So you see...

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar


Regra numero um: 99% dos ricos são babacas e irão lhe jogar isso na sua cara.

Dhar Mann é um vlogger, diretor e um youtuber americano que faz trocentos vídeos utilizando o método de copiar e colar, sendo um mestre na arte de fazer vários vídeos que costumam ser parecidos, mas que na verdade são a mesma coisa, apenas mudando alguns personagens, e levemente a razão de um personagem ser perseguido por outro.

Seus vídeos costumam fazer sucesso entre várias pessoas, tanto que o próprio deu uma de espertinho e utilizando seu dinheiro, conseguiu contratar vários dubladores de canais de segunda de TV fechada para fazer as dublagens de seus vídeos em outros idiomas como se fossem aqueles canais sem alma de curiosidades que falam com uma voz sonolenta, conseguindo ter canais em espanhol, francês, indiano, árabe e até mesmo um canal em português, que possui um terço do número de vídeos do canal original, onde um vídeo "novo" do canal português é na verdade um vídeo de dois meses (ou mais) atrás do canal original.

Como é um canal bem sucedido no quesito de canal de "lições de moral", é óbvio que também tem suas cópias, que possuem quase os mesmos vídeos, só que um pouco menos family-friendly.

Os vídeos[editar]

Negros só são aceitos por adultos brancos caso forem (parentes de) donos de empresas sucedidas.

Os vídeos são compostos por vários atores, constituindo por vários que costumam ser oito ou oitenta, enquanto os atores mais conhecidos do canal são quase sempre aqueles que possuem o mesmo papel em todo santo vídeo que qualquer um está careca de saber, ou seja, os atores de personagens babacas que se redimem (ou que continuam do mesmo jeito) e os atores de personagens bonzinhos, que sempre dão uma lição de moral que alguém irá repetir no final do vídeo, além de vários figurantes que são vistos apenas em lugares que possuem bastante gente como restaurantes ou (super)mercados.

Os vídeos em si em expectativa tentam mostrar alguma lição de moral, porém mostram um mundo totalmente diferente do real, como pessoas que facilmente conseguem virar youtubers que têm mais views que músicas de artistas famosos em lançamento em 1 dia, vaquinhas colaborativas de doação que conseguem bastante dinheiro em pouco tempo ou empresas de sucesso que surgem em poucos dias sem nenhuma burocracia, ou seja, várias das coisas provavelmente não iriam acontecer como nos vídeos. Outra coisa que acontece são as lições de moral que passam batidas no vídeo e que são entendidas de outra maneira, o que levou o canal a ser criticado por várias pessoas, até envolvendo em tretas leves, com o caso mais famoso incluindo PewDiePie e a sua fanbase de nove anos.

E claro, não se esqueça dos sufixos usados geralmente por canais de clickbait, como "O final irá lhe surpreender", "O que acontece é chocante" e "Ele(a) irá se arrepender disto".

Estilo de vídeos[editar]

Se você pensa que este casal adotou um filho negro ou que a mãe está cuidando de um filho de sua melhor amiga falecida, parabéns, você está olhando muito esse canal.

O estilo dos vídeos deste canal são quase feitos da mesma forma, assim como o enredo de 90% dos jogos da franquia Super Mario, com o protagonista fazendo algo de sua vida até que se depara com o suposto antagonista, que começa a provocar o protagonista simplesmente pelo fato do próprio ser cego, ser pobre ou ter algum tipo de deficiência mental.

