EI MINE

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Voz de gralha velha com coronavírus
EIMINE.jpg
Quem é Sherlock Holmes diante deste gênio do YouTube brasileiro?
Nacionalidade Minecraft
Ocupação Detetive de Minecraft, jornalista investigativo
Olhos Aguçados
Cabelo Estilo William Bonner
Filho(s) Todos os outros detetives do mundo
Influências Cellbit, Detetive Youtuber
Influenciados Victor Metaforando, Richard Abelha, Pedro Orochi
Nível de inteligência Alto Altíssimo, viu muitos vídeos do Você Sabia
Troféu Bicha do solsticio
EI MINE merece um troféu.
Por desmascarar Felipe Neto, o Kira do Minecraft.

Leonardo Viniccius Holmes, mais conhecido (e temido) pelo codinome EI MINE, é um youtuber brasileiro e detetive profissional de Minecraft, cuja missão principal nesta Terra é desmascarar todos os patifes que já ousaram enganar a comunidade de fãs do jogo. EI MINE se tornou muito conhecido há algum tempo por queimar o cabacinho de uma certa criatura de cabelo azul que conhecemos e amamos.

História[editar]

Cquote1.svg Você quis dizer: EI MAINI Cquote2.svg
Google sobre EI MINE
No princípio, o Grande Deus Viniccius13 criou os céus e a terra. A terra era sem forma e vazia, e o espírito de Herobrine aterrorizava os primeiros gamers. Então disse Viniccius: "haja luz", e a primeira tocha acendeu.

Bom, o que isso tem a ver com a história do EIMINE? Porra nenhuma. Na verdade, há evidências que ele seja um dos primeiros 12 Viniccius, antecessores do atual. Pois bem, EIMINE era apenas mais um dos porrilhões de canais de Minecraft que existem no YouTube, levando sua vida, quebrando seus bloquinhos e apresentando seu jornalzinho de quinta categoria, quase como um William Bonner pixelizado com voz de gralha velha com coronavírus, como se estivesse acordado por mais de 72 horas seguidas na frente do pc. Sim, ele era mais um dos jovens talentos não reconhecidos do YouTube, mas isso iria mudar em breve.

Felipe Neto, supostamente o segundo maior youtuber do Brasil, grande apreciador de Nutella e frases dizendo o óbvio, estava gravando uma série de gameplays de Minecraft em seu canal. Sim, uma ideia totalmente original, que quase já não foi masturbada excessivamente por 80% dos criadores de conteúdo relacionado ao game (convenhamos, a época de ouro desse tipo de atividade já passou há eras), mas que inexplicavelmente as crianças continuam curtindo, e curtindo pra cacete. Ok, até aí tudo bem, mas por algum caralho de motivo que até hoje tenta-se descobrir, o garoto detetive estava assistindo a série, e notou algo estranho em um dos episódios, algo muito sério mesmo. Isso o incomodou, o deixou pensativo, ele não conseguiu dormir direito, aquela maldita mensagem não saía de sua cabeça quadrada: Set own game mode to Survival Mode. Xiiiiiiiiiii! O que era aquilo? Será que Felipe Neto estava enganando seus fãs ao dizer que NÃO iria usar modo criativo em sua série de Mine? O que estava acontecendo?

Nelipe Feto e o exposed[editar]

MINE em ação

Nosso Metaforando do Minecraft precisava descobrir a verdade. Em eras de pura investigação, levantamento de informações relacionadas ao caso, missões de reconhecimento em território inimigo, interrogatórios, espionagem, infiltração e todas essas palavras fodas de filmes de ação, MINE conseguiu um compilado de todas as vezes que Felipe Neto faltou com a verdade em seus vídeos e gameplays, o que confirmou a já antiga teoria que diz que Minecraft é um bagulho muito mais sério do que apenas um joguinho quadrado de construção. Se você ofender a fanbase desse mundinho pixelizado, você está lindamente fodido. Para se ter uma ideia, MINE coletou informações de dias jogados, blocos colocados e até xp ganho nessa série e comparou com dados já verificados na internet, num verdadeiro trabalho do FBI.

