Filosofia comunista

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
ZUMBI.jpg Efte artigo eftá uma merda, companheiro!
Alguém conferta o artigo, agora! O férgio Moro eftá vindo, então queime todav af provaf!


Cquote1.svg Como o próprio nome diz, teoricamente é uma teoria. Cquote2.svg
Galileu Galilei sobre Teoria Marxista
Cquote1.svg É minha. Cquote2.svg
Klaus Marx sobre Teoria Marxista
Cquote1.svg É minha. Cquote2.svg
Klaus Marx sobre Teoria Marxista
Cquote1.svg Eu presto atenção no que eles dizem, mais ele não dizem nada... iê iê! Cquote2.svg
Humberto sobre neoclássicos
Cquote1.svg Todos são iguais,mas alguns são mais iguais que os outros. Cquote2.svg
George Orwell sobre Teoria Marxista
Cquote1.svg Teoria baseada numa hipotética suposição em alegorias inverídicas estritamente imaginárias que deseja apenas explicar subjetivamente o processo social com coeficientes metafísicos simbólicos sugestivamente astronômicos e meramente teóricos. Ou seja, a teoria marxista é uma corruptela antisemita da teoria heliocêntrica de Nicolau Copérnico. Cquote2.svg
Nerd sobre Teoria Marxista
Cquote1.svg Seu nerd filho da puta desgraçado, chupa minha rola muleque. Corruptela antissemita, como se Marx era judeu, seu viado Cquote2.svg
Nerd comunista sobre frase acima
Cquote1.svg Ah!!! Cquote2.svg
Nerd sobre logo depois levar um Roundhousekick do Nerd Comunista
Cquote1.svg Filhos do Vaticano. Cquote2.svg
Papa sobre os Irmãos Marista
Cquote1.svg Isso é coisa de pobre... E eu odeio pobre! Cquote2.svg
Caco Antibes sobre Teoria Marxista
Cquote1.svg Santa Liga da Justiça!!!(Pow!) Cquote2.svg
Batman sobre Teoria Marxista
Cquote1.svg É uma droga. Cquote2.svg
Professor Pasquale sobre Teoria Marxista
Cquote1.svg Só vale a pena quando se está pobre! Afinal, ganhar de graça é bom, repartir os bens com os outros, não! Cquote2.svg
Professor de Geografia formado na USP-Acre sobre Teoria Marxista
Cquote1.svg Isso nom ecziste! Cquote2.svg
Padre Quevedo sobre USP-Acre
Cquote1.svg É uma dloga sim. Cquote2.svg
Cebolinha sobre Teoria Marxista
Cquote1.svg É um conjunto de drogas. Cquote2.svg
Fidel Castro sobre Caribe Marxista
Cquote1.svg Drogas? Aonde? Cquote2.svg
Dr. Dre sobre Teoria Marxista
Cquote1.svg Muié minha naisceu pa trabaiá! Cquote2.svg
Jeremias sobre Teoria Machista
Cquote1.svg Teoria marxista é outra aplicação hipotética do meu elixir. Cquote2.svg
Dr. Jekill sobre Teoria Marxista
Cquote1.svg Nosotros hacemos la revolución armada!!! Cquote2.svg
Che Guevara sobre a América Marxista e sob o efeito da marihuana

Retóricos da Luta de Classes, nessa imagem Sauron se exibe ao lado de Getúlio Vargas

Teoria Marxista da Luta de Classes[editar]

É mais velha do que pensamos. Surgiu antes de existir a terra, quando Lúcifer entrou em rixa com o arcanjo Gabriel pelo comando dos querubins. Surgiu assim a primeira Luta de Classes da história, quando a Classe Baixa dos Anjos do Apocalipse lutou contra a Classe Alta dos Anjos da Noite, porque na época não havia sido inventado o Sol e era tudo escuro. Gabriel liderava a classe alta, e lúcifer a classe baixa.

Dentre a Classe Baixa dos Anjos do Apocalipse se destacavam:

Dentre a Classe Alta dos Anjos da Noite se destacavam:

As duas classes lutaram entre si por muito tempo, até que Alá inventou o primeiro homem, notoriamente feito de barro, material precário e barato. Deu no que deu. Aí então as duas classes vieram pro Jardim do Éden e começaram a infernizar a vida silvestre local, e foi assim que o conceito de Luta de Classes chegou ao homem. Séculos depois, dois pensadores da Roma Antiga, de nomes Siddarta Gouttamma e Jorge Lafond transferiram a teoria para o papel sob o título de "O Manifesto Comunista", cuja única manifestação que fazia era de provocar melancolia e tristeza, devido aos garranchos e desleixos visíveis pelos leitores, fora os erros tipográficos, de semântica e gramática que o idioma Latim proporcinava a seus usuários. Dessa forma, a Teoria Marxista só trouxe tristeza para a humanidade.

