus que ia virar a ponte, leva uma bordoada do busão e quase morre, ficando com 6790% do ossos quebrados. Assim, ele perde a vaga pra um negão chamado John Stewart. Enquanto tava todo fodido, Guy acaba descolando uma namoradinha, uma vidente chamada Kari Limbo, que curiosamente é um limbo da porra, porque nunca previa nenhuma das merdas que iria acontecer com o namoradinho.

Já recuperado, e após o John Stewart ter saído fora por um tempo porque queria dar uma de membro dos Panteras Negras com a porra do anel, Guy acaba recebendo a chance que ele nem sabia que tinha na vida: virar o novo Lanterna Verde, só por um tempinho, enquanto o Hal ia na joalheria de Oa consertar seu anelzinho esmeralda. Daí o Guy vai pegar a bateria energética na casa do Arqueiro Verde e... CABRUM! A porra da bateria tava batizada e ele sei lá como foi parar na Zona Fantasma e passou por um processo fodido de lavagem cerebral. De lá, ele viu que o Hal, como um tremendo sacanajeiro, tava pegando sua mina, e quase casou com ela, só não conseguiu porque o Guy de alguma forma conseguiu falar com eles por telepatia e chamando todos de filhos da puta traíras. Se unindo ao General Zod e a outros filhos da puta da Zona, ele porrou o Superman e o Hal, que bateram em retirada rapidinho. Depois de um tempo o Hal voltou tentando de novo tirar o Guy daquela porra, e tudo que descobriu foi que o Sinestro raptou o cara e levou pra Qward. Conseguindo enfim resgatar o ex-amigo, que ficou em estado de coma ao ver o bigode horroroso do Sinestro, deixou-o sob os cuidados da Kari e foi embora. E assim o personagem ficaria até...

O novo (e desgracento) Guy Gardner[editar]

Em Crise nas Infinitas Terras, finalmente despertaram o cabelo-de-cuia do coma. Com danos cerebrais irreversíveis, como um transtorno explosivo intermitente e muito mimimi no cérebro, ele foi atrás do Hal pra dar um pau no cagão que, adivinha só, não era Lanterna Verde de novo. Mas aí um Guardião do Universo chegou e levou o Guy com ele pra Oa (e levou sei lá como o Hal com ele). Lá em Oa, Guy recebeu um novo anel, mudando seu uniforme pra um bangue mais a lá Justizeca e deveria explodir a lua de Qward, e foi com um monte de bandido mequetrefe como o Sonar, Áureo e Tubarão, mas foi impedido pelo resto da tropa, que descobriu que essa missão na verdade era uma puta cagada que ia era explodir tudo.

Puto com tudo isso, Guy se juntou a Hector Hammond e a Safira Estrela para fazer mais atrocidades, mas acabaram derrotados e o Guy acabou indo para um reformatório de lanterninhas. Voltou para a Terra acompanhando outros sete lanternas que montaram uma base pelo planeta, mas já querendo pagar de chefinho deles. Inclusive ele chegou ao ponto de invadir a União Soviética para quebrar de pau uns amiguinhos de um dos lanternas (o Kilowog) chamados de Sovietes Supremos, sendo que um deles acabou realmente indo pro beleléu nessa brincadeira. Nesse meio tempo o Guy participara da saga Lendas, e acabou convocado para uma nova versão da Liga da Justiça chamada Liga da Justiça Internacional.

Aí a maior parte das histórias do Guy passaram a ser juntamente com a Liga, normalmente sendo o porra-louca da equipe, tirando algumas vezes, quando após tomar SOMENTE UM SOCO do Batman ele ficava meio afrescalhado. Nesse tempinho descolou uma namoradinha chamada Gelo, um amigão chamado General Glória (que era um herói imbecil de gibis copiado de maneira bem podre do Capitão América que ele resgatou do limbo) e um mascote detestável chamado G'nort, o pior lanterna verde do universo.

Depois de muito tempo, após a reativação da Tropa (que tinha dado uma sumida depois que o Sinestro "morreu, mas passa bem"), acabou brigando com o Hal pelo posto de lanterna da tropa. Por incrível que pareça o poder do protagonismo falou mais alto e o Guy... perdeu o pau pro franzino do Hal. Já pensou nisso? Editores paus-no-cu!

O "Guerreiro" Barman[editar]

Provavelmente ele vai fazer uma garrafa de pinga com esse anel amarelo.

Desesperado por perder até o emprego na Liga depois de perder o anel, Guy tentou de tudo, até virar o Rambo, mas se deu mal demais. Aí ele acabou fazendo uma parceria inusitada com o Lobo, seu velho aminimigo, e cruzaram desde Qward até Oa atrás do anel do Sinestro, que tava no "cadáver" dele no cemitério dos Lanternas. Após enfrentar um suposto fantasma do vilão e derrotar, Guy sai voando por aí com um anel que não precisava de bateria energética ainda e que ainda por cima nenhum lanterna verde era capaz de derrotar.

Mesmo com todo esse poder, Guy acabou tomando no cu quando enfrentou o Apocalypse na saga da Morte do Superman. Todo debilitado, o anti-herói não pode lamentar seu rival azulão espancar o Apocalypse até a morte de ambos. Mas viu um monte de farsantes dando uma de Superman e obviamente quis tirar satisfação com o Superman de Visor, mas ao vê-lo espancando a vera uns bandidos, se mijou nas calças e aceitou que ele era o verdadeiro.