Pois bem, a guerra era iminente. Literalmente todo mongoloide que usa a internet sabe que, se você for contra o Grande Felipe Neto, o Senhor do YouTube e mandatário do maior exército de crianças teleguiadas do Brasil (maior até mesmo que as do Lucas Lira), você sofrerá as consequências desse delito. Mas o detetive foi corajoso, não se intimidou e soltou a bomba: O YOUTUBER QUE USOU CHEAT PRA QUEBRAR TERRA ;--; (com a carinha triste no final pra dar um efeito de dramaticidade).

E foi aí que a saga de gato e rato entre Felipe Neto e outros 40 youtubers começou. Numa fanática brincadeira mortal de L e Kira quadrados, uma penca de outros detetives e rivais do Felipinho começaram a repercutir o caso, e, cá entre nós, foi um troço muito engraçado, porque se formou uma puta briga no YouTube por causa de um homem de meia-idade que joga Minecraft, e a discussão toda era se ele mentia para as crianças ou não (como se as crianças se importassem com isso). Algum tempo após o lançamento do "exposed", um vagabundo qualquer que por acaso havia conseguido a fama de destruidor de canais, reagiu ao vídeo em live e levantou o seu alcance, inflamando o ódio dos minions do Neto. Curiosamente, ao invés de irem lá no canal do Leo jogar seu mais puro hate no vídeo em questão, as crianças direcionaram a maior parte do seu ódio e português desmiolado contra o tal vagabundo, que por acaso se chamava Pedro Gabriel Henrique Santana Queiroz Nepomuceno Eurico Tchola Orochi, ou simplesmente Orochinho.

Com o nível de tesão, digo, tensão lá na puta que pariu, logo as crianças descobriram o principal autor do sacrilégio de blasfemar contra o deus Neto, e foi o MINE. Felipe tratou rapidamente de se defender e tentar abafar o estigma de mentiroso, fazendo um vídeo de respostas a inscritos sobre a fatídica série. O problema é que, primeiro, já havia uma treta paralela rolando no YouTube por causa de Felipe — aquele caso da "carta-aberta" e a jantada que o Poladoful, com sangue nos olhos e muito ódio acumulado desde 2016, deu no nosso garoto ixpertinho — e segundo, nesse vídeo Felipe tenta se justificar e acaba provocando uns e outros, dentre eles o nosso detetive de Minecraft e outro detetive, dessa vez de verdade mesmo: Victor Metaforando. Eita!

Cquote1.svg O que você tem a dizer sobre as pessoas que te acusam de usar Criativo? Cquote2.svg
Nicke
Cquote1.svg Eu fico surpreso que esses fiscais de Minecraft por aí não atentaram para a prova cabal de onde e quando eu ROUBEI (...). Pode chamar ae o detetive de expressão facial pra saber se eu tô mentindo ou não tô mentindo. Todos os blocos foram criados por mim kkk (agora eu tô rindo porque tô imaginando o cara analisando a minha cara enquanto eu falo). Cquote2.svg
Felipe Neto

Resposta do Metaforando[editar]

Quem nunca percebeu que Orochi sofria de coceira anal apenas de imaginar uma bela treta com o segundo maior youtuber do Brasil, que atire a primeira pedra. Já há algum tempo o otaku feio e virjão vinha postando uma série de provocações contra o apreciador de Nutella, e parecia uma questão de tempo até que Orochi partisse para as vias de fato. Ora, que oportunidade ele teria senão aproveitar esse exposed destruidor que MINE enfiara na bunda do deus Neto e todos os seus seguidores?

Para aumentar ainda mais o cagaço, realmente Felipinho havia provocado Victor, investigador e analista de microexpressões faciais profissional, que desperdiça sua vida gravando vídeos no YouTube. Nesse momento, todo e qualquer youtuber que pensasse em fazer um react de qualquer vídeo relacionado ao assunto em questão, seja concordando com um ou outro, poderia ter a certeza que seu cuzinho seria atolado de comentários com gramática pífia defendendo ridiculamente o Neto, a exemplo de Richard Abelha (outro detetive de microexpressões faciais, pai e mestre de Metaforando) e do nosso próprio MINE. Pode-se afirmar que grande parte da fanbase brasileira já esperava que algo esquisito aconteceria...