Teoria Marxista de Marx[editar]

Cquote1.svg 37% dos mano pobre são pobre. Cquote2.svg
Primo Preto sobre Teoria Marxista de Marx

Karl Marx também escreveu alguma idiotice acerca da teoria que leva seu nome, como pode-se observar no livro "O Capital". Percebe-se também o quase analfabetismo de Karl Marx, por não saber nem ao menos as regras básicas de concordância, pondo um artigo masculino para um substantivo feminino. O título correto do livro deveria ser "A Capital", mas ignorando esse fato, pode-se resumir a teoria marxista de Marx como sendo basicamente o seguinte:

"A luta de classes pode ser sintetizada assim: Um dia os operários e trabalhadores vão cansar de trabalhar pros patrões e vão se organizar em sindicatos e associações de operários e partir para a luta armada. Então vão aniquilar todos os parasitas capitalistas da sociedade que enriqueceram as suas custas. Isso vai provocar uma guerra imensa, uma revolução, a Revolução Comunista, onde todos patrões deverão ser mortos para que não reste ninguém dessa laia. Com o término da guerra, não haverão mais patrões, então isso significa que não haverão mais empregadores, e portanto, não haverão mais desempregos, e portanto todos os operários estarão desempregados, e portanto não terão dinheiro para comprar comida para suas famílias. Então todos passarão fome, e como não haverão fábricas e os operários estarão desempregados, nada mais será fabricado, e portanto, não haverão mais produtos para se comprar. E então os operários vão fugir para a zona rural e saquear as fazendas e tentar adquirir comida para suas famílias. Isso vai gerar um caos público, uma imensa desordem que acarretará numa Guerra Civil. Durante a Guerra Civil mais gente vai morrer, e então não haverão mais fazendas e nem fábricas, pois as fábricas foram destruídas durante a Revolução Comunista e as fazendas durante a Guerra Civil. E sem fazendas, não haverá mais comida. E os operários que não morrerem em uma dessas revoltas, depois vão morrer de fome. Essa é a luta de classes."

Teoria Marxista do Rock[editar]

Cquote1.svg Yellow Submarine! Yellow Submarine! Cquote2.svg
The Beatles sobre Teoria Marxista do Rock
Cquote1.svg Lucy in the sky with diamonds... Cquote2.svg
LSD sobre Teoria Marxista do Rock

A teoria marxista sobre a origem do rock'n'roll foi escrita por um favelado que não entende nada de rock já que só ouve funk na favela. Ela pode ser resumida assim:

Os operários já estavam cansados de freqüentar os cabarés de Campinas e estavam ansiosos por encontrar esposas, coisa que nenhum campinense tinha talento para fazer. Foi então que o líder sindicalista dos metalúrgicos, cujo nome era Pélvis da Silva Presley teve uma grande ideia ao formar uma banda musical para promover bailes dançantes onde os metalúrgicos podiam sair a procura de suas esposas. A banda musical foi batizada de "Abelhas de Campinas". Infeslizmente a ideia inicial não deu certo, pois a banda só tocava Jazz e somente abestados, alcoólatras, intelectuais, mafiosos e prostitutas iam aos bailes. Além disso outro fator influenciou o fracasso inicial: nenhum dos músicos sabia tocar nada. Mas Pélvis Presley, como era conhecido, não desistiu. Reuniu novamente seus músicos e depois de passar juntos uma noite em depressão inventaram um estilo musical que revolucionaria o mundo para sempre e que finalmente aranjaria esposas para os operários. A receita era simples: uma mistura de blues, pôker, hot-dog, nicotina e conhaque. Batizaram a nova banda de "Baratas de Campinas", e o novo estilo musical de rock'n'roll.

O termo "Rock'n'Roll" foi dado em homenagem ao Rocky, do cinema, e a Santa Claus, que todo natal sorri graciosamente para todos: "roll, roll, roll".

A banda "Baratas de Campinas" fez muito sucesso no início do Século XX, promovendo bailes para os metalúrgicos. Infelizmente os metalúrgicos continuaram solteiros pois todas as mulheres que iam aos bailes tinham como desejo apenas Pélvis Presley. A situação dos metalúrgicos não mudara: continuavam oprimidos pelo sistema, gastanto todos seus salários nos cabarés, comendo polenta com ovo todo dia e além de tudo isso permaneciam solteiros. Um certo médico que morava na região, um tal Ernesto Che Gay Vara, que em seu consultório só aceitava homens, resolveu dar uma de herói em organizar um levante popular pelo marxismo em nome de seus amiguinhos do sindicato dos metalúrgicos. O objetivo inicial do levante popular organizado por Ernesto Che Gay Vara era que o governo brasileiro tomasse providências e efetuasse a exilação constitucional de Pélvis da Silva Presley sob a acusação de corromper a juventude com sua música envolvente. Foram levadas inúmeras provas contundentes ao Congresso nacional visando a exilação do comunista Pélvis Presley. Dentre as provas se destacavam: um gel, um pente com pelos pubianos, um preservativo, uma lantejoula dourada e uma certidão de óbito de uma adolescente que ao ir num dos bailes promovidos pelos "Baratas de Campinas" morreu de crise pós-orgástica crítica.

Tudo bem, pode até ser uma teoria Idiota, mas pode também não ser teoria coisa nenhuma, e sim uma narrativa mal-intencionada.

Que Alá os proteja! Habiiibiii habiiibibii habiiiibii...