Depois de uma missão no espaço que não serviu pra nada, o Guy chegou a tempo de participar da saga Bloodlines, só para ser capturado pelo vilão da saga, um tal de The Taker, e ser resgatado pelos novos heróis toscos e com cara de cu que surgiram nessa saga, que só se salva o Hitman daí. Nesse meio tempo, um clone escroto dele chamado Joseph Gardner o substituiu na sacanagem na Liga, mas foi rapidamente derrotado e aprisionado.

Depois de um tempo, Guy decide virar uma espécie de herói de aluguel, usando o codinome "Warrior", e abrindo um bar com esse mesmo nome, ganhando grana embebedando heróis e vilões sem distinção (dizem que até o Superman dá um chega de vez em quando lá disfarçado de Clark Kent, se duvida, assista Superman III...).

Mas aí veio a saga "Crepúsculo Esmeralda", seguida pela "Holocausto Esmeralda", que ele e mais um bocado de heróis randômicos vão pra Oa atrás de informações sobre o sumiço do Hal Jordan e de vários Lanternas Verdes. Chegando lá, são recebidos pelo agora Parallax, que consegue derrotar todo mundo facinho, e nem o anel amarelo consegue fazer nada, sendo destruído no processo e o Guy mandado de volta pra Terra mais arrebentado que arroz de quinta.

O quase alienígena[editar]

"E hoje crianças, uma lição de como cagar num personagem foda!"

Após acordar, Guy vai para um país genérico da África junto com um aventureiro chamado Buck Wargo, atrás de uma suposta fonte de superpoderes. Após enfrentar uns nazis que usavam até dinossauros ciborgues (!), o Guy aparentemente morre, mas acaba passando bem, bem até demais, porque do nada aparece uma armadura louca e umas armas doidas no corpo dele. Ele não faz ideia de que porra foi essa, mas depois da saga Zero Hora ele descobre num flashback oportuno feito obviamente pelo escritor das histórias dele que estava muito chapado que na verdade ele era um descendente de uma raça alien chamada de vuldarianos, e que ele seria capaz de se metamorfosear, criar armas, ficar com a pele parecendo um indio maluco e panz.

Daí para frente é essa a vida de herói que ele passa a levar, apesar de sofrer para um caralho pra conseguir desbloquear seus superpoderes novos e os controlar corretamente. Vira até amiguinho ocasional do Superman e de uma das Supergirls, mas aí na saga Mundos em Guerra ele acaba sendo morto de novo, porém passando bem de novo, pelas mãos do Imperiex. Na verdade ele para num canto chamado Pokolistão, e depois de muito penar naquele pardieiro, ele consegue sair de lá com a ajuda do Superman. Ele ainda faz uma participação especial com a ridícula equipe Superamiguinhos, estranhamente usando um anel amarelo que o escritor dessa caralha deve ter tirado do cu, já que nesse tempo ele nem usava mais essa porra.

O retorno como lanterna verdoso[editar]

Em Lanterna Verde: Renascimento os poderes do Guy saem do controle do nada. Na verdade era influência do Paralaxx, e ele consegue sei lá como duplicar um anel verde e dá pro Guy usar. Só que o Guy tá possuído e fazendo um monte de merda, mas com a ajuda do ressuscitado Hal Jordan (ah sim, eu nem contei né, nesse meio tempo o Hal tinha batido as botas e tava trampando aaté renascer de Espectro), ele volta ao normal, e também pra tropa.

Daí pra frente ele vira um personagem respeitável enfim. Porra louca ainda, mas respeitável, tanto que vira da Guarda de Honra da Tropa (aliás, MEMBRO NÚMERO UM, tá vendo aí, o cara é foda mesmo, patroa!) e ajuda a derrotar o chorão do Superboy Primordial em Crise Infinita. Na Guerra dos Anéis ele se torna parte importante para a vitória da tropa, inclusive por estar agora na divisão de black ops da tropa (seu sonho se realizando, podendo enfim usar o anel pra matar geral). A moral do cara é tanta que ele monta um bar em Oa. Sim amigos, os lanternas verdes agora podem tomar uma Malt 90 espacial!

Virando comuna, digo, lanterna vermelho[editar]

"Foda-se o verde, eu amadureci!"

Depois da saga Eclipse Esmeralda, o Guy parecia que tava putaço com a tropa. Isso ficou mais evidente em A Noite Mais Densa, quando o maluco simplesmente surtou ao ser possuído por um anel vermelho e virar da Tropa dos Lanternas Vermelhos. Embora depois tenha se libertado dessa porra, ela ficou ainda na cabeça dele, e piorou durante a saga da Guerra dos Lanternas Verdes, quando no desespero ele pegou essa porra de anel de novo. Daí já viu né...

Depois de Os Novos 52, algumas coisinhas mudaram na vida do Guy, a começar pelo maninho, que virou agora Gerard e continuou como policial, nunca virando bandido, além de ganhar uma maninha ruiva chamada Gloria. Isso tudo é irrelevante, só coloquei mesmo por falta do que dizer, mas o fato é que o manolo mudou pouquinha coisa, só continuou na tropa dos vermelhinhos por mais um tempo, descolando até uma namorada bizarra chamada Bleez, e até usando um anel verde de vez em quando só pra relembrar os velhos tempos. Ah sim, ele ainda conseguiu se tornar o único com direito a patrulhar o setor 2814. Se fodeu, Hal Jordan, nada de lanternas verdes aqui, ainda mais depois daquela porra de filme...

Cquote1.svg Aham... e o que me diz desse filmezinho aqui que você participou, senhor Guy? Cquote2.svg
Hal Jordan sobre filme ruim que o Guy participou

Cquote1.svg Xiu! Não relembra essa merda... Cquote2.svg
Guy Gardner sobre esse filme citado acima

v d e h
O incompreensível mundo do Universo D.C.