  • Mulheres interesseiras e homens cansados: Um homem namora uma mulher qualquer que pensa ser sua mulher dos sonhos, até que a mesma descobre que o seu marido era alguém de classe média/pobre que não conseguia comprar uma bolsa da Louis Vuitton (afinal todas mulheres querem bolsas da Louis Vuitton) ou algo aleatório de alguma marca rica aleatória. Pensando que seu marido estaria fazendo promessa típica de político brasileiro dizendo que iria ficar mais rico, a mulher acaba arranjando alguém mais rico que consiga comprar a tão esperada bolsa e usa alguma frase de efeito para chutar seu marido e colocar chifres nele. A vida da própria vira um luxo, até que em um dia a tal promessa de político acaba se cumprindo e em horas, a vida da mesma acaba virando um lixo, já que o novo namorado da interesseira era na verdade um Ricardão que já estava traçando umas oito ao mesmo tempo e acaba também levando chifres, até que os dois se encontram e o homem do começo acaba virando um ricaço que dá presentes para nova namorada, assim despejando a interesseira com a mesma frase de efeito utilizada no meio do vídeo.
    • Caso alguém do sexo masculino seja o antagonista, simplesmente inverta os sexos nessa história acima.
  • Duas pessoas competindo por um posto: Dois homens competem para uma função importante no emprego, um deles é muito tímido e não acredita que irá ganhar, enquanto o segundo simplesmente costuma lamber as botas de seu chefe, cumprindo sua função como ser mestre na arte de ser puxa-saco e por isso conta vitória antes do tempo, já que provavelmente iria impressionar seu chefe. Uma pessoa de aparência pobre aparece e enquanto o puxa-saco começa a zombar de todos os problemas existentes na pessoa, o tímido ajuda a pessoa com seu determinado problema e também é zoado pelo puxa-saco e essa situação se repete, até que descobre o plot twist que se repete em todas as histórias deste estilo, que a pessoa pobre na verdade é alguém rico ou que possui bastante importância na empresa, com o tímido ganhando e o outro incrédulo ou simplesmente demitido.
    • Caso apareça um rico anteriormente, irá chamar a atenção do antagonista, porém na verdade é sempre um pobre com um cartão de crédito estourado tentando pagar de rico.
Segundo Dhar Mann, um dos dois irá contar uma história trágica de fundo no final do vídeo.
  • Estudante antagoniza alguma pessoa: A história com o protagonista andando sem olhar, até que se depara com o antagonista da história e geralmente sendo portador de algum problema, e o mesmo ao descobrir isso, acaba fazendo bullying sem parar com a mesma pessoa, até que alguma pessoa adulta descobre isso, geralmente sendo a mãe do sujeito, que obriga o valentão a passar pelo mesmo problema da pessoa que estava zoando, sendo zoado por todo mundo e virando a nova chacota, ou simplesmente o valentão recebe algum problema natural que estraga sua aparência, passando pelo mesmo problema, ou o antagonista (se não for uma criança) acaba descobrindo os problemas do protagonista e tenta se redimir ao tentar comprar coisas para mudar a vida do mesmo.
    • Não se esqueça do suposto antagonista com uma expressão de "foda-se" quando irá desculpar com o protagonista do vídeo.
  • Pessoa rica se encontra com pessoa pobre: Duas pessoas, uma rica e uma pobre geralmente se conhecem desde os anos de 1900 e guaraná com rolha na época de ensino fundamental, e enquanto a vida da rica aparenta ser um luxo, a da outra aparenta ser um lixo e que as duas pessoas engravidaram ou foram engravidadas por alguém, tendo filhos que refletem em suas vidas. Depois de alguns minutos, a pessoa rica começa a zoar a pessoa pobre pelos presentes de merda que estava dando para seus filhos, até que no final mostra que o filho da pessoa rica na verdade odeia seu pais por ser uma criança birrenta e mimada, enquanto a da pobre adora seus pais por já está acostumado com a vida de merda que passa todo dia.
Cquote1.svg Pirralhos de 10 anos zombam do Dhar Mann Cquote2.svg
Indireta aos fãs do PewDiePie.
  • Pessoa mimada odeia seu presente: O vídeo começa sempre com uma família comemorando alguma coisa, geralmente o aniversário do filho ou filha mimada, que está todo feliz para seu dia e mesmo com sua família passando onze meses conseguindo se sustentar bem e estar na merda justamente no mês do aniversário do filho, os mesmos irão dar algo similar a um Polystation 5 quando o filho quer um Pleisteixo 5, o que faz o filho se berrar todo de raiva (o que não está errado, já que comprar um PolyStation de aniversário já é maldade mesmo) e dependendo do vídeo, isso se repetirá umas três vezes, com um dos pais sendo um disco arranhado e repetindo a mesma lição de moral de uma a três vezes, até que o filho fica pistola e vai embora de casa (ou de algum lugar comercial), onde encontra uma família miserável dormindo na rua e que coincidentemente outra pessoa sempre faz aniversário no mesmo dia e o pai da pessoa pobre dá ao seu filho um daqueles jogos 9999 em 1, o que faz o filho pobre pular de alegria, e por pena de haver pessoas masoquistas no mundo, o filho mais rico acaba voltando para o local inicial do vídeo e acaba aceitando o presente, o que terá algum plot twist, como descobrir que a caixa do Polystation na verdade estava guardado um PlayStation 5 e dependendo da bondade do filho rico, ou o mesmo irá convidar a família do filho pobre para entrar em sua casa, ou irá dar o presente para o filho pobre.

Cquote1.svg So you see... Cquote2.svg

E claro, não se esqueça do marketing gratuíto, como marcas luxuosas mencionadas por personagens interesseiras, especialmente Louis Vuitton, Gucci e Rolls-Royce alguém falando da empresa de maquiagens do dono do canal ou alguém falando que carros japoneses são para pobres (especialmente da Honda ou da Toyota), assim como alguma empresa aleatória do vídeo "de forma suspeita" ter as iniciais "D.M.", várias referências ao próprio Dhar Mann ou algum youtuber aleatório afiliado ao canal fazer alguma ponta em um vídeo.

Cquote1.svg Não estamos apenas contando histórias, estamos criando artigos! Cquote2.svg
Dhar Mann sobre escrever na Desciclopédia