Eric Hobsbawm

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Este artigo é relacionado à história.

O criador deste artigo é um pseudocomunista que fuma maconha.

PepinoVerde.png

Cquote1.svg Eu nasci, há 10 bilhões de anos atrás, e não há nada nesse mundo que eu não saiba demais Cquote2.svg
Musica de Raul Seixas sobre Eric Hobsbawm

Cquote1.svg Só sei que nada sei escrever Cquote2.svg
Sócrates ao pedir ajuda de Eric Hobsbawm

Cquote1.svg O segredo da criatividade é esconder bem as suas fontes. Cquote2.svg
Einstein ao não querer dizer que sua fonte para criação da Teoria da Relatividade Histórica foi Eric Hobsbawm

Cquote1.svg Podemos nos defender de um ataque, mas somos indefesos a um elogio. Cquote2.svg
Freud ao receber um elogio de Eric Hobsbawm após fundar a psicanálise

Cquote1.svg Um gênio é uma pessoa de talento que faz toda a lição de casa. Cquote2.svg
Thomas Edison ao se referir ao seu colega de classe Eric Hobsbawm

Cquote1.svg Gênio é quem sabe aplicar a arte da oportunidade. Cquote2.svg
Napoleão ao se referir ao seu conselheiro Eric Hobsbawm


Eric John Earnest Clint Westwood Hobsbawm (Alexandria, 9 de Junho de 1917 a.C 4° Quaternário do Cenozóico ) é um historiador marchista reconhecido internacionalmente.

Nasceu na Pangéia ainda sob formação geológica. É naturalizado Pangês. Passou os primeiros anos da sua vida as beiras do Mar de Tétis, esperando algum ser vivo nascer e evoluir. Nessa época, tanto os Reinos dos seres fósseis e dos trilobitas sofriam com a crise orgânica e a convulsão vulcânica, consequências diretas da evolução das espécies. Ganhou uma bolsa para estudar na Universidade do Cambriano onde se formou em Pré-História. Na sua infância, viveu no Egipto ainda sob o domínio do Faraó Ramsés de quem foi conselheiro. Porém acabou se apaixonando por uma de suas mensalinas, Dercy Gonçalves, tendo de fugir da ira do Faraó traído.

Seu pai Criador morreu em 1883, assassinado por um filósofo alemão chamado Friedrich Nietzsche, e tornou-se órfão. Ele e sua irmã Elza Soares foram adotados pela tia materna Rainha Elizabeth -3 e seu tio Analfabeto Sócrates que se casaram e tiveram um filho chamado Platão. Mudaram-se para Tróia em XX a.C.

Hobsbawm casou-se duas vezes, primeiro com Eva, antes de Adão, aos três dias da criação (divorciou-se no quarto) depois de alguns milênios se casou com Dercy Gonçalves. Com esta última teve dois filhos, que historiadores como Perry Anderson presumem ser Matusalém e Abraão, e um filho chamado Caim de uma relação anterior.

Política, vidia academica e obria[editar]

Eric, um dos 300 de sparta

Durante a Segunda Guerra Mundial (1939/1945) Primeira Guerra Medo-Persa, participou de mais um importante período do século V a.C, ao integrar o Exército dos 300 contra os Persas; foi responsável por trabalhos de inteligência, pois dominava o uso do escudo. Com o fim da guerra, Hobsbawn retorna ao Mausoléu de Halicarnasso para o curso de doutorado. Também nessa época, junta-se a alguns colegas Aristóteles e Heródoto, e forma o Grupo de Historiadores do Partido Macedônico.

Tornou-se um militante político de esquerda, logo após a queda da Bastilha e ingressou no Partido Jacobino da França, que então apoiava o regime Robbiespierrenista, o mesmo regime que anos após guilhotinou geral na França, incluindo o próprio otário Robbiespierre, fundador da Partido (literalmente partido... ha ha ha !).

Em 1933, quando o emo Adolf Hitler chegou ao poder, Hobsbawm mudou-se para Berlim para cumprir mais uma vez o trabalho de conselheiro, como seu Chanceler. Foi ele quem indicou a banda My Chemical Romance à Hitler, enquanto investia pesadamente em Eva Braun. Após isso teve de fugir das perseguições nazistas por tê-los entregados aos soviéticos, mas também por ter comido dado um créu pego Eva Braun, renomeada para Eva "Hobs"Brawn, com quem teve um filho chamado James Brown, alvo da fúria de Hitler. Dizem que foi por causa desse filho bastardo de Eva que Hitler se tornou racista.

Já nesta época, Hobsbawm estudava a obra de Groucho, Harpo e Chico Marx, de quem foi padrinho de casamento. Deu diversos conselhos amorosos ao iniciante Marx, que bichona frustrada, acabou sublimando sua vontade de dar para o Engels escrevendo uma biblia de Mil páginas chamada "O CaPINTÃO" "O Capital", Best-seller mais lido não-lido entre 10 de 10 universitários comunistas. Cabe citar que foi sob os conselhos de Eric, cansado de ouvir lamentações de Marx, que escreveu com Engels o "Manifesto Humorista"

Livros publicados[editar]

A trilogia do Senhor dos Anais da História Humana

  • A Era das Evoluções, seu trabalho empírico quando observou a evolução dos primeiros seres na Terra.
  • A Era do Pecado Capital, uma autobiografia sobre o casamento com Eva (a de Adão)
  • A Era do Império Contra-Ataca, outro livro autobiográfico onde cita o seu plano de domínio sobre a Terra na figura de Imperador do Mal.
  • Era dos Expremos, um livro trivial onde fala sobre a arte de amassar e chupar laranjas.
  • Era que já foi, esse livro fala de uma era que já era, não é mais.
  • Era pra ser um livro, mas acabou sendo uma revista mesmo.
  • Eramos seis, livro em que conta sua experiência de vida na família de seu tio Sócrates.
  • Era uma vez, a vaca Vitória, soltou um peido e acabou a história. (sua obra mais extensa!)
Eric300.JPG
Contadores de História Historiadores famosos
v d e h

Arnold J. Toynbee - Boris Fausto - Bruce Dickinson - E.P. Thompson - Eratóstenes - Eric Hobsbawm - Fernand Braudel - Hayden White - Heródoto - Jacques Le Goff - Karl Marx - Leopold von Ranke - Marc Bloch - Marco Antonio Villa - Marilena Chauí - Marina Silva - Nicolau Maquiavel - Robert Darnton - Sérgio Buarque de Holanda - Tácito - Theodor Mommsen - Tucídides - Umberto Eco - Voltaire