Uma das provas que sustentam a teoria do plano megalomaníaco do MINE

...mas não ao nível do que Metaforando, Orochi e Leonardo fariam: UM FODENDO VÍDEO DE QUARENTA E SETE MINUTOS DE PURO HATE AO FELIPE NETO, COM MAIS DE CINCO MILHÕES DE VISUALIZAÇÕES.

Várias razões já foram consideradas para entender o porquê dos três malucos terem lançando um vídeo tão sem sentido, tão longo e tão aleatório como foi esse:

Tudo era plano do MINE[editar]

Uma das hipóteses mais plausíveis é que MINE, com toda a sua sagacidade e esperteza de um verdadeiro Cellbit do Minecraft, tenha manipulado toda a situação para que seu canal crescesse e causasse uma guerra civil no YouTube. Sabedor que seu canal já tinha algum alcance até mesmo antes do react do Tcholochinho, EI MINE cuidadosamente preparou todas as suas artimanhas e o terreno para que a bomba estourasse bem na bunda do Neto. Com isso, um grande número de youtubers viria para seu lado e lutariam contra o deus. Se isso é verdade ou não, a Desciclopédia poderá contratar os serviços de Victor para descobrir.

Orochinho recém-expulso do Coisa Nossa[editar]

O canal do Guaraná Antarctica era o único patrocínio do olhos de cobra que lhe rendia algumas moedas, nem que fosse pra comprar um pãozinho mofado. Desde algum tempo antes, nos especiais de Natal que o Coisa Nossa preparava com o Lucas Inutilíssimo, Matheus Canella, Igor Guimarães, GEMAPLYS e Pedro Orochi, já havia algum incômodo entre a fanbase por causa de como o último fora tratado nos dois vídeos (embora tudo aquilo fosse apenas encenação e todo mundo saiba que eles se comem atrás das câmeras). O cara já tinha meio que uma má fama devido às tretas que arrumou com as kpoppers no Twitter, e isso acabou se agravando pra caralho, já que Pedro não tem capacidade cognitiva o suficiente para segurar as rédeas de seu conteúdo para que seja menos ofensivo, ainda mais nesses tempos em que qualquer coisa, eu digo qualquer coisa mesmo, pode ofender uma pessoa aleatória da internet, e do cu do mundo sai um grupinho pra cancelar quem quer que seja. A staff do Coisa Nossa, vendo que isso poderia dar merda pro lado deles já que sua caixa postal estava inundando de emails de garotinhas de doze anos os ameaçando de mil coisas diferentes, tratou logo de kickar o garoto sem nem avisar, e apagou toda e qualquer referência ao impronunciável nome blasfemo do youtuber de suas redes sociais.

E Pedro, boiola do jeito que é, ficou na bad por toda essa baboseira, bebeu pra caralho e gravou um vídeo assim mesmo, o que resultou naquele desastre emocional que vemos nos primeiros cinco minutos do fatídico vídeo. Aquela porra de trecho amaldiçoado causou sérias preocupações da fanbase do cara (um fato deveras surpreendente, já que todos os fãs dele ou são crianças-macaquinhas, ou são neonazistas adoradores de mulheres com pinto). Mas que não deixou de ser um puta bagulho engraçado.

Orgulho ferido do Victor[editar]

MINE trabalhando

Algo que não deixa de ser surpreendente e que deixa qualquer um com um CAVALO atrás da orelha é: porque diabos um detetive profissional vai se importar com uma briguinha de joguinho quadrado na internet? Como já citado no artigo, Felipe Neto conseguiu provocar Victor. Talvez porque este já estava cansado de ver Neto enganando criancinhas para ganhar mais money, resolveu responder, mas da pior maneira, no pior canal possível, com a pior companhia possível. No vídeo-resposta, a triforce se une:

  • um youtuber amado e respeitado no Brasil, com muitos amigos e fãs malucos, irônico e sarcástico, alcance e público gigantesco, especialista em Among Us, extremamente simpático e bonito;
  • um jovem detetive de Minecraft, muito inteligente e com uma voz sedutora;
  • e o bosta do Orochi.

