Classe comédia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Va-a-merda-porra Alborghetti.gif Este artigo pretende ser ofensivo!

Se você não se sentiu ofendido, edite-o até se ofender.

E se se sentiu ofendido, VÁ A MERDA, PORRA!!!

Classe média!
Este é o tipico tipinho que é rico para os pobres e pobre para os ricos.


Cquote1.svg Você quis dizer: Alguém que só é bem de vida, mas, pensa que é rico? Cquote2.svg
Google sobre Classe média
Cquote1.svg A gente só se fode nessa merda! Cquote2.svg
Conrado sobre Classe Média
Cquote1.svg Bota na conta do papa! Cquote2.svg
Capitão Nascimento sobre esse tipo de gente
Cquote1.svg Bota na conta do papai! Cquote2.svg
Filho de pai classe média sobre dívidas
Cquote1.svg Fora Lula! Xô CPMF! Chega de exploração! Não a Corrupção... Cansei, ai santa! Cquote2.svg
Típico representante da Classe Média sobre como mostrar as suas reinvidicações
Cquote1.svg Eu adoro ler veja, adoro assistir globo, e "Ái lovi américa" Cquote2.svg
Boboca da classe média sobre pragas do Brasil
Cquote1.svg Boa Noite, Cinderela! Cquote2.svg
William Bonner sobre como faz com típicos representantes Classes-medistas

Nem grande nem pequena, uma classe média.

Classe média (também conhecido como classe comédia ou classe mérdia) é um conceito criado pela filósofa Marilena Chauí. Segundo ela, a classe média é composta por demônios conservadores e violentos, que ficam de pau duro ou xoxota molhada ao superexplorar pobres em sub-empregos, como empregada doméstica, ou quando veem a polícia sentando o tiro em miseráveis, como moradores de rua.

Alguns definem tal classe em decorrência da renda, a qual permite a seus membros comer, dormir, morar e ter algum lazer, como assinar a Netflix e comprar carros com preços super-inflados em 56 vezes. Outros dizem que classe mérdia é todo aquele com curso superior e qualificações que o permitem negociar suas condições de trabalho com um pouco mais de vantagens do que o pobre fodido, o qual trabalha limpando bosta alheia em banheiros públicos.

É um pessoal tido por asqueroso, por se achar muito sem ser nada na vida, geralmente pagando de moralista por não ter espaço em meio aos esquemas que permitem o enriquecimento de alguns em detrimento da maioria da população e não ter competência para algo mais que ficar enchendo o saco dos outros.

Como identificar esse tipinho?[editar]

Para você ver que não muda nada.

É relativamente fácil identificar um participante da classe comédia, bastando que você conheça as seguintes regras:

  • Carro 2.0 com menos de 10 anos usado como Uber na hora do aperto na mão do chefe da família
  • Geralmente pensam que são ricos, mas são considerados pobres pelos ricos de verdade
  • Além disso, os seus filhos homens são conhecidos pela alcunha de playboys enquanto as suas filhas são conhecidas pela alcunha de Puta de Luxo.
  • Os homens dessa classe são conhecidos por quererem posar de valentões, pois frequentam academias de ginástica para tornear seus glúteos e bombar o corpo, ou posam de intelectuais só porque fizeram uma faculdade nas faculdades caça-niqueis do Seu Patrão, sem perceber que esse diploma na prática vale menos que a bosta que eles cagam.
  • As meninas que participam deste conluio vivem a sonhar em se casar com um homem rico ou ao menos otário e trabalhador o suficiente para sustentar os seus luxos, e se por acaso (ou acidente) elas não tem essa intenção, as mães são quem cuidam de arrumar um tipinho com essas características.
  • Eles, assim como os pobres, são conhecidos por fazerem bicos, mas os bicos deles são diferentes, uma vez que são feitos para um patrão rico que paga por comissão e não por dia e até por isso mesmo eles estão melhor de vida que os pobres.
  • Eles, graças a propagação de idiotices provenientes da MTV, do Youtube e assimilados, são os tipos que mais tem propensão a se tornarem emos, indies e posers, dentre outras modas idiotas como a dos rappers e dos funkeiros.

Automóveis (quando eles tem)[editar]

O automóvel padrão da classe média brasileira é normalmente o Peugeot 208, Onix, Sandero, Polo ou HB20 e todos na cor cinza ou preta, que mostra personalidade forte no Classe Medista. Manter o plástico nos bancos é uma regra chave para mostrar à vizinhança que o carro é novo, além de gastar horas para lavar o carro no fim de semana no meio da rua pelo mesmo motivo.

Carros como Corolla, Civic e Jetta são comprados em monstruosos carnês ou com data de fabricação antiguíssimas, pois acredita-se que o status será maior e o preço pago será praticamente o mesmo dos carro padrão, mesmo que os muitos kilômetros rodados anunciem a quebra iminente do carro.

No entanto, em certos centros urbanos, tem surgido uma nova onda, que é a de adquirir bicicletas a preço de motocicletas e motocicletas a preço de carros populares para efeitos de glamour e ostentação, com o objetivo de dar um ar diferenciado para o playboy de classe média, que no geral mora em um apê pouco melhor que os vendidos pela MRV.

Divisões da Classe Média[editar]

Um dos principais fatos é que a classe média é claramente dividida em duas bandas, tipo as nádegas que entre elas tem o cu.

Esse fato, que é tido como a principal característica da classe média, é mais visível no que diz respeito a militância política.