Como se vê, não há uma razão lógica para Metaforando se importar com essa situação boba. A única resposta plausível é que ele tenha sentido que seu orgulho foi ferido, e que ele não deixaria isso barato.

Cquote1.svg Mermão, apaga essa porra ae namoral Cquote2.svg

Consequências e repercussão[editar]

EI MINE fez ao todo nove vídeos totalmente relacionados ao Felipe, listados em uma playlist do próprio canal onde ele chupa a própria pica incessantemente, numa genial jogada de detetive onde ele tenta aproveitar o máximo o fedor da bosta toda. Com todo o hype do exposed destruidor e o vídeo-resposta dos outros dois malucos (e mais um vídeo do Abelhudo também), nosso detetive finalmente alcançou a sonhada fama e oficialmente entrou para a turma dos grandes cabeçudos do YouTube brasileiro, ao lado de renomados investigadores, peritos criminais e resolvedores de enigmas que fazem conteúdo para a galera indie que se acham os cults na internet. MINE continuou sofrendo ataques de crianças todo santo dia enquanto a treta repercutiu.

E sim, essa treta de bosta teve tanto IBOPE quanto a treta política que o Neto desencadeou na web (essa sim, foi séria mesmo), mas o que deu gosto mesmo de ver foram os memes que nasceram dessa situação, como o famoso humanamente impossível que o Felipe soltou quando tentava se explicar sobre a acusação de limpar o terreno em modo criativo (sendo que Viniccius13 já fez coisa mais brutal em seus vídeos), os memes do próprio Viniccius13 que do nada explodiram em r/orochinho, r/nhaa, Neaki e outras comunidades, o Pedro mentalmente desequilibrado no vídeo-resposta dele, os memes do Metaforando que até hoje dão o ar da graça em milhares de apps, sites, redes sociais ou fóruns, o Sonic anulador e muitos outros. Para se ter uma ideia, até mesmo o Roda Viva, programa de televisão que entrevista várias personalidades do Brasil afora, tratou de conversar sobre este assunto com o Felipe.

Jornalzinho do MINE

Atualmente[editar]

Estilo e conteúdo[editar]

MINE faz vídeos totalmente relacionados ao mundo Minecraft e nada mais, devido ao fato de seu cérebro ser biologicamente limitado quanto à quantidade de coisas que pode processar ao mesmo tempo. Sem criatividade para fazer porra nenhuma a mais do que foi predestinado a fazer, Leo inteligentemente colocou todos os seus esforços em melhorar seu conteúdo ao máximo. Assim adquiriu alguns macetes e artimanhas para descobrir segredos ocultos em coisas aparentemente inocentes e banais, e logo descobriu que tinha vocação para ser detetive. A brilhante ideia: um detetive de Minecraft. Totalmente original, ninguém teria a sanidade sagacidade mental para elaborar algo do gênero.

Porém, em seus vídeos o youtuber não fala como um detetive, e sim como um apresentador. O bagulho todo ficou algo parecido como um "jornal do Minecraft", onde ele apresenta tudo o que descobriu como se fosse um documentário de jornalismo investigativo, só que com voz de gralha velha com coronavírus. Um professional minecrafter como ele era perfeito para o trabalho. O jornalzinho em si é um trabalho bem fofo e bem boiola: uma bancada de madeira com uma placa de pressão ao meio, uma porra listrada que não faço ideia do que seja (não me julguem, isso aqui não é Minecraftpédia) à esquerda, uma alavanca à direita, alguns arbustos ao lado e no fundo algumas pinturas e livros; com o bendito jornalista ao meio. E o cachorro.


Felipe Neto Bella.jpg
Felipe Neto Twitterverified.png
@felipeneto
Ver no Twitter
27 abr 2020
Twitterheart.png 9999999999999  04status.JPG
Veja outros Tweets de Felipe Neto


Vídeos[editar]


Sheldon foto.jpg Este artigo é sobre alguém mais inteligente que você!

Se você quer aprender mais sobre este ser incrível, siga seu exemplo, mas nem pense em vandalizar, ou será obrigado a estudar 24 horas por dia todo o conteúdo de Física Quântica