Podemos facilmente dividir as duas bandas da bunda da classe média em banda esquerda e banda direita, sendo representados pelo esquerdista classe média e pelo direitista classe média.

Como podemos ver abaixo, podemos ver que as duas bandas tocam no sentido da cagada enquanto o povo vai tomando por trás, como podemos ver abaixo:

Esquerdista Classe Média Direitista Classe Média
São maconheiros e levam a sério o publicado na Carta Capital. São cheiradores de gatinhos e de e levam a sério o publicado na Veja.
Gritam que o impeachment da Dilma Rousseff "foi golpe!!" Gritam que querem o "Lula na cadeia!!" e que lutam contra a corrupção.
Andam com a camiseta do Movimento dos Sem Terra em manifestações inúteis na Avenida Paulista. Andam com a camiseta da Seleção Brasileira em manifestações inúteis na Avenida Paulista.
São admiradores confessos do Che Guevara, do Fidel Castro e do Nicolas Maduro. São admiradores confessos do Comandante Ustra, da organização política instituída em 1964 e dos "avanços" trazidos por Pinochet para o Chile.
Ficam em casa maratonando séries e filmes na Netflix e pedindo comida pelo iFood para fugir dos pobres. Andam de carro para ir no Shopping Center fazer compras e depois vai tomar café no Starbucks para fugir dos pobres.
Fazem politicagem no Facebook para tentar ganhar fama e, por consequência, um cargo público comissionado com salário alto. Fazem politicagem no Facebook para tentar ganhar fama e, por consequência, um cargo público comissionado com salário alto.
Defendem pseudociência ao considerar que astrologia, homeopatia, acupuntura, cristais, florais de Bach e outros métodos correlatos de medicina alternativa (sic) tem efeitos positivos na saúde das pessoas. Defendem pseudociência ao considerar que fosfoetanolamina pode ser usada para a cura do câncer, que vacinas causam autismo e que cloroquina e ivermectina são tratamentos com bons resultados contra o covid-19.
Fazem textões chamando a todos que discordam deles de fascistas-nazistas-machistas-sexistas-racistas. Fazem textões chamando a todos que discordem deles de comunistas-socialistas-feministas-gayzistas-vitimistas.
Fazem memes que só vão ser compartilhados por outros membros da classe média. Fazem memes que só vão ser compartilhados por outros membros da classe média.
São frustrados por não conseguirem impor sua visão de mundo aos outros. São frustrados por não conseguirem impor sua visão de mundo aos outros.
Falam de neoliberalismo para manipular os menos politizados em favor de seus propósitos. Falam de ameaça comunista para manipular os menos politizados em favor de seus propósitos.
Vilanizam os Estados Unidos por trazerem problemas a seus propósitos políticos mesquinhos. Vilanizam a população LGBT por trazerem problemas a seus propósitos políticos mesquinhos.
Compartilham fake news provenientes do Brasil 247 e do Metrópoles pra gerar reação nas redes sociais. Compartilham fake news do Jornal da Cidade Online e do Pleno News pra gerar reação nas redes sociais.
Sonham em morar em Lisboa, Paris, Londres, Roma, Madri ou Berlim. Sonham em morar em Los Angeles, Nova Iorque, Chicago, Dallas, Washington, D.C. ou Miami.
Tem Karl Marx como mentor intelectual e ídolo. Tem Olavo de Carvalho como mentor intelectual e ídolo.
Tiram onda de preocupados com os problemas ambientais e com a questão indígena mesmo só se importando apenas com seu próprio umbigo. Tiram onda de preocupados com o bem da família e com os valores cristãos mesmo só se importando apenas com seu próprio umbigo.
Ficam defendendo neopronomes, veganismo e banimento dos carros dos centros urbanos para tirar onda de revolucionários. Ficam defendendo que imposto é roubo e sonegar é legitima defesa e apologizando em favor das criptomoedas para tirar onda de revolucionários.
Falam em votar no Lula em 2022. Falam em votar no Bolsonaro em 2022.

De qualquer forma, uma característica comum às duas divisões é que ambas no fundo odeiam o povo brasileiro e querem mais é distância de qualquer tiozão inclusão digital sem os dentes da frente, que fica num boteco fuleiro vendo vídeos da Praça é Nossa ou então assistindo Whindersson Nunes no celular enquanto escuta Forró Risca a Faca e come coxinha do dia anterior com um copo de 51.

O que fazer quando encontrar um tipo desses?[editar]

Se você for pobre, procure passar longe desse tipo de gente, até pelo fato de que a arrogância que eles arrotam é mais insuportável do que o cheiro da bosta que possa estar fedendo nas suas mãos.

Mas infelizmente há casos em que é inevitável o "encontro" e nesses casos, recomendamos o mínimo de papo possível com essa gente, até porque esse tipo de gente é o mais chato de se suportar.

Se você for rico, dá sempre para tirar um proveito do "bem-intencionado" classe-medista, que apesar de invejar a tua grana, raramente conseguirá meios para ter uma fortuna do mesmo nível que a sua, até pelo fato de ser um Incompetente.

Nestes casos, dá até para levar na brincadeira, porque se você souber usar o jeitinho dos ricos de conseguir boas negociações, você sempre vai se dar bem e deixar os classe-medistas a ver navios.

PS: Essa dica dada para os ricos não vale para possíveis ganhadores da Mega Sena acumulada ou da Tele Sena, sendo recomendável nesses casos agir como indicado para os pobres típicos, a não ser que você queira que o seu grandioso prêmio vá pelo ralo.

Ver também